Theatro Municipal do Rio de Janeiro apresenta o balé O Lago dos Cisnes

Mais famoso e popular dos balés românticos, “O lago dos Cisnes” será apresentado no Theatro Municipal do Rio de Janeiro – vinculado à Secretaria de Estado de Cultura –, pelo Ballet e Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal nos dias 29 de outubro e 5 de novembro às 17h; além de 31 de outubro e 1, 3 e 8 de novembro às 20h. Com música de Piotr Tchaikovsky, a montagem é uma versão coreográfica de Yelena Pankova, criada especialmente para o Ballet do Theatro Municipal, em 2006, e que teve como base a criação original dos coreógrafos Marius Petipa e Lev Ivanov. A temporada deste balé conta com Patrocínio Ouro Petrobras e Patrocínio Prata Eletrobras. O Ballet do Theatro Municipal tem direção artística de Ana Botafogo e de Cecília Kerche. Na regência, o maestro titular da OSTM, Tobias Volkmann. A produção conta ainda com a participação de alunos da Escola Estadual de Dança Maria Olenewa. A essa montagem consagrada de “O Lago dos Cisnes”, acrescentamos um novo desenho de luz, criado pelo premiado Fabio Retti.

Divisor de águas na história do balé clássico, ao trazer uma série de inovações ao gênero – como os trajes tutus bandeja (significativamente mais curtos do que os tutus românticos), para facilitar os movimentos de maior técnica exigidos pela coreografia às bailarinas –, “O Lago dos Cisnes” fez sua estreia em 1877, com coreografia de Julius Reisinger, para o Teatro Bolshoi de Moscou. Apesar da beleza da música de Tchaikovsky, a temporada foi um fracasso, acentuado pelo fraco desempenho da protagonista, Pelageya Karpakova. Somente em 1895, dois anos após o falecimento do compositor russo, o balé ganharia uma nova versão consagradora. Em 1894 – quando outros balés com música de Tchaikovsky já eram sucesso, como “A Bela Adormecida”, de 1890, e “O Quebra-Nozes”, de 1892 –, o príncipe Ivan Alexandrovich, diretor do Teatro Mariinsky de São Petersburgo, decide prestar-lhe uma homenagem com uma nova versão de “O Lago dos Cisnes”, apresentando apenas segundo ato com coreografia de Lev Ivanov. Um ano depois, o balé ganha uma nova versão completa, mantendo o segundo ato coreografado por Ivanov, que é responsável também pelo bailado do quarto ato. Essa versão, que tornou a obra célebre, conta também com coreografia de Marius Petipa para o primeiro e terceiro atos. Desde então, esse balé tornou-se um dos mais populares balés do repertório clássico.

André Heller-Lopes, diretor Artístico do Theatro Municipal, destaca: “Nessa temporada, as mulheres estão no centro da nossa programação: suas paixões e suas dores, seus sonhos e sua tragédias. Depois do sucesso de “Carmina Burana”, nada melhor do que a história de dois cisnes, dois lados de uma mesma ‘mulher’ para o primeiro grande balé clássico de 2017”.

Crédito da Foto: Bailarina Claudia Mota | Foto: Júlia Rónai

Serviço

O Lago dos Cisnes
Ballet e Orquestra do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
Dias 29 e 31 de outubro e 01, 03, 05 e 08 de novembro de 2017
Terça, quarta e sexta, às 20h, domingo às 17h
Local: Theatro Municipal do Rio de Janeiro
Praça Floriano, s/n – Centro – Rio de Janeiro/RJ
Ingressos:
– Camarotes/frisas – R$ 80,00
– Plateia/balcão nobre – R$ 80,00
– Balcão superior – R$ 60,00
– Balcão Superior Lateral – R$ 60,00
– Galeria – R$ 30,00
– Galeria Lateral – R$ 30,00
Meia entrada para:
– Estudantes (mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) da UNE, UBES e ANPG )
– Idosos
– Menores de 21 anos
ATENÇÃO: Nos dias de espetáculos, é proibida a entrada no Theatro usando bermuda e/ou chinelos.

Deixe uma resposta