VIII Mostra Lugar Nômade de Dança

Mostra lugar nomade VIII_m

Com patrocínio da Petrobras e direção artística de João Andreazzi, mostra realizada pela Cia. Corpos Nômades traz um recorte do panorama da produção atual de dança contemporânea no Brasil e programação com espetáculos, workshop e bate-papo.

Entre os dias 20 de novembro e 29 de novembro de 2015, a sede da Cia Corpos Nômades, batizada de Espaço Cênico O Lugar, receberá dezessete espetáculos de dança, dois workshops e uma palestra/encontro dentro da VIII Mostra Lugar Nômade de Dança. Levando ao público uma visão da produção atual da dança contemporânea no Brasil, bem como novas pesquisas e provocações estéticas. A direção artística da mostra é do coreógrafo João Andreazzi e o patrocínio é da Cia. Corpos Nômades e da Petrobras.

Durante duas semanas o público poderá conferir trabalhos de nomes como Célia Gouvêa, Sonia Galvão, Dudude Herman, Maria Mommensohn, Sônia Mota, Janice Vieira. Em 2015, a programação traz uma novidade: pela primeira vez, a Cia Corpos Nômades pre-estreiará uma nova criação na Mostra que organiza. O grupo apresenta o resultado do Lab de Criação Corpo Um Lug@r Nômade, que intitula-se “O Especulador de Olhos Invisíveis de Carne”, recorte e momentos da obra de Beckett, como o Despovoador e com a pesquisa da Cultura Guarani e os moradores da antiga Favela do Gato. Depois das apresentações na Mostra (dias 27, 28, e 29 de novembro), a montagem segue temporada até o dia 20 de dezembro de 2015.

Além da programação principal, a mostra também apresenta a Sessão Meia-Noite Olho Neles, voltada para novas criações e talentos da dança, entre elas os selecionados de 2015 do programa de residência artística “Lugarização”, que acontece na sede da Cia Corpos Nômades e tem como objetivo proporcionar um espaço onde os artistas possam desenvolver seus trabalhos de pesquisa e experimentação em dança contemporânea. Além dos seis profissionais participantes da residência – Josefa Pereira, Joana Ferraz, Calu Zabel, Larissa Verbisck / Bruno Avoglia, Michele Carolina e Adega Olmos / Thiago Sallas; estarão presentes: Igor Gasparini – T.F.Style Cia de Dança, Vagner Cruz – Cia. Faixa Um, Erika Moura, Nina Giovelli e o Triângulo Nuclear.

Com o objetivo de ampliar a troca e disseminação de informações e ideias, a mostra contempla bate-papos, dentro de Tea Time: O Lugar em Reflexão, que acontece aos sábados, sempre às 16 horas. Ainda na programação, Workshop de Dança Indiana com Sonia Galvão, Workshop de Dança Contemporânea com Sônia Mota e um Encontro sobre “Surrealismo O Espectador Alucinado” com Claudio Willer, todos eventos gratuitos.
Durante o período da Mostra ocorrerá a LUGAR EM FOTO EXPOSIÇÃO com Fotos do acervo Célia Gouvêa, uma foto-instalação de Caio Zanuto, além de fotos da Cia. Corpos Nômades, clicadas por Henk Nieman.

Para a VIII Mostra Lugar Nômade de Dança, a cia recebeu cerca de 82 projetos interessados em participar. João Andreazzi explica que “a intenção da Mostra é que experimentadores e investigadores da dança contemporânea mostrem seus trabalhos e dividam com outros artistas e o público em geral suas pesquisas e questões artísticas. Em comum, os grupos escolhidos tem o fato de aliarem qualidade a propostas que, juntos componham uma perspectiva interessante da dança contemporânea”.

Esse evento, segundo João, está em linha com o projeto “CORPO UM LUG@R NÔMADE”, ações artísticas que o grupo desenvolve graças ao patrocínio da Petrobras, como a residência artística, bem como a manutenção da sede Espaço Cênico O Lugar, inaugurado em 2007 e ganhador do Prêmio APCA 2010 (Associação Paulista de Críticos de Arte) por Modelo de Espaço de Difusão de Dança. “Há nestas ações a motivação de dividir o espaço físico para apresentação de trabalhos e para residências, e possibilitar o compartilhamento de ideias e de procedimentos criativos entre as companhias e artistas independentes”, afirma.

PROGRAMAÇÃO

1ª SEMANA
20, 21 e 22 de novembro de 2015
Sexta às 21h, sábado e domingo às 20h30

Maria Mommensohn
Mboch

Dudude Hermann
A Primavera deste tempo, século 21, isto a interessa…”? ESTUDO IMPREVISÍVEL PARA UMA PRIMAVERA IMPREVISÍVEL?

