Semana decisiva na organização da 35ª edição do Festival de Dança de Joinville

Festival de Dança de Joinville

– Início da venda de ingressos do 35º Festival de Dança de Joinville ao público geral
– Campanha especial do Dia Mundial da Dança
– Seletiva Joinville e reunião com a curadoria artística do evento marcam o fim de semana em Joinville

Na semana em que é comemorado o Dia Mundial da Dança (29 de abril), o Festival de Dança de Joinville lança uma campanha que é um verdadeiro gesto de amor à vida. #DouSanguePelaDanca tem como objetivo incentivar a doação de sangue em todo o país. Todos, bailarinos ou não, estão convidados a participar o que, pode render ingressos para o 35º Festival de Dança de Joinville, que ocorre de 18 a 29 de julho.

Para aderir à campanha basta realizar uma doação de sangue em qualquer lugar do país, fazer uma selfie no momento da coleta e compartilhar a imagem nas redes sociais utilizando a hashtag #DouSanguePelaDanca. As 176 postagens com maior número de likes ganham ingressos para assistir ao Festival de Joinville, no Camarote do Bem. Confira mais detalhes da ação na fanpage do Festival: http://www.facebook.com/festivaldedancajoinville

Segundo o presidente do Instituto Festival de Dança Ely Diniz, a ação tem apelo social de mobilizar os bailarinos e o público do Festival a fazer algo pelo próximos. “A dança é mais que apreciar arte e cultura. É incentivar as pessoas a preservarem a saúde e a vida”, completa.

Curadoria em Joinville

Às vésperas do Dia Mundial da Dança, as curadoras do 35º Festival de Dança de Joinville desembarcam na cidade para definir os últimos detalhes do evento. As especialistas na arte do movimento, Ana Botafogo, Mônica Mion e Thereza Rocha, chegam a Joinville no dia 27 de abril. Durante todo o fim de semana elas assistem a centenas de coreografias pré- selecionadas para participar do evento e definir quais compõem as noites e tardes competitivas do Festival. Ao avaliar cada coreografia a curadoria analisa questões artísticas dos trabalhos. Mais uma vez, o Festival de Joinville recebeu um número recorde de inscrições, foram 3.226 coreografias de 25 estados, mais o Distrito Federal e outros três países: Argentina, Paraguai e Sérvia.

Para os bailarinos de Joinville a emoção é ainda maior, os grupos da cidade que se inscreveram e foram pré-selecionados apresentam ao vivo os trabalhos à curadoria e ao público no dia 1º de maio. Ao todo, 34 coreografias de grupos de Joinville compõem a noite da Seletiva de Joinville, que ocorre no Teatro Juarez Machado, às 19h. Os ingressos para a apresentação já estão esgotados. O resultado da seletiva será divulgado ainda no mês de maio.

Inicia venda de ingressos ao público em geral

A partir da próxima sexta-feira, 28 de abril, começa a venda de ingressos das apresentações especiais e competitivas do 35º Festival de Dança de Joinville. As entradas para Noite de Abertura, Noite de Gala, Mostra Competitiva, Noite dos Campeões, Meia Ponta e Estímulo Mostra de Dança serão vendidas a partir das 13h, pelo site do Festival.

No dia 28, os ingressos também serão comercializados na Bilheteria do Centreventos Cau Hansen, das 13h às 21h. No período da manhã o Instituto Festival de Dança distribuirá senhas para o atendimento vespertino. Já nos dias 29 e 30 de abril, e no dia 1º de maio. A venda será feita na sede do Instituto Festival de Dança, das 10h às 17h. Depois desta data, passam a ser vendidos na sede do Instituto de segunda à sexta, das 10h às 17h, e no site do evento www.festivaldedanca.com.br.

Os valores para as apresentações variam entre R$ 24,00 e R$ 106,00 sendo que participantes inscritos no Festival, idosos, estudantes, portadores de deficiência, ciclistas e professores da rede estadual e municipal de educação tem direito à meia-entrada.

Programe-se: atividades do 35ª Festival de Dança de Joinville na Semana da Dança

28 de abril | Curadoria inicia a avaliação dos trabalhos pré-classificados para definir a programação das mostras competitivas
28 de abril | Início da venda ao público em geral dos ingressos do 35º Festival de Dança de Joinville
29 de abril | Dia Mundial da Dança: Festival de Joinville lança a campanha #DouSanguePelaDanca
1º de maio |19h | Seletiva Joinville

