‘Thunderbird’s Transformations’, ‘Tentação de ser muito Feliz’ e ‘Hertz’ encerram a programação do Cartografia do Possível do CRDSP

Com a performance “Hertz – Peixes Nunca Dormem”, de Fernando Martins, diretor da Plataforma Shop Sui, seguida da apresentação de “Thunderbird’s Transformations – I e II”, do bailarino canadense Brian Solomon, nos dias 13 e 14/12, e no dia 15/12, do baile-espetáculo aberto à participação do público, “Tentação de ser muito Feliz”, do grupo Terceira Categoria, o Centro de Referência da Dança encerra a programação de 2018 do programa Cartografia do Possível, um espaço que, durante todo o ano, acolheu propostas dos próprios artistas da dança, com o pensamento de potencializar suas contribuições e colaborar com o desenvolvimento e a difusão da produção artística, abrangendo as mais diversas fronteiras da cidade.

“Hertz – Peixes Nunca Dormem” conecta movimento, imagens e frequências sonoras tendo uma mesa cimática – que torna a vibração sonora visível e mostra a natureza transformacional do som e da matéria -, não apenas como objeto cênico central, mas também como um corpo que cria dualidades com o intérprete e interatividade com o público. A dramaturgia cênica de “Hertz” dialoga com lugares subjetivos e objetivos que cruzam a trajetória artística e pessoal do performer. A dramaturgia corporal parte da pesquisa de linguagem Brain Diving, principal objeto de estudo de Fernando Martins.

Para a peça de dança “Thunderbird’s Transformations”, o artista contemporâneo Brian Solomon inspira-se na mitologia indígena de um pássaro que está viajando por 10 mil luas. Originário da aldeia do norte de Ontário, Shebahononing-Killarney, Brian Solomon é graduado pela Toronto School of Dance and Theater, mestre pelo Laban Center (Reino Unido) e tem apresentado seus trabalhos de arte visual, teatro e dança por todo o Canadá, Estados Unidos e países da Europa.

Com direção de Juliana Freire, “Tentação de ser muito feliz”, do coletivo Terceira Categoria, utiliza como ponto de partida o forró pé de serra e seu contexto cultural. Por meio de experimentações, que instigam um olhar diferente para a prática em dançar o forró, são criadas e recriadas novas relações e histórias com esta dança e suas vertentes.

As apresentações têm entrada gratuita.

Fichas Técnicas

“Hertz – Peixes Nunca Dormem”

Direção e Performer: Fernando Martins
Assistente de criação: Dalilla Leon
Cenografia – Mesa cimática: Leo Ceolin
Programação processing: Caleb Mascarenhas
Figurino: Carolina Sudati e João Pimenta (colete e casaco)
Trilha sonora: Fernando Martins
Assistente de produção: Dalilla Leon (Plataforma Shop Sui)
Produção: Cristiane Klein (Dionísio Produção)

“Thunderbird’s”

Criação e direção: Brian Solomon
Classificação: Livre

“Tentação de ser muito Feliz”

Direção: Juliana Freire
Dançarinxs: David Xavinho, Juliana Freire, Maíra Fagundes, Mariana Turco, Rodrigo Cristalino e Tayara Galvão | Preparação corporal e técnica: João Gomes e Juliana Freire
Figurino: Heloísa Paschon e Alcione Degering
Classificação: Livre
Duração: 60 minutos

Crédito da foto: Divulgação | Cena de Thunderbird’s Transformations, de Brian Solomon

Serviço

Cartografia do Possível
Dias 13 e 14 de dezembro
Quinta e Sexta
18h – “Hertz – Peixes Nunca Dormem”, de Fernando Martins
19h – “Thunderbird’s Transformations”, de Brian Solomon

Dia: 15 de dezembro
Sábado
18h – “Hertz – Peixes Nunca Dormem”, de Fernando Martins
19h – “Tentação de ser muito feliz”, do coletivo Terceira Categoria,

Local: Centro de Referência da Dança – CRDSP
Baixos do Viaduto do Chá, s/n – Centro, São Paulo – SP
(ao lado do Theatro Municipal)
Ingresso: Grátis
Informações: (11) 3214 3249 | 95301-3769

Deixe uma resposta