Seminário Internacional de Dança movimentará Brasília em Julho

Em sua 28ª edição, o Seminário Internacional de Dança de Brasília é referência internacional. Este ano, Gisèle Santoro, idealizadora do evento, explica que será realizado de 11 a 22 de julho, com aulas promovidas por um corpo docente consagrado no Brasil e no exterior. “São professores notáveis no Brasil, Canadá, Alemanha, Paraguai, Estados Unidos, Portugal e Espanha, que possibilitarão aos bailarinos, uma experiência única na dança durante os dias deste importante evento”.

Gisèle lembra que desde a criação do Seminário, foram concedidas cerca de 700 Prêmios Especiais, entre bolsas de estudos, estágios remunerados e contratos para jovens bailarinos brasileiros, além de quase R$ 1.400.000,00 de prêmios em espécie. “Trata-se de um evento multidisciplinar com um perfil acadêmico, visando o aperfeiçoamento do bailarino brasileiro no país e no exterior e a abertura de uma carreira internacional aos nossos talentos” afirma.

Em formato especial, o Seminário terá um Concurso Nacional e o Internacional e, dentre as novidades deste ano, está o Curso de Metodologia, que é destinado aos professores de dança que visam atualizar seus conhecimentos na arte. “O conteúdo teórico e prático propiciará que o docente adquira ainda mais experiência no Ballet Clássico”, informa Gisèle Santoro.

As inscrições para o evento já estão abertas e podem ser feitas através do site www.seminariointernacionaldedancadebrasilia.com. Sobre as expectativas para o Seminário, Gisèle não titubeia. “Estamos nos esforçando para que seja surpreendente. Por isso estamos investindo para acomodar todos os bailarinos das mais diversas regiões brasileiras e do exterior. Quem ainda não se inscreveu, não pode perder esta oportunidade”, finaliza.

Crédito da foto: Vera Bandeira

Serviço

XXVIII Seminário Internacional de Dança de Brasília
De 11 a 22 de julho de 2018
Inscrições: www.seminariointernacionaldedancadebrasilia.com
Local de realização: Centro de Dança do DF, Salas de Ensaio, Galeria Athos Bulcão e Foyer da Sala Villa-Lobos do Teatro Nacional Claudio Santoro, Museu Nacional e Teatro Dulcina.

Deixe uma resposta