XII Edição Mostra do Fomento à Dança reúne 25 atrações gratuitas – Confira programação completa

A Mostra do Fomento à Dança chega à sua XII Edição reunindo artistas, diretores, produtores e todos os envolvidos nos projetos contemplados na 22ª, 23ª e 24ª Edições do Programa Municipal de Fomento à Dança, da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo. O evento, que acontece de 5 a 14 de novembro, irá apresentar diversas ações ligadas as pesquisas, criações das companhias para concepção dos espetáculos como seminários, oficinas, debates e bate papos, tudo de forma gratuita em diversos pontos da cidade, entre espaços culturais, ruas e praças, fortalecendo o trabalho dos artistas que ajudaram a consolidar a dança como mais uma opção de entretenimento cultural na cidade em 2018.

Serão 25 núcleos artísticos com apresentações criadas e pensadas de acordo com as características locais para os diversos pontos da capital. A Mostra tem, portanto, um caráter de força e de união entre os participantes e, acima de tudo, quer difundir a dança contemporânea produzida ao longo dos anos na cidade.

O Fomento é um movimento construído pela classe da dança paulistana, que existe desde 2005. Pode ser considerado uma conquista política, de luta pela arte e fruto da articulação dos artistas locais. Ao longo das semanas da Mostra, o público confere a ocupação dos espaços pelos grupos que foram de grande importância para a ampliação da dança contemporânea da cidade.

Abertura

O grupo Fragmento Urbano vai abrir a mostra no dia 5 de novembro, às 17h, com o Cortejo Jam, que faz parte da pesquisa para o projeto “Encruzilhada”, que é inspirado nas festas negras, festas de dança urbana e claro festas de cortejo. Grupos de percussão e uma DJ passearão pelas ruas do bairro de Arthur Alvin na Zona Leste, com diversas linguagens das músicas negras, original funk, Hip Hop, afoxé e sampa reggae. Tudo isso em uma festa que junta a possibilidade de tambores ancestrais e das pick-ups, além de tambores contemporâneos para que o público caia na dança.

Seminários

Dois dias de muita informação, opinião e debates sobra os rumos da dança acontecerão em quatro seminários realizados no Centro Cultural da Penha, nos dias 6 e 7 de novembro das 16h às 21h. Os seminários da “XII Mostra do Fomento à Dança” foram idealizados para promover o debate sobre temas emergentes da linguagem por meio de provações vindas de especialistas do segmento e intervenções artísticas. As mesas de discussão terão pelo menos três convidados e um mediador para discutir as seguintes abordagens: Dramaturgia à Dança, Pluralidade da Dança: Linguagens e Territórios, O impacto da precarização do trabalho do artista: em cena e na forma e fechando A relação entre editais públicos e modos de produção na Dança.

Oficinas de Imersão

Em dois dias acontecerão várias oficinas de imersão à dança em dois espaços culturais da cidade. O intuito é discutir os rumos da dança e mostrar trabalhos que resultaram das pesquisas realizadas com o apoio do Fomento. No dia 8 de novembro das 10h às 19h, a Oficina Cultural Oswald de Andrade receberá cinco grupos artísticos que apresentarão seus espetáculos. São eles: Grupo Lagartixa na Janela, Dança Sem Fronteiras, Oficina Pé no Mundo, Oficina Núcleo de Improvisação e Jam Cia Corpocena.

No dia 9 de novembro o CRD – Centro de Referência à Dança – vai receber três companhias, das 10h às 16h, que vão apresentar seus trabalhos. São elas: Cia Druw, Oficina Criativos Br e Núcleo Entretanto.

Embate Experimento

No dia 10 de novembro, na Galeria Olido, das 14h às 18h, acontece o embate experimento, que tem a proposta de promover um choque de ideias, onde 16 dançarinos e três músicos disputam entre si, sorteando 29 palavras norteadoras de movimentos. A disputa será avaliada por três jurados para definir quem será o vencedor e vai conquistar a prêmio final.

Pelas ruas

Além da abertura com o Cortejo Jam do grupo Fragmento Urbano, no dia 11 de novembro as ruas da Zona Leste ficarão em festa com os grupos Núcleo Ximbra, Silenciosas e Cybernétikos, que vão apresentam as margens da Linha Safira da CPTM o Sarau Urutu, das 14h às 21h, como forma de uma assembleia poética, trazendo reflexões de ordem pública ao cotidiano daquele beco periférico na cidade.

