Pela primeira vez no Brasil, L. A. Dance Project, fecha Temporada de Dança do Teatro Alfa

Depois do Grupo Corpo, Cia. de Dança Deborah Colker, os canadenses do Cirque Eloize e o holandês Nederlands Dans Theater 2, a Temporada Alfa 2017 chega ao final com um dos grupos mais importantes do mundo, a dinâmica companhia L. A. Dance Project, de Benjamin Millepied, verdadeiro laboratório da criação coreográfica moderna.

No programa da apresentação do Teatro Alfa, o grupo dança as coreografias Orpheus Highway (2017), In Silence We Speak (2017) – a mais recente –, Closer (2006) e On The Other Side (2016), todas assinadas por ele e dançadas na mesma noite, fato inédito na história da companhia. As apresentações acontecem dias 17 e 18 de outubro, terça e quarta-feira, às 21 horas. Millepied se tornou mundialmente conhecido por coreografar e interpretar trecho do filme Cisne Negro (2010), que deu o Oscar de melhor atriz para Natalie Portman, sua mulher.

Em 2011, Millepied, bailarino e coreógrafo, deixou o New York City Ballet, companhia em que dançou como estrela de todos os grandes papeis de seu repertório. No ano seguinte, fundou a L. A. Dance Project em Los Angeles, que tem como objetivo não somente ser uma companhia de dança, mas antes de tudo um lugar de criação, reunindo um coletivo de artistas de diferentes disciplinas (música, artes plásticas e vídeo, por exemplo).

Em entrevista por e-mail para a confecção deste release, Millepied afirma que o diálogo com outras artes vem do desejo de acrescentar às coreografias componentes que ele não conseguiria localizar facilmente apenas a partir da dança. “Um artista visual pode trazer algo que talvez eu não fosse capaz. O contato com outras áreas pode fazer com que os bailarinos atinjam patamares que nem mesmo imaginavam”, diz o coreógrafo.

No programa brasileiro, o duo In Silence We Speak será dançado pela gaúcha Carla Körbes que, aos 15 anos, foi terminar sua formação fora do Brasil e fez carreira de enorme prestígio nos Estados Unidos e no mundo. Körbes foi solista do New York City Ballet e foi primeira bailarina do Pacific Northwest Ballet, em Seattle. Ao lado de Carla, dança Janie Taylor. As duas se conheceram durante a adolescência em um programa de verão da School of American Ballet e são amigas desde então.

“A ideia de voltar ao estúdio e ter algo coreografado para nós nesse período da nossa vida, depois de decidirmos nos afastar um pouco da dança foi brilhante, nós amamos fazer isso”, diz Carla a Gia Kourlas, em resenha escrita para o The New York Times.

“Sempre nos sentimos como irmãs de longa data – parece até que estamos fazendo algo antigo, e não novo, mas de uma maneira boa e confortante”, conta Janie na mesma entrevista. Millepied dançou com as duas artistas enquanto foi bailarino principal da companhia.

“Carla Körbes e Janie Taylor são espetaculares. Uma vez que estão no palco, são elas as bailarinas que você vai olhar apenas por estarem ali. Eu pensei o quão incrível seria vê-las juntas, lado a lado, sem mais ninguém no palco”, diz Millepied ao The New York Times.

Com seus bailarinos, solistas excepcionais e programas abertos a outros horizontes, a L.A. Dance Project associa a dança moderna americana (marcada por ícones como Martha Graham e Merce Cunningham) à emergência de uma criação profundamente engajada na nossa época. “Me inspiro muito pela dança praticada por jovens que não são classicamente treinados e praticam o freestyle ou o hip hop – suas musicalidades e virtuosidades são de tirar o fôlego”, diz Millepied.

Sobre Benjamin Millepied

Nascido em Bordeaux, na França, Benjamin Millepied cresceu no Senegal e começou a dançar aos 5 anos. No Senegal, praticou por muitos anos a dança africana. Hoje em dia utiliza o balé clássico como base do vocabulário de dança da L.A. e o coloca em contato com de outros tipos de dança.

Millepied é bailarino, cineasta em ascensão e coreógrafo renomado internacionalmente. Seus balés estão no repertório das principais companhias de dança do mundo, como New York City Ballet, Ballet da Ópera de Paris, American Ballet Theatre, Ballet Mariinksy, Ballet de Geneve, o Lyon Opera Ballet, a Pacific Northwest Ballet, entre outras. Entre seus colaboradores, estão compositores e artistas como Nico Muhly, David Lang, Christopher Wool, Barbara Kruger, Paul Cox, Rodarte, Theirry Escaich e Santiago Calatrava.

