São Paulo Companhia de Dança e Camerata Erudita celebram o aniversário de São Paulo com apresentação gratuita

Foto: Wilian Aguiar/Divulgação | Bailarina: Thamiris Prata

A São Paulo Companhia de Dança (SPCD), mantida pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, sob direção de Inês Bogéa, e a Camerata Erudita, sob regência do maestro Miguel Forte, celebram os 463 anos da cidade de São Paulo com uma apresentação na Oficina Cultural Oswald de Andrade, no dia 25 de janeiro, às 16h, com entrada franca.

Durante o espetáculo, que conta com o apoio da Poiesis, a SPCD apresenta um trecho de Pivô (2016), coreografia de Fabiano Lima para a Companhia que recebeu o terceiro lugar no Prêmio Melhores do Ano, promovido pelo Guia da Folha, na categoria Melhor Coreografia na escolha do júri, e Grand Pas de Deux de Dom Quixote (1869), da São Paulo Companhia de Dança a partir do original de Marius Petipa (1818-1910).

Além disso, os bailarinos da São Paulo farão uma performance com as músicas Sampa, de Caetano Veloso, São Paulo São Paulo, do grupo Premeditando o Breque, e Trem das Onze, de Adoniram Barbosa, executadas ao vivo pela Camerata Erudita, que tocará ainda Odeon, de Ernesto Nazareth, Aquarela do Brasil, de Ary Barroso, Carinhoso, de Pixinguinha, Wave, de Tom Jobim, e Tico-Tico no Fubá, de Zequinha de Abreu.

“A São Paulo Companhia de Dança foi criada há oito anos, no dia 28 de janeiro, como um presente para a cidade de São Paulo. Para nós é uma alegria celebrar o aniversário dessa cidade tão diversa e dançante”, fala Inês Bogéa, diretora artística da São Paulo Companhia de Dança.

“O repertório foi pensado para celebrar o aniversário de 463 anos desta cidade, que é sem dúvida, a principal da América Latina, buscando músicas que falam sobre sua história e contrastes, além de canções que fazem parte do cenário musical nacional”, afirma o maestro Miguel Forte.

SOBRE A SÃO PAULO COMPANHIA DE DANÇA
Direção artística de Inês Bogéa

Criada em janeiro de 2008 pelo Governo do Estado de São Paulo, a São Paulo Companhia de Dança (SPCD) – gerida pela Associação Pró-Dança – é dirigida por Inês Bogéa, doutora em Artes, bailarina, documentarista e escritora. A São Paulo é uma Companhia de repertório, ou seja, realiza montagens de excelência artística, que incluem trabalhos dos séculos XIX, XX e XXI de grandes peças clássicas e modernas a obras contemporâneas especialmente criadas por coreógrafos nacionais e internacionais. A difusão da dança, produção e circulação de espetáculos é o núcleo principal de seu trabalho. A SPCD apresenta espetáculos de dança no Estado de São Paulo, no Brasil e no exterior e é hoje considerada uma das mais importantes companhias de dança da América Latina pela crítica especializada. Desde sua criação já foi assistida por um público superior a 520 mil pessoas em 15 diferentes países, passando por mais 110 cidades, em mais de 580 apresentações.

SOBRE A CAMERATA ERUDITA

A Camerata Erudita, orquestra de câmara fundada em 2011 por seu regente titular, Miguel Forte, busca desde então o seu espaço no cenário musical brasileiro. Ao longo do tempo vem realizando diversos concertos, executando e divulgando a chamada “música de câmara”, escrita para pequenas formações e pequenos espaços. Composta por músicos profissionais e jovens músicos, prima pelo critério na escolha de seu repertório e também pela busca da excelência na execução dos mesmos, valendo-se sempre de grandes nomes da música nacional para compor suas formações, buscando assim formar sua própria identidade.

SERVIÇO

São Paulo Companhia de Dança e Camerata Erudita
Dia 25 de janeiro de 2017
Quarta, às 16h
Local: Oficina Cultural Oswald de Andrade
Rua Três Rios, 363, Bom Retiro – São Paulo/SP
Ingressos: Grátis
Informações: (11) 3222-2662
Duração: 60 min
Capacidade: 200
Classificação: Livre

SÃO PAULO COMPANHIA DE DANÇA | SÃO PAULO

Um trecho de Pivô, de Fabiano Lima; Grand Pas de Deux de Dom Quixote, da SPCD a partir do original de 1869 de Marius Petipa (1818-1910); performances com as músicas Sampa, de Caetano Veloso, e Trem das Onze, de Adorinan Barbosa.

CAMERATA ERUDITA | SÃO PAULO

Sampa, de Caetano Veloso; Trem das Onze, de Adorinan Barbosa; Odeon, de Ernesto Nazareth, Aquarela do Brasil, de Ary Barroso, São Paulo São Paulo, do grupo Premeditando o Breque, Carinhoso, de Pixinguinha, Wave, de Tom Jobim, e Tico-Tico no Fubá, de Zequinha de Abreu