Teatro Municipal Adélia Lorenzetti recebe o Ballet Stagium nesta quinta (27) com entrada gratuita

O Ballet Stagium leva Memórias, seu espetáculo comemorativo de 46 anos de estrada, e Preludiando, última montagem da cia., para a cidade de Lenções Paulista, no dia 27 de julho, a partir das 20h, no Teatro Municipal Adélia Lorenzetti. A apresentação tem entrada gratuita.

Ballet Stagium

Fundado em 1971, na cidade de São Paulo, o Ballet Stagium fica sob a direção de Marika Gidali e Décio Otero. A companhia contou com o apoio e influência da classe teatral local e ficou reconhecido nacionalmente por seu projeto de engajamento político. O repertório do Ballet Stagium em parceria com Ademar Guerra enfocou temas como o racismo, violência, opressões e genocídios, dançando textos proibidos pela censura, como “Navalha na Carne” (Plínio Marcos) sob o título “Quebras do Mundaréu” (1975), revelando ousadia para a época. A companhia, entre tantas inovações, foi a primeira a utilizar música popular brasileira na trilha sonora. Em 1981 Marika Gidali realizou seu grande sonho: criou o projeto “Escola Stagium” e levou mais de 80 mil crianças e adolescentes da periferia da cidade de São Paulo para assistirem espetáculos de dança.

Sobre Preludiando

Preludiando, de 2016, é mais do que uma coreografia, é uma tomada de posição. Nesta obra a prioridade está nos bailarinos e nos movimentos que eles desenham no espaço com a força e emprenho. Preludiando chama a atenção para a maneira de lutar pela sobrevivência sem abrir mão de seus valores. Décio Otero e Márika Gidali nos fazem olhar para um traço fundamental na linguagem que vem desenvolvendo há 46 anos, que coletaram nos encontros do Staguim com um Brasil que ainda não havia tido contato com este tipo de dança. Nesse momento, o Stagium reafirma as escolhas que pavimenta o seu percurso ao resgatar o compositor brasileiro Claudio Santoro do esquecimento no qual tem sido mantido.

Sobre Memória

“Memória” é um trabalho de resgate da produção artística do Stagium ao longo destes 46 anos. Tomando como fio condutor o sistema coringa, os bailarinos se transportam para algumas das propostas do Stagium exploradas desde a sua fundação em 1971. De obras como “Jerusalém”, de 1974, que recebeu na época o Grande Prêmio da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), o espetáculo dá um salto para “Kuarup”, de 1977, que denuncia o genocídio das nações indígenas no Brasil. Na sequencia, obras como “Coisas do Brasil”, de 1979, e “Saudades de Elis” de 1997, além de produções que evocam as músicas de Piazzola, Ary Barroso e Chico Buarque, também compõem esta síntese histórica, em constante transito entre tradição e ruptura.

Serviço

Memória e Preludiando
Ballet Stagium
Dia 27 de julho de 2017
Quinta, às 20h
Local: Teatro Municipal Adélia Lorenzetti
R. Cel Alvaro Martins, 790 – Lençóis Paulista/SP – CEP: 18682-180
Ingresso: Grátis
(Ingressos já podem ser retirados na Casa da Cultura)
Informações: (14) 3263-0044