El Amor Brujo – El Fuego e La Palavra, da cia La Fura Dels Baus, estreia no Theatro Municipal de São Paulo

La Fura Dels Baus_m

A companhia catalã La Fura Dels Baus retorna ao Theatro Municipal de São Paulo. Depois das apresentações de 2014, o grupo traz “El Amor Brujo – El Fuego e La Palavra”. A curta temporada tem cinco dias, de 27 a 31 de julho – quarta-feira a sábado, às 20h, domingo, às 17h. A Orquestra Sinfônica Municipal (OSM), sob regência do maestro residente Eduardo Strausser, integra as apresentações.

Com direção da própria Fura e de Carlus Padrissa e coreografia de Pol Jimenez, fazem parte ainda dos espetáculos que acontecem no Theatro Municipal Esperanza Fernández, cantaora (cantora de flamenco) e Miguel Ángel Cortés, na guitarra flamenca. Ainda há ingressos disponíveis, com valores que variam de R$ 25 a R$ 90.

O espetáculo apresentado pela companhia no palco do Theatro Municipal homenageia o centenário de Manuel de Falla – a primeira versão de El Amor Brujo estreou no Teatro Lara em Madrid no dia 15 de abril de 1915.

A montagem da La Fura conta com projeções de José Val del Omar, de Granada, que representam sonhos, combinando sequências musicais – que serão interpretadas pela OSM –, dança e números acrobáticos cheios de movimento, luz e efeitos especiais. Além de El Amor Brujo, fragmentos de peças anteriores de Falla poderão ser vistas, como Noches en los jardines de España, La vida breve e peças de flamengo, como Vidalita.

Para Padrissa, “El Amor Brujo” é a obra mais universal, brilhante e arrebatadora de Manuel de Falla. Para o diretor, o compositor conseguiu combinar harmonicamente os folclores andaluz, cigano e flamenco com a música clássica. Mesmo mais de um século depois, a obra de De Falla segue moderna, com melodias vibrantes do compositor e o argumento passional de María Lejárraga. A partir daí, La Fura se propõe a fazer um espetáculo mágico, repleto de efeitos especiais, com vigor de movimentos corporais dos bailarinos e com as projeções que ultrapassam o cenário. Sobre a música de De Falla e a poesia de Lejárraga está a luz cinematográfica de Val Del Omar, que faz ‘transbordar’ os limites da tela de projeção.

Participação especial

Alunas da Escola de Dança de São Paulo farão parte das apresentações de “El Amor Brujo – El Fuego e La Palavra” da La Fura Dels Baus. A companhia catalã solicitou que as candidatas mostrassem uma coreografia, de até dois minutos, com traços de dança flamenca. Depois de uma rigorosa seleção, das 36 inscritas, 12 foram escolhidas. As garotas, com idades entre 16 e 22 anos, aparecerão em oito momentos coreográficos.

LA FURA DELS BAUS

Fundada na Catalunha em 1979, a companhia teatral La Fura dels Baus, desde suas primeiras criações distantes das narrativas lineares e voltadas para uma dramaturgia fragmentaria e sensorial com envolvimento do público -, buscou o que a própria companhia denominou como estética furera, especialmente a partir da trilogia Accions (1983), Suz/o/Suz (1985) e Tier Mon (1988).

Recentemente, com a progressiva incorporação de tecnologias e sua ousadia dramatúrgica em suas propostas teatrais e operísticas, remodelaram a trajetória inicial de La Fura dels Baus em uma marca internacionalmente reconhecida. Destacam-se as criações para as cerimônias olímpicas (Mediterrani, cerimônia inaugural dos Jogos Olímpicos de Barcelona, de 1992, e cerimônia inaugural dos Jogos Olímpicos da Juventude de Nanjing, de 2014), cinema (Faust 5:0 (2001)) e discos (KRAB (1995), Ombra (1999), XXX (2002)).

De seus nove fundadores, seis – Micky Espuma, Pep Gatell, Jürgen Múller, Àlex Ollé, Carlus Padrissa e Pera Tantinyà – ainda fazem parte da companhia e desenvolvem tanto projetos individuais quanto comuns em colaboração interna ou com outros artistas.

A atualidade de La Fura pode ser constatada pelas criações para títulos do repertório, como La Damnation de Faust (1999), a Tetralogia wagneriana (2007-9) e Madama Butterfly (2014); para óperas contemporâneas, como Le Grand Macabre, de Ligeti (2009), Sonntag aus Licht, de Stockhausen (2011), e Quartett, de Luca Francesconi (2011, 2013); e também por espetáculos teatrais como As Troianas (2001) e Metamofosi (2005), além de grandes produções como L’home del millenni (2000), La Divina Comedia (2002), Cutty Sark Shangai-London (2007) ou Naumon (2004) – este último um espetáculo itinerante, a bordo de um barco.

SERVIÇO

El Amor Brujo – El Fuego e La Palavra
La Fura dels Baus – Com Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo – OSM
De 27 a 31 de julho de 2016
Quarta a sábado, às 20h, domingo, às 17h
Local: Theatro Municipal de São Paulo
Praça Ramos de Azevedo, s/nº.
Ingressos: R$ 25,00 a R$ 90,00
Informações: (11) 3053.2100 / Bilheteria: (11) 3053.2090
Classificação: acima de 10 anos.
Duração: 120 minutos aproximadamente.

Deixe uma resposta