Mente humana é objeto de análise em Caixa Preta, da Cia. Discípulos do Ritmo

Caixa preta - discipulos do ritmo M.fw

Os processos da mente humana durante uma sessão de terapia são investigados no espetáculo “Caixa Preta”, da Cia. Discípulos do Ritmo. Coreografada por Frank Ejara, dançarino, coreógrafo e fundador da Cia., após passar pelo teatro Zanoni Ferrite o espetáculo fica em cartaz até o dia 26 de julho, nos teatros Cacilda Becker e João Caetano.

A obra “surgiu da ideia de explorar a mente humana”, explica Ejara. O espetáculo aborda a forma como a mente reage ao se deparar com dilemas da vida. Segundo o coreógrafo, a dança foi inspirada na “Caixa de Skinner” – experiência que explica a teoria do Condicionamento Operante, desenvolvida pelo escritor e psicólogo Burrhus Frederic Skinner – na qual a caixa preta é a mente humana.

No espetáculo, “os dançarinos são a expressão, o sentimento da pessoa” durante uma sessão de terapia. Segundo Ejara, “a ideia é que essa pessoa está em análise, expondo os problemas, a vida dela. A gente passa por todos os problemas que essa pessoa passa na vida, as felicidades e angústias”, explica.

OFICINA DE BREAKING

Nos dias 16 e 23, a Cia. Discípulos do Ritmo irá ministrar dois dias de Workshop sobre os fundamentos e o desenvolvimento do estilo Breaking, no Centro Cultural São Paulo (CCSP). A dança surgiu junto à cultura Hip-Hop dos grupos negros e latinos que viviam no bairro do Bronx, na Nova Iorque dos anos 70.

Para Frank Ejara, apesar do breaking ser muito difundido em São Paulo, “a todo momento chega uma nova geração” que quer aprender o estilo. O intuito da oficina é facilitar o aprendizado da cultura com “profissionais que têm história na dança breaking, que têm respaldo e conhecimento para ensinar de forma correta esta nova geração”, afirma.

A oficina faz parte de um projeto de residência artística realizado em abril, maio e junho e julho, pela Cia. Discípulos do Ritmo, e será finalizado com obra inédita a ser apresentada em agosto. Cada aula tem duração de três horas, das 19h às 22h. No primeiro dia será discutida a história e os fundamentos do breaking, com alguns passos básicos e exercícios coreográficos. Na segunda aula, serão desenvolvidas algumas variações dos fundamentos, os power moves e a criação de personalidade dentro da dança. As inscrições devem ser feitas a partir do dia 1º pelo e-mail dancaccsp@gmail.com e encerram dia 10.

Com mais de 20 anos de carreira, Frank Ejara atualmente desenvolve um trabalho de promoção de Danças Urbanas. Em 2006, ele foi convidado para fazer parte da Batalha UK Championship, em Londres. Em 2009, ficou em segundo lugar na categoria Locking da competição de dança Who is Who, em Paris.

SERVIÇO

Caixa Preta
Cia. Discípulos do Ritmo
Ingressos: Grátis

Dias 10, 11 e 12
Sexta e sábado, às 21h, domingo, às 19h
Local: Teatro Cacilda Becker
Rua Tito, 295, Lapa – São Paulo/SP – Zona Oeste
Informações: (11) 3864-4513

Dias 24, 25 e 26
Sexta e sábado, às 21h, domingo, às 19h
Local: Teatro João Caetano
Rua Borges Lagoa, 650, Vila Clementino – São Paulo/SP – Zona Sul
(Próximo da estação Santa Cruz do metrô)
Informações: (11) 5573-3774 e 5549-1744

OFICINA DE BREAKING

Dias 16 e 23 de julho de 2015
Quinta, das 19h às 22h
Classificação: +12 anos.
Vagas: 25
Inscrições: até dia 10 pelo e-mail dancaccsp@gmail.com .
Local: Centro Cultural São Paulo – sala de ensaio 1.
Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso – São Paulo/SP
Grátis