Cia. Corpos Nômades estreia O Especulador de Olhos Invisíveis de Carne com temporada curta temporada

Cia Corpos Nômades_O Especulador de Olhos Invisíveis de Carne_flayer

O Especulador de Olhos Invisíveis de Carne, novo espetáculo da Cia. Corpos Nômades, teve sua estreia na última sexta, 04/12, e fica em cartaz até o dia 20, de sexta a domingo.

A nova obra da Cia. Corpos Nômades, dirigida pelo coreógrafo e bailarino João Andreazzi, resgata o principio da ideia do “corpo nômade”, inquietação artística de Andreazzi, dando sequência a uma pesquisa iniciada há 16 anos, cujo o lugar/foco foi a extinta favela do Gato (hoje conjunto habitacional do Parque do Gato) e a Cultura Guarani (Aldeias: Krukutu e do Jaraguá). Lugares que foram revisitados em 2014 e 2015 com o intuito de observar as modificações ocorridas nesses locais. A Petrobras é a patrocinadora da Cia. Corpos Nômades.

Neste processo os textos de Samuel Beckett (como “O DESPOVOADOR”) serviram de condutor para as escolhas dos elementos cênicos e na elaboração da coreodramaturgrafia. “Para este espetáculo resgatamos o conceito de “nômade”, da errância do corpo, para encontrar um caminho que nos permeia neste sistema em que vivemos, uma compreensão do período de existência desses corpos e as transformações que ali ocorreram”, explica Andreazzi. O projeto envolve diferentes sensações e motivações com o objetivo de provocar a construção coreodramaturgráfica, entre elas estão as provocações de Deleuze e Guatarri sobre o Capitalismo e a Esquisofrenia.

O Especulador de Olhos Invisíveis de Carne, da Cia. Corpos Nômades, nasceu das experiências proporcionadas a partir da oficina LAB CRIAÇÃO CORPO UM LUG@R NÔMADE, que aconteceu de julho a setembro de 2015, com o proposito de criar um procedimento de conexão entre a formação e a criação, onde o corpo do performer pode buscar diferentes lugares e estados para daí então encontrar outros corpos.

Projeto envolveu vistas a indios Guarani

A primeira fase aconteceu no primeiro semestre de 2014 com o “Hostel Project – Fase I”, após um acampamento de alguns dias na aldeia Krukutu, onde a Companhia foi acolhida pelo lider guarani Marcos Tupã. Neste processo ocorreram algumas aulas de Guarani e foram lidos trechos de textos de Beckett foram adaptados e traduzidos para o Guarani.

No laboratório de criação João Minelli Andreazzi, criador da Cia. Corpos Nômades, dividiu com diversos artistas suas inquietações de pesquisa coreográfica, que ainda no momento a nomeia de coreodramaturgráfica. Nesta etapa, os participantes vivenciaram algumas maneiras e modos de construir e desconstruir o corpo/intérprete. Neste “CORPO UM LUG@R NÔMADE” o corpo/intérprete foi construido através da preparação corporal proposta por Andreazzi.

FICHA TÉCNICA

Concepção e Direção: João Andreazzi
Elenco: Dresler Aguilera, Gervasio Braz, João Andreazzi e Letícia Mantovani
Trilha Sonora: Felipe Julian
Iluminação: Décio Filho
Figurino: David Schumaker
Cenário e Vídeo: Cia. Corpos Nômades e David Schumaker
Designer Gráfico: Juliana Basile
Agradecimentos: Marcos Tupã (Aldeia Krukutu), Francisca Guarani(Aldeia Krukutu), Tupãzinho (Aldeia krukutu) Sr. Sassa (Favela do Gato), Dona Maria(Favela do Gato), Davi Martins (Aldeia Jaraguá), Jacira Minelli Andreazzi, Marcela Costa, Talita Bertanha, Claudio Willer.

SERVIÇO

O Especulador de Olhos Invisíveis de Carne
Cia. Corpos Nômades
Temporada até 20 de dezembro de 2015
Sextas, às 21h; Sábados e domingos, às 20h
Local: Espaço Cênico O Lugar
Rua Augusta, 325 – Consolação – São Paulo/SP
Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (meia entrada)
Informações e reservas: (11) 3237-3224 – ciacorposnomades@gmail.com