Mostra de vídeos

No dia 12 de novembro o Espaço Cultural Casa da Vila recebe a Mostra de Vídeodança. Serão exibidos vários trabalhos desenvolvidos por cinco companhias, numa espécie de sessão de cinema com pipoca e refrigerante. Após a exibição dos vídeos vai acontecer um bate papo com os integrantes da Cia da Vila, Damas em Trânsito, Criativos Br, Grua e Sansacroma.

Espetáculos e bate papo

Nos dois últimos dias da Mostra do Fomento à Dança acontece no CRD – Centro de Referência a Dança – o encerramento do evento com os vários espetáculos de dança. Após a apresentação do Grupo Divina Dança no dia 13 de novembro, haverá um bate papo antes do fechamento do dia com a Cia Druw. No dia 14, das 17h às 21h, serão exibidos quatro espetáculos de dança das companhias Gumboot, Insaio, T.F Style Cia de Dança e Cia Oito Nova Dança.

Programação

5 de novembro de 2018

Espaço Cultural Adebankê | 17h | livre
Concentração | 16h30 (Viaduto Metrô Arthur Alvim)

Fragmento Urbano | Cortejo Jam

6 de novembro

Seminário das 16h às 21h | Centro Cultural da Penha

16h30 – Dramaturgia da Dança

Mesa: Renan Marcondes, Liliane de Grammont e Mariana Muniz. Mediador: Luiz Bongiovanni
Intervenção artística: Núcleo Mercearia de Ideias e Raça Cia de Dança

19h00 – Pluralidades – Linguagens e Território

Mesa: Douglas Iesus, Carol Ewaci e Manuel Vitor. Mediador: Rodrigo Cândido
Intervenção artística: Cia da Vila

7 de novembro de 2018

Seminário das 16h às 21h | Centro Cultural da Penha

16h30 – O Impacto da Precarização do Trabalho do Artista: Em Cena e na Formação

Mesa: Marisa Lambert, Renan Rodrigues e Ronaldo Serruya. Mediadoras: Marília Costa e Kelly Yamashita.
Intervenção artística: Núcleo Pedro Costa Cia de Dança e Intuição Companhia de Ballet

19h00 – A Relação entre Editais Públicos e Modos de Produção

Mesa: Talita Bretas, Natalia Tresembreque, Vanessa Macedo. Mediadora: Jonava de Castro
Intervenção artística: Cia Fragmento de Dança

8 de novembro

Imersão das 10h às 19h | Centro Cultural Oswald de Andrade

10h – Grupo Lagartixa na Janela: Deriva e Jogo Aberto/ Breves Partituras para muitas calçadas

12h- Grupo Dança sem Fronteiras: Jam para todos

14h30 – Oficina Pé no Mundo

16h30 – Núcleo de Improvisação – Oficina Núcleo de Improvisação

18h30 –  Cia Corpocena – Jam Corpocena

9 de novembro

Imersão 10h às 19h |Centro de Referência a Dança

10h00 – Oficina Espaço Aberto – Cia Druw (Contrapartida)

14h00 – Oficina Criativos Br

16h00 – Núcleo Entretanto

10 de novembro

Embate Experimento das 14h às 18h | Galeria Olido

O embate experimento tem a proposta de promover um choque de ideias, onde 16 dançarinos e 3 músicos disputam entre si, sorteando 29 palavras norteadoras de movimentos. A disputa será avaliada por 3 jurados para definir quem vai conquistar a premiação final.

11 de novembro

Sarau Urutu das 14h às 21h | Urutu

12 de novembro

Videodança das 16h às 21h | Espaço Cultural Casa da Vila

16h00 – Workshop: Damas em Trânsito

19h30 – Bate Papo com integrantes dos grupos com Damas em Trânsito, Criativos Br, Cia da Vila, Grua e Sansacroma

– Construção: Uma dança que se trata de um quadro a quadro de movimentos que refletem os traços presentes em uma obra. Pautada por movimentos rígidos, marcados e acrobáticos, a história se entrelaça em um contraste entre o belo e o rústico.

– Água: Dança inspirada no próprio elemento natural. O número conta com uma movimentação fluida em um universo quase mágico.

– Ingenuidade: Em tempos líquidos, vivemos cada vez mais isolados e muitas vezes esquecendo o real sentido da vida. É preciso resgatar a simplicidade das coisas, a natureza, nossa criança interior.

– Máscaras: Para nos ajustarmos a sociedade, quantas máscaras colocamos, máscaras tão antigas, que muitas vezes, faz com que nossa real essência se perca dentro de nós? Arrancar essas máscaras, nos fará respirar novamente e viver a autenticidade e plenitude de sermos quem fomos criados para sermos. Nós!