Em 2010, Benjamin coreografou e interpretou o premiado filme Cisne Negro. Em 2012, cofundou a Amoveo Company e também fundou a Los Angeles Dance Project. Desde então, dirigiu diversos filmes curta-metragem em parceria com vários artistas, como Mark Bradford, Philip Glass, IO Echo, Lil Buck, Zeds Dead e Forest Swords. Em janeiro de 2013, Millepied se tornou o novo diretor artístico do Ballet da Ópera de Paris, cargo que deixou em fevereiro de 2016 para embarcar em novos projetos.

Sobre a bailarina brasileira Carla Körbes

Carla Körbes nasceu em Porto Alegre, no Brasil, e começou suas aulas de balé aos cinco anos com professores locais. Aos 11, começou a estudar na Escola de Ballet Vera Bublitz. Em 1996, o Primeiro Bailarino do New York City Ballet, Peter Boal, dançou com ela como artista convidado da escola e a encorajou a estudar na School of American Ballet, em Nova York.

No ano acadêmico de 1997 a 1998, suas aulas foram pagas por Alexandra Danilova para que ela pudesse continuar estudando na School of American Ballet. Em 1999, foi vencedora do prêmio Mae L. Wien e se tornou aprendiz na New York City Ballet. Ela se juntou a companhia como membro do corpo de balé em 2000 e foi reconhecida, entre 2001 e 2002, com o Janice Levin Dancer Honoree.

Em 2005, foi promovida a solista da NYCB e se juntou à Pacific Northwest Ballet também como solista. Körbes foi promovida a Primeira Bailarina em 2006 e, em 7 de junho de 2015, se apresentou pela última vez com a Pacific Northwest Ballet. Neste mesmo mês, se tornou diretora artística associada do L.A Dance Project.

Fica técnica

Direção Artística e Coreografia – Benjamin Millepied.
Coreografias – Orpheus Highway (2017), In Silence We Speak (2017), Closer (2006) e On The Other Side (2016).

Orpheus Highway
Estreou 14 de junho de 2017, no Joyce Theatre, em Nova York

Coreografia – Benjamin Millepied. Design de Luz – Jim French e Benjamin Millepied. Vídeo – Dirigido por Benjamin Millepied / Produzido por Studio6. Produtor executivo – Nick Milliams. Diretor de fotografia e steadicam – Trevor Tweeten. Assistente de câmera – Robert Matthews. Designer de vídeo – Eamonn Farrell. Assistente de vídeo – Thomas Kavanaugh. Figurino – Benjamin Millepied. Música – Triple Quartet, de Steve Reich. Duração – 16 minutos.

In Silence We Speak
Estreou 13 de junho de 2017, no Joyce Theatre, em Nova York

Coreografia – Benjamin Millepied. Design de Luz – Jim French e Benjamin Millepied. Figurino – Ermenegildo Zegna por Alesandro Sartori. Música – Oscillation and Sweetness, You Will Love Me e You Will Return, de David Lang. Duração – 15 minutos.

On The Other Side
Estreou 24 de junho de 2016, no Sadler’s Wells, em Londres

Coreografia – Benjamin Millepied. Arte – Mark Bradford. Design de Luz – Lucy Carter. Figurino – Alessandro Sartori. Música – Philip Glass: Etude No. 1, 2, 6,12,16,18. Orphee Suite – Mvmnt 2 & Mvmnt 7, Trilogy Sonata Mvmnt 1 – Knee Play No. 4 from Einstein on the Beach by Philip Glass. ©1999, 2012, 1993, 1976. Dunvagen Music Publishers, Inc. Used by Permission. From Philip Glass: The Complete Piano Etudes – Maki Namekawa, piano (2014, Orange Mountain Music) and The Orphee Suite for Piano, Music by Philip Glass – Paul Barnes, piano (2003, Orange Mountain Music). Duração – 43 minutos.

Closer
Estreou 14 de março de 2006, no Joyce Theatre, em Nova York

Coreografia – Benjamin Millepied. Música – Mad Rush for piano, de Philip Glass. Figurino – Lydia Harmon. Design de Luz – Roderick Murray. Duração – 16 minutos.

Crédito da foto: Morgan Lugo

Serviço

Orpheus Highway, In Silence We Speak, Closer e On The Other Side
L.A Dance Project
Dias 17 e 18 de outubro de 2017
Terça e quarta, às 21 horas
Local: Teatro Alfa
Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722 – Santo Amaro – São Paulo/SP
Ingressos:
– Setor I – R$ 200,00.
– Setor II – R$ 180,00.
– Setor III – R$ 120,00.
– Setor IV – R$ 50,00.
Descontos:
– Estudantes: 50%
– Maiores de 60 anos: 50%
Informações: (11) 5693-4000
Duração: 2 horas, com intervalo.
Classificação: Livre.
Acessibilidade: motora e visual.

Deixe uma resposta