Balé do Teatro Guaíra encerra temporada 2015 com Cinderela

Cinderela é um clássico universal, uma peça versátil que já ganhou mil e uma interpretações. O espanhol Gustavo Ramirez Sansano ambientou a montagem que criou para o Balé do Teatro Guaíra nos anos de 1950. Com cenografia de Luiz Crespo e figurinos de Gelson Amaral, saias rodadas, lambretas e anúncios na estreante televisão são alguns elementos cênicos que aparecem na obra.

14494900631432566641CinderelaBTGfotoKarinvanderBroockesite2

O texto original de Cinderela é dos Irmãos Grimm. Sob a visão de Sansano, Cinderela reúne composições de Gioachino Rossini, Johann Strauss II e Sergei Prokofiev, além de canções dos anos 50/60 (música mecânica). A história acontece num salão de beleza, no quarto de Cinderela e no salão de baile, onde a protagonista encontra o príncipe encantado, um milionário dos tempos modernos.

O espetáculo conta com a participação da Orquestra Sinfônica do Paraná, sob a regência de Marcos Arakaki

Apoio: Lei de Incentivo à Cultura
Patrocínio: O Boticário
Realização: Centro Cultural Teatro Guaíra, Governo do Paraná e Ministério da Cultura.

Serviço
Cinderela – Com Balé Teatro Guaíra e Orquestra Sinfônica do Paraná
Auditório Bento Munhoz da Rocha Netto – Guairão
Dias 10, 11 e 12 às 20h30 e 13 às 18 horas
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$10,00 (meia)