Companhia Sonia Galvão
Mangalam

Sessão Meia-Noite Olho Neles
21/11/2015 às 24h

T.F. Style Cia de Dança
Beco

Erika Moura
Leontina

Nina Giovelli
DESVIANTE ou Glory Box – uma dança inadequada

LUGARIZAÇÃO
(Residência Coreográfica) Apresentações dos resultados das Residências Artísticas de 2015.

Joana Ferraz
“Besta”

Calu Zabel
“O Axexê da Bailarina Morta”

Adega Olmos e Thiago Salas
“Corações Partidos”

Workshop Dança Indiana
Com Sonia Galvão das 15h às 17h no domingo 22/11/2015.

Workshop de dança clássica indiana Odissi, técnica que tem como objetivo aprimorar e exercitar a concentração, a musicalidade e a coordenação motora. O ensino dessa dança segue normas do corpo bastante diferentes daquelas usadas em outras formas de dança. Posições e ritmo dos pés, flexões do corpo, maneiras de andar, juntamente com expressões faciais e o gestual das mãos, são elementos que estabelecem uma relação entre música, poesia e dança em uma movimentação estilizada e graciosa. Aquecimento das articulações. Consciência corporal para dança indiana. Introdução à técnica Odissi / exercícios de Chowk e Tribhang. Talas, mudras (gestual das mãos ). Dança pura (Nritta ) e dança expressiva (Nritya ). Pequena composição coreográfica. Alongamento e relaxamento.

2ª SEMANA
27, 28 e 29 de novembro de 2015
Sexta às 21h, sábado e domingo às 20h30.

Corpos Nômades
“O Especulador de Olhos Invisíveis de Carne”

Célia Gouvêa
Alavancas e Dobradiças

Grupo Pró-Posição
Andrea Nhur e Janice Vieira – Vis-à-Vis

Sessão Meia-Noite Olho Neles
28 de novembro de 2015, às 24h

Faixa Um/Vagner Cruz
F4 Cicatrizes

Triangulo Nuclear
Descartáveis (Trabalho em Processo)

LUGARIZAÇÃO (Residência Coreográfica) Apresentações dos resultados das residências artísticas de 2015.

Larissa Verbisck e Bruno Avoglia
Cava

Josefa Pereira
HideBeHide

Michele Carolina
Estudos Opacos

Workshop Dança- HAIKUTANZ
Com Sonia Mota – domingo 29/11/2015 das 14 às 17h.

É uma das formas mais curta da expressão lírica. Somente com a amplitude, profundidade e significado de seus três versos de dezessete sílabas, um haiku consegue grande força de expressão num pequeno espaço de tempo Haiku na linguagem de dança significa evocar imagens de grande intensidade através de movimentos simples e concisos. Esse encontro propõe a união do método Arte da Presença com a poesia Haikai e se desenrola em cinco fases. Aquecimento técnico. Criação de um haiku literário. Transformação do mesmo em movimento. Composição dramatúrgica dos haikus criados. Pequena apresentação final.

Encontro “SURREALISMO O ESPECTADOR ALUCINADO”
Com Claudio Willer, domingo 29/11/2015 – 17h30 às 19h30. Uma maneira de dar continuidade a oficina “Surrealismo Uma Poética da Alucinação” que ocorreu durante o mês de abril, dentro do projeto Corpo Um Lug@r Nômade.

Adicionando algo a um curso sobre surrealista, em abril deste ano, a outros cursos de surrealismo e a uma palestra recente sobre Antonin Artaud, e como um dos aspectos da caracterização do surrealismo como poética da alucinação, tratarei do corpo: das representações visuais de corpos no âmbito do surrealismo e de autores que podem ser ligados a esse movimento, e também das expressões poéticas. Relacionarei ambas, valendo-me dos recursos possibilitados pelo ‘datashow’, pela projeção de imagens. Valorizarei mulheres que se expressaram desse modo.

Para maiores informações, acesse o site oficial (http://www.ciacorposnomades.art.br) o visite a fanpage no Facebook (www.facebook.com/ciacorpos.nomadesi)

SERVIÇO

VIII Mostra Lugar Nômade de Dança
De 20 a 29 de novembro de 2015
Sexta, às 21h; sábado e domingo, às 20h30
Sessão Meia-Noite de Olho Neles nos sábados (21 e 28/11), às 23h59
Local: Espaço Cênico O Lugar
Rua Augusta, 325 – Consolação – São Paulo/SP
Ingressos: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia – estudantes, classe artística e terceira idade).
Informações e reservas: (11) 3237-3224 / www.ciacorposnomades.art.br
Classificação etária – 14 anos.