7° Circuito Vozes do Corpo descentraliza produção da dança em São Paulo para levar espetáculos à periferia

discipulos_por-claudia-oliveira
Discípulos do Ritmo | Foto: Claudia Oliveira/Divulgação

Com uma programação marcada pela diversidade de linguagens e estéticas dos espetáculos, a 7° edição da mostra de dança percorrerá a zona sul de São Paulo, com apresentações gratuitas em espaços culturais da periferia.

Com o objetivo de promover a circulação da produção da dança em equipamentos culturais da zona sul de São Paulo, a 7° edição do Circuito Vozes do Corpo, mostra anual de dança criada por Gal Martins, diretora da CIA Sansacroma, irá percorrer entre 27 de setembro e 09 de outubro, as unidades do SESC Santo Amaro e Campo Limpo, Casa de Cultura M´Boi Mirim, Fabrica de Criatividade, Estação do Metrô Capão Redondo e Praça Floriano Peixoto, em Santo Amaro.

Além dos espetáculos de diferentes abordagens e estéticas, o evento contará com uma programação dedicada à realização de diálogos com artistas renomados sobre a produção da dança e workshops para formação artística. “O circuito é fruto de um trabalho de articulação com inúmeras companhias que vem desenvolvendo um trabalho sério e engajado na produção da dança em diversos locais de São Paulo e do Brasil”, diz a criadora do projeto, que há 15 anos desenvolve um trabalho de militância artística e pesquisas continuada em dança à frente da CIA Sansacroma.

Ela ressalta que nesta edição do Circuito Vozes do Corpo não houve o tradicional chamamento aberto para companhias de todo o país, como nos anos anteriores, devido a uma escolha política no processo curatorial de abrir espaço para grupos que dialogam com questões poéticas e políticas que a Cia Sansacroma vem desenvolvendo ao longo dos anos, enraizadas em temas como, negritude e ancestralidade, território, brasilidade, diáspora africana, questões de gênero e sexualidade.

Ao longo de dez dias de programação, a sétima edição do evento contará com apresentações das seguintes companhias: Ouvindo Passos; Zumb.Boys; Desvelo; Projeto CO; Fragmento Urbano; Discípulos do Ritmo; Dual Cena Contemporânea; Lagartixa na Janela; Cia Sansacroma; Núcleo Artérias; Coletive Friccional; Plataformas Porosas; Núcleo Pé de Zamba; além dos espetáculos solo de Marcus Moreno; Bárbara Freitas; e Monica da Costa.

Juntamente com os grupos, os artistas Félix Pimenta, Mariana Camara, Djalma Moura, Verônica Santos, Kanzelumuka, Yaskara Manzini, Deise Brito, Thiago Negraxa, Douglas Iesus, Márcio Greyk e Luciana Bortoletto farão parte da programação que contempla a realização de workshops e diálogos sobre a produção da dança.

Outro ponto marcante do Circuito é a realização dos espetáculos de Rua que irão ocupar espaços simbólicos e de grande circulação e concentração de público na zona sul de São Paulo, como o calçadão do Metrô Capão Redondo e a Praça Floriano Peixoto, localizada em Santo Amaro. “A programação do Circuito Vozes do Corpo foi pensada também para atrair a atenção das pessoas que estão envolvidas com o intenso vai e vem da cidade, por isso, vamos para a rua ao encontro da população de nossa comunidade que tanto nos inspira”, finaliza.

Sobre o Circuito Vozes do Corpo

O Circuito Vozes do Corpo é uma Mostra de Dança anual que reúne diversas ações de fomento e democratização do acesso à produção da dança de pesquisa no extremo sul da cidade de São Paulo, região de atuação direta da Cia Sansacroma.

As ações promovidas pelo Circuito contemplam, além da realização da mostra de dança, espaços para debates, discussões, formação e qualificação artística. As atividades acontecerão nos seguintes espaços: SESC Santo Amaro, SESC Campo Limpo, Fábrica de Criatividade, Metro Capão Redondo e Praça Floriano Peixoto.

A ocupação destes espaços urbanos da região tem como foco o intercâmbio artístico/cultural entre os artistas locais, enfatizando o movimento hoje denominado como “cultura periférica” com artistas de outras regiões da cidade, estados e do país.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

SETEMBRO

Dia 27/09 – Abertura

20h – Casa de Cultura de M’Boi Mirim | Ouvindo Passos | Sobre Glúteos, Cadeiras e Histórias |

Dia 28/09

15h – Metrô Capão Redondo | Desvelo | A Praga da Dança |
16h – Calçadão Praça Floriano Peixoto | Projeto CO |Díptico das Multidões |
19h – Sesc Osasco | Fragmento Urbano | Relações Possíveis |

Dia 30/09

19h – Praça Sesc Osasco | Marcus Moreno | A Flor da Lua |
20h – Teatro Sesc Santo Amaro – Grupo Zumb.Boys | O que se rouba |

OUTUBRO

Dia 01/10

15h30 às 17h30 – Sesc Santo Amaro | Workshop: Vogue e Waking | Félix Pimenta
17h – Sesc Santo Amaro | Bárbara Freitas – Ethos
20h – Teatro Sesc Santo Amaro – Discípulos do Ritmo – Caixa Preta

Dia 02/10

17h – Sesc Osasco | Dual Cena Contemporânea | Profetas da Selva |

Dia 05/10

14h – Sesc Campo Limpo | Lagartixa na Janela | Breves Partituras para muitas Calçadas |

Dia 06/10

14h às 17h – Sesc Campo Limpo | Workshop Danças Contemporâneas | Cia Sansacroma – Mediação: Djalma Moura e Verônica Santos |
20h – Sesc Campo Limpo Espaço Cênico Fechado | Núcleo Artérias | Bananas |

Dia 07/10

16h – Metrô Capão Redondo | Coletive Friccional | Contar os corpos e sorrir|
20h – Sesc Campo Limpo | Espaço Cênico | Plataformas Porosas | Cambada |

Dia 08/10

16h – Sesc Campo Limpo | Diálogo com o Fórum Danças Contemporâneas – Corporalidades Plurais | Tema: Quem legitima o que é democrático na dança? Formação de Plateia: qual a responsabilidade do artista?
18h – Sesc Campo Limpo | Núcleo Pé de Zamba | A Cruz que me Carrega |

Dia 09/10

10h – Casa de Cultura do M’Boi Mirim |Workshop: Danças Africanas | Mariama Camara |
14h – Casa de Cultura do M’Boi Mirim |Workshop: Dramaturgias do corpo: (Re)inventando Tradições |
17h – Fabrica de Criatividade | Diálogo: “Território e Estética” |
19h – Fabrica de Criatividade | Monica da Costa |Corpo D’agua |