– Amor em 4 atos: Inspirado no conto de Honoré de Balzac, Um Amor no Deserto, utilizando como referência o mito do Narciso, o videodança da Cia da Vila, “Amor em 4 Atos” conta a história de amor entre uma pantera e um general perdido no deserto. A história permeia diferentes tipos de amor e ressalta os sentimentos, principalmente voltados aos quatro atos; o instinto, narcisista, desejo e entre pares.

– Domingo: O Amor brega, piegas, cafona, narrado na poesia e coreografado pela Cia da Vila com o bailarino Julio Françozo vem à tona nessa produção. Um término de relacionamento e a ressureição após é o tema central de “Domingo”. Vídeodança produzido como material de pesquisa para montagem do segundo espetáculo da série “Amor em 4 Atos”. 2º lugar no prêmio da Semana Paulista de Curta Metragem CCSP – 2016 – Categoria Videoarte em Dança, Menção honrosa no Festival D’Olhar de Goiânia 2016, Selecionado no Festival Dança em Foco 2017, selecionado no BANG – Festival de Videoarte de Barcelona, entre outros.

– Topo do Mundo: O videodança gravado na cidade de Brumadinho – MG, parte de uma pesquisa sobre o artista plástico brasileiro Tunga, e sua intersecção com o amor e as relações contraditórias.

– mEU: O trabalho dá seguimento a pesquisa do amor na perspectiva da contradição, criando pequenos trabalhos em videodança.

– Trançar: O trabalho dá seguimento a pesquisa do amor na perspectiva da contradição, criando pequenos trabalhos em videodança.

– Teresas: As “teresas” são tranças feitas com tecidos diversos como lençóis, fronhas, toalhas, etc, utilizados em presídios e manicômios, tranças direcionadas a fuga. Uma fuga para um outro estado. Produzido em plano sequência, “Teresas” convida o espectador a passear pelos cômodos da casa, como um voyeur, observando a intimidade de cada um, em um local onde as relações se entrelaçam e permanecem ali, como um processo cíclico, sem fim.

– Ruas e Rios: resgata intervenções, cenas e imagens desenvolvidas na criação do espetáculo Espaços Invisíveis da Cia. Criado à partir de intervenções cênicas realizadas nas ruas de São Paulo, traz os diversos olhares e relações de cada intérprete-criador com a cidade, procurando evidenciar não apenas aquilo que está visível, como, sobretudo, aquilo que está submerso e invisível na imaginação da cidade. Assim como os seus rios, que estão em sua maioria invisíveis, encanados, escondidos e contidos, que estão prestes à transbordar, sendo o corpo e a dança o meio para isso.

– Sete: convoca a percepção para o outro na experiência do encontro. Afeto, vulnerabilidade – 7 homens. Juntos? Como? Corpos plurais atentos as diferenças, que se dispõem o sensível como possibilidade de questionar seus fazeres, de performar uma ação, de performar um comum.

13 de novembro

Espetáculos das 19h às 22h | Centro de Referência a Dança

19h – Grupo Divinadança – Espetáculo Binário

19h20 – Bate papo sobre Dança e Tecnologia

20h – Cia Druw – Dali, daqui ou de lá?

14 de novembro

Espetáculo das 17h às 22h | Centro de Referência a Dança

17h – Gumboot Dance – Gumboot

18h – Ato Infinito – INSAIO

19h – T.F. Style Cia de Dança – Sob a Pele

21h – Cia Oito Nova Dança – Juruá

Crédito da foto: Divulgação | Cena de Amor em 4 atos – Tranças de Teresa, com Cia da Vila

Serviço

XII Mostra do Fomento à Dança
De 05 a 14 de novembro de 2018

Locais de realização

Espaço Cultural Adebankê
Rua Durande, 175 – Arthur Alvim, São Paulo – SP
(ao lado do Metrô Arthur Alvim)

Centro de Referência da Dança – CRD
Baixos do Viaduto do Chá s.n., Galeria Formosa – Centro, São Paulo – SP
Informações: (11) 3214-3249

Espaço Cultural Cia da Vila
Av. Engenheiro Armando de Arruda Pereira, 943B, Vila Guarani, São Paulo – SP
Informações: (11) 5017.3280

Urutu
Rua Urutu – Jardim Matarazzo, São Paulo – SP

Centro Cultural Oswald de Andrade
Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro, São Paulo – SP
Informações: (11) 3222-2662

Centro Cultural da Penha
Largo do Rosário, 20 – Penha de Franca, São Paulo – SP
Informações: (11) 2295-0401

Galeria Olido
Av. São João, 473 – Centro, São Paulo – SP
Informações: (11) 3331-8399

Deixe uma resposta