4° Edição – A MITsp – Mostra Internacional de Teatro de São Paulo

Cena do espetáculo belga “Avante, Marche!” que abre a quarta edição da MITsp no Theatro Municipal de São Paulo

A Mostra terá abertura no dia 14 de março no Theatro Municipal de São Paulo e se estende até o dia 21. Nessa nova edição são 31 sessões, de 10 espetáculos, dos quais sete são internacionais e três nacionais, de seis países diferentes, além de uma extensa programação reflexiva e pedagógica.

Nas Ações Pedagógicas, que tem curadoria de Maria Fernando Vomero, as atividades previstas contemplam não só a partilha dos processos de criação de convidados estrangeiros, mas também propõem um diálogo com temas urgentes da realidade nacional.

Uma residência artística com o diretor e ator palestino Ihab Zahdeh, do Yes Theatre, de Hebron (Cisjordânia), vai oferecer, ao longo de três semanas, um workshop de improvisação e criação que tem como proposta desenvolver um breve experimento cênico, e que incorpore igualmente outras manifestações artísticas, como dança e música, com apresentação pública ao final do processo. Trata-se de uma experiência de intercâmbio criativo com um profissional do Oriente Médio, com trajetória internacional e que recentemente desenvolveu uma montagem com atores japoneses do Tokyo Engeki  Ensemble. Dois workshops estão programados: um com o encenador libanês Rabih Mroué e outro com o diretor musical e compositor Steven Prengels, da companhia les ballets C de la B.

Mostra de Espetáculos

Espetáculos internacionais

Os diretores belgas Alain Platel e Frank Van Laecke, juntamente com o compositor Steven Prengels, da companhia les ballets C de la B, fazem em “Avante, Marche!” (En Avant, Marche!) uma fusão de música, dança, teatro e performance, em um espetáculo cenicamente bastante impactante. A companhia é uma das mais importantes da dança no mundo e abre a quarta edição da MITsp no Teatro Municipal de São Paulo, no dia 14 de março. A escolha desse espetáculo para a abertura reflete o caráter híbrido e expandido da mostra desde a sua primeira edição.

Espetáculos nacionais

Do Rio de Janeiro vem “Para que o Céu não Caia”, de Lia Rodrigues, espetáculo estreado na Alemanha, em Dresden – onde foi finalizado durante uma residência artística – e na sequencia apresentado em Hamburgo, Potsdam, Berlim, Frankfurt e Düsseldorf como parte do Projeto Brasil. Logo após, foi apresentado no Festival Montpellier Danse, na França, e depois em Grenoble e Toulouse. O espetáculo nasceu a partir de um questionário afetivo e encontros que os bailarinos da Lia Rodrigues Companhia de Danças, junto com os jovens do Núcleo 2 da Escola Livre de Danças da Maré, tiveram com mais de cem pessoas no bairro carioca, onde Lia Rodrigues está estabelecida há 13 anos. Os encontros/respostas dos moradores, somados à performance nas ruas da Maré pela campanha Jovem Negro Vivo, da Anistia Internacional, foi o que iniciou a criação dessa obra. Inspirada nos livros “Há mundo por vir?”, de Deborah Danowski e Eduardo Viveiros de Castro e “A queda do céu”, do xamã Davi Kopenawa, a coreógrafa põe em cena o impacto humano na terra e o que podemos fazer para impedir “que o céu não caia” sobre nós. O mito do fim do mundo, relatado pelo Kopenawa, diz que, rompida a harmonia da vida no universo, o céu – que no idioma Yanomami é entendido por “aquilo que está acima de nós” – desaba sobre todos os que estão abaixo e não apenas sobre os povos das florestas. Diante das drásticas mudanças climáticas que escurecem o futuro, o que nos resta a fazer? Como imaginar formas de continuar e agir? O que cada um de nós pode fazer para, a seu modo, segurar o céu?

SERVIÇO


4° Edição – A MITsp – Mostra Internacional de Teatro de São Paulo
De 14 á 21 de março de 2017
Local: Teatro Municipal de São Paulo
Praça Ramos de Azevedo, s/n – República, São Paulo – SP, 01037-010
Ingresso: No portal Sesc SP, Ingresso Rápido e CompreIngressos.