Du Désir D’Horizons, de Salia Sanou, verte o exílio em dança

Nos dias 19 e 20 de setembro, terça e quarta, às 21h, o coreógrafo burquinense Salia Sanou apresenta no Teatro do Sesc Vila Mariana o espetáculo Du Désir D’Horizons (Do Desejo de Horizontes), concebido a partir de suas experiências em Burkina Faso e Burundi, onde ministrou oficinas de dança em campos de refugiados. O espetáculo faz parte da Extensão Bienal Sesc de Dança 2017. Ingressos à venda no Portal Sesc SP a partir das 16h do dia 12 de setembro. No dia 13, às 17h30, começam as vendas nas bilheterias do Sesc SP.

O exílio, o isolamento e a perda de identidade são temas centrais em Do Desejo de Horizontes. Inspirado pela experiência que teve ao ministrar oficinas de dança em campos de refugiados em Burkina Faso e no Burundi (África), Salia Sanou levanta questões sobre territorialidade e fronteiras, sejam elas físicas ou mentais. A peça traz na cenografia elementos do cotidiano dessas pessoas em constante deslocamento, como as barracas e os leitos dos acampamentos, um dos espaços mais íntimos nesses lugares.

O exílio atinge tanto os “estranhos estrangeiros” do mundo globalizado quanto aquele que cada um de nós carrega em si. Há muitos anos, a fundação AAD – African Artist for Development (Artista Africano pelo Desenvolvimento), em parceria com o Alto Comissariado para os Refugiados (ACNUR), utiliza a dança como meio de reconstrução psicológica das populações refugiadas do continente africano. O programa Refugiados em Movimento, coordenado pelo AAD, prevê a realização de ateliês em campos de refugiados de oito países africanos em cinco anos. Salia Sanou, codiretor com Seydou Boro do Centro de Desenvolvimento Coreográfico La Termitière de Ouagadougou (capital de Burkina Faso), conduziu sessões de dança em campos de Burundi e Burkina Faso. A experiência o inspirou a recolher material para uma criação para seis dançarinos, um contador e dois jovens refugiados. Em Du Désir D’Horizons, o coreógrafo nos convida a interrogar a condição de exílio interior que cada um porta em si, como uma força intocável para lutar, resistir e desejar.

“Do Desejo de Horizontes não é um documentário sobre os campos de refugiados, ele não mostra a miséria e o sofrimento das populações que vivem ali. É uma obra que indica esperanças, um convite a uma viagem poética”, diz o artista.

Para além de sua própria vivência, Sanou inspirou-se também nos livros Worstward ho, do dramaturgo irlandês Samuel Becket (1906-1989), e Limbes/Limbo, da canadense Nancy Houston (1953). O último, que tem trechos citados em cena, evoca um outro aspecto do exílio: o linguístico. “Ele ecoa diretamente naquilo que eu senti durante minhas oficinas com os refugiados”, diz Salia.

No dia 20, Salia ministra uma aula-espetáculo gratuita, na Praça de Eventos do Sesc Vila Mariana, em que introduzirá o úblico a alguns dos ritmos africanos. A aula terá início às 18h e não há necessidade de inscrição.

Codiretor do centro de dança La Termitière de Ouagadougou (capital de Burkina Faso), Sanou já integrou a companhia francesa de Mathilde Monnier e ganhou o prêmio Culturesfrance de criadores em 2007.

No Portal Sesc SP, compra de ingressos e mais informações: bit.ly/DDDH_vm

Ficha Técnica

Coreografia: Salia Sanou
Intérpretes: Cyndie Emelie, Ousséni Dabaré, Catherine Denecy, Jérôme Kaboré, Elithia Rabenjamina, Mickael Nana, Marius Sawadogo, Asha Imani Thomas
Texto: Nancy Huston – Trechos de « Limbes, Limbo / Un hommage à Samuel Beckett », publicado por Éditions Actes Sud (2000)
Cenografia: Mathieu Lorry Dupuy
Luz: Marie-Christine Soma
Música: Amine Bouhafa
Contra-regra geral: Rémy Combret
Operador de luz: Raphal Rosa

Crédito da foto: Laurent Philippe

Serviço

Du Désir D’Horizons | Do Desejo de Horizontes
Coreografia de Salia Sanou
Dias 19 e 20 de setembro, terça e quarta, às 21h
Local: Sesc Vila Mariana – Teatro
Rua Pelotas, 141 – Vila Mariana – São Paulo/SP
Ingresso: R$ 30,00 (inteira) | R$ 15,00 (meia) | R$ 9,00 (Credencial Plena)
Informações: (11) 5080-3000
Duração: 90 minutos
Classificação: 12 anos
Capacidade: 620 lugares
Venda de ingresso online a partir de 12/09, às 16h e nas bilheterias a partir de 13/09, às 17h30. Limitado a quatro ingressos por pessoa.
Estacionamento: R$ 5,50 a primeira hora + R$ 2,00 a hora adicional (Credencial Plena: trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes). R$ 12 a primeira hora + R$ 3,00 a hora adicional (outros). 200 vagas.

Deixe uma resposta