Programação 35º Festival de Dança de Joinville

19 de julho | 20h | Noite de Abertura
20 de julho | 19h | Mostra Competitiva |Balé Clássico de Repertório e Jazz
21 de julho | 19h | Mostra Competitiva |Balé Neoclássico e Danças Populares
22 de julho | 19h | Mostra Competitiva |Balé Clássico de Repertório e Sapateado
23 de julho | 19h | Mostra Competitiva |Balé Neoclássico e Danças Populares
24 de julho | 20h | Noite de Gala
25 de julho | 19h | Mostra Competitiva |Dança Contemporânea e Danças Urbanas
26 de julho | 19h | Mostra Competitiva |Sapateado e Jazz
27 de julho | 19h | Mostra Competitiva |Dança Contemporânea e Danças Urbanas
28 de julho | 19h | Mostra Competitiva |Balé Clássico de Repertório e Jazz
29 de julho | 19h | Noite dos Campeões

Meia Ponta

21 de julho | 14h e 16h | Danças Populares, Balé Neoclássico e Balé Clássico de Repertório
22 de julho | 14h e 16h | Jazz, Balé Neoclássico e Balé Clássico de Repertório
23 de julho | 14h e 16h | Dança Contemporânea, Danças Urbanas e Sapateado
24 de julho | 14h e 16h | Tarde dos Campeões

Estímulo Mostra de Dança e Mostra Contemporânea de Dança | apresentações às 17h

Curadoria artística 35º Festival de Dança de Joinville
Ana Botafogo

É Primeira Bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, já tendo se apresentado em vários países da Europa e das Américas do Norte, Central e do Sul. Sua carreira profissional iniciou-se na França integrando o Ballet de Marseille, de Roland Petit. Foi Bailarina Principal do Teatro Guaíra, da Associação de Ballet do RJ e, em 1981, ingressou no Theatro Municipal do Rio de Janeiro como Primeira Bailarina onde permanece até hoje. Entre os muitos títulos, recebeu o de Embaixador da Cidade do Rio de Janeiro, o de Benemérito do Estado do Rio de Janeiro, Chevalier Dans L’Ordre des Arts et des Lettres (Ministério da Cultura da França), o Troféu Mambembe-1998, a Ordem do Mérito Cultural (Ministério da Cultura- Brasil), na classe de “Comendador”, e a Medalha Pedro Ernesto (Câmara dos Vereadores- RJ). Criou os espetáculos Ana Botafogo In Concert, Três Momentos do Amor, Suíte Floral, e ainda, em parceria com Carlinhos de Jesus, “Isto é Brasil” dançando em diversas capitais brasileiras. A divulgação da dança é uma preocupação constante de Ana Botafogo, que leva sua arte para todos os cantos do Brasil assim como ministra palestras com o intuito de estimular jovens bailarinos aos encantos dessa profissão. Formada em Licenciatura em Dança no Rio de Janeiro, assumiu em 2015 a Direção do Ballet do Theatro Municipal do RJ. Ana é Cidadã Joinvilense desde 2011 e integra o Conselho Curador do Festival de Joinville desde setembro de 2016.

Mônica Mion

Formada pela PUC-SP em Comunicações das Artes do Corpo, a bailarina foi premiada duas vezes pela Associação Paulista de Críticos de Arte e Menção Honrosa do prêmio Governador do Estado, iniciou sua carreira profissional, em 1974, no Ballet Stagium após formação com a Professora Nice Leite e especialização no Centro de Dança Rosella Hightower, em Canes, França. Nos dois anos que permaneceu no Ballet Stagium, apresentou-se por todo Brasil e também no exterior. Em 1976, transferiu-se para o Balé da Cidade de São Paulo onde permaneceu por 34 anos desenvolvendo longa e profícua carreira. Atuou como solista em montagens de coreógrafos consagrados e foi, também, durante 10 anos, ensaiadora e assistente de coreografia. Em 2001, foi convidada a dirigir a companhia, cargo em que permaneceu por nove anos, trazendo grande desenvolvimento para a companhia. Mônica é curadora do Festival de Dança de Joinville desde 2015.

Thereza Rocha

Pesquisadora e artista da dança. Doutora em Artes Cênicas pela UNIRIO. Concebeu a instalação Máquina de Dançar, em colaboração com Maria Alice Poppe, com temporada no Rio de Janeiro em 2014. Integra comissões curatoriais de programas e projetos de dança em nível nacional. Foi diretora da divisão de dança do Instituto Municipal de Arte e Cultura/RIOARTE onde concebia e coordenava ações da política de dança da Prefeitura do Rio. Integrou a Câmara Setorial de Dança, órgão consultivo MinC/FUNARTE. É professora dos cursos de graduação em dança da Universidade Federal do Ceará onde coordena o grupo de pesquisa: QUINTAL: dança, pensamento, outras dramaturgias e regimes de dizibilidade. Palestra e publica regularmente. É autora do livro Diálogo/Dança (São Paulo: SENAC, 2012), junto com Marcia Tiburi. Escreve atualmente o livro O que é dança contemporânea? Voltado para o público jovem, contemplado com o Prêmio FUNARTE de Dança Klauss Vianna e o RUMOS Itaú Cultural. Coordenou as edições 2014 e 2015 dos Seminários de Dança de Joinville. Thereza é curadora do Festival de Dança de Joinville desde 2016.