Cia Fragmento de Dança estreia, em São Paulo, “Aos vencedores, as batatas”

Aos vencedores, as batatas 1

A palavra “ruptura” serve de ignição para “Aos Vencedores, as batatas”, trabalho da Cia Fragmento de Dança, dirigido pela coreógrafa e bailarina Vanessa Macedo, que estreia na próxima quinta-feira (11/9), às 21h, no SESC Santo Amaro. “Aos vencedores…” terá duas apresentações (11 e 13/9), intercaladas com outro trabalho da companhia: “Sem título”(12 e 14/9), que traz à cena uma única coreografia interpretada por três artistas convidados: Angela Nolf, Lavinia Bizzotto e Roberto Alencar.

“Aos Vencedores, as batatas” se constrói com cinco solos, disparados por temas que vieram à tona dentro da experiência pessoal de cada um dos intérpretes da companhia, sobre o sentido da palavra ruptura. Em princípio, sem ligação aparente – desconforto com o próprio tamanho, ausência de choro, universo dos sonhos, isolamento e transformação – os temas ganharam amplitude quando, durante o processo, passaram a ser observados criticamente para além da subjetividade e conectados com o universo do homem contemporâneo. Vanessa Macedo concebeu as coreografias com base nesses desejos e afetos individuais amalgamados a angústias universais. “É nessa transposição da individualidade para o mundo, que acontece a conexão para a construção dramatúrgica”, reflete.

Diferente de todas as criações da companhia, “Aos vencedores…” traz o universo do humor, irônico e crítico, e aponta o dedo para nossos próprios fracassos quando tentamos subverter questões em que estamos por demais inseridos. Por isso, o título empresta a frase emblemática de personagem de Machado de Assis, no livro Quincas Borba, em que o autor critica os costumes de seu tempo e aponta a transformação do homem em objeto do próprio homem e a sua “coisificação”.

SEM TÍTULO

A decisão de estrear a peça com apresentações intercaladas de “Sem Título” é significativa, uma vez que “Aos vencedores,…” é a primeira ressonância direta do trabalho anterior, que já propunha uma inversão de papéis dentro da linha de procedimentos da companhia.

Se, em “Aos vencedores…”, Vanessa coletou propostas temáticas vindas de cada um dos intérpretes, em “Sem Título” a coreógrafa parte de uma partitura fechada de 15 minutos, entregue aos três bailarinos que estão na cena – Angela Nolf, Lavínia Bizzotto e Roberto Alencar – para, de acordo com suas experiências de corpo e trajetórias, criar, cada um, a sua própria encenação. Vanessa conta que “os intérpretes tiveram liberdade de escolha no que se refere à trilha, ao figurino, ao desenho de luz, à utilização de objetos cênicos e mesmo à dinâmica e repetição dos movimentos, mas não em abrir mão da movimentação criada, o que resultou em distinções fundamentais entre os trabalhos”.

O primeiro mote para a criação “Sem Título” foi a contaminação – como nos deixamos contaminar pelo outro – e o segundo, a ausência – como reagimos à falta ou distanciamento desse outro. As três interpretações sinalizam sentimentos e contextos variados, mas encontram o mesmo desafio – tornar presente a ausência.

As duas peças fazem parte do projeto “Sem título – desdobramentos”, contemplado pelo 16º edital do Programa de Fomento à Dança para a Cidade de São Paulo.

SINOPSE

“Aos vencedores, as batatas” – Cia Fragmento de Dança

Um show de talentos? Um espaço de testemunhos? Uma vontade de depor? Cinco solos desenvolvidos a partir de temáticas pessoais se colocam em questão. Aqui a tarefa era construir solos, cada qual com uma temática própria, partindo de um entendimento individual sobre a palavra “ruptura”. Os intérpretes trouxeram os seus assuntos e a coreografia foi criada a partir desses desejos e afetos individuais. São as diferenças e não as semelhanças que buscam um espaço de conexões para a construção dramatúrgica. Concepção, coreografia e direção: Vanessa Macedo. Com Chico Rosa, Maitê Molnar, Jéssica Moretto, Rafael Sertori e Rafael Edgar.

“Sem Título” – Cia Fragmento de Dança

Resultado cênico do processo investigativo que se propôs a discutir como a dramaturgia em dança é afetada quando intérpretes diferentes, com escolhas cênicas próprias, realizam uma mesma partitura de movimentos. Os convidados tiveram liberdade de escolha no que se refere à trilha, ao figurino, ao desenho de luz e à utilização ou não de objetos cênicos. Mas não podiam abrir mão da movimentação criada. Com Ângela Nolf, Lavinia Bizzotto e Roberto Alencar. Coreografia e concepção: Vanessa Macedo.

SERVIÇO

Cia Fragmento de Dança
Aos vencedores, as batatas
Dias 11 e 13 de setembro de 2014
Quinta-feira, 21h; sábado, 19h

Sem Título
Dias 12 e 14 de setembro de 2014
Sexta, 21h; domingo, 19h

Sesc Santo Amaro – Espaço das Artes
Rua Amador Bueno, 505 – Santo Amaro – São Paulo – SP
Ingressos: R$ 12,00 (inteira); R$ 6,00 (usuário inscrito no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino); R$ 2,40 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes)