O Quebra-Nozes com Ballet, Coro e Orquestra do TMRJ

O quebra nozes RJ 2014.fw

A tradicional temporada da clássica história natalina O Quebra-Nozes, um dos ballets mais populares do mundo, encerra a temporada 2014 da Fundação Teatro Municipal do Rio de Janeiro, vinculada à Secretaria de Estado de Cultura, com apresentações até 29 de dezembro. A grande produção, na versão assinada por Dalal Achcar, terá onze apresentações, dando prosseguimento à programação artística elaborada pelo Maestro Isaac Karabtchevsky. Nos papéis principais estarão as primeiras bailarinas Claudia Mota e Márcia Jaqueline, além dos solistas Karen Mesquita, Cícero Gomes, Filipe Moreira e Moacir Emanoel, que integram o Ballet do Theatro Municipal, sob a direção de Sergio Lobato. O Maestro Silvio Viegas, Regente Titular da OSTM, conduz a Orquestra Sinfônica e o Coro do TMRJ. A produção com belos cenários e figurinos de José Varona conta ainda com a participação especial dos alunos da Escola de Dança, Artes e Técnicas do Theatro Municipal Maria Olenewa.

“Encerrar o ano com O Quebra-Nozes significa manter uma tradição maravilhosa dentro do Theatro Municipal, tanto por se tratar do mais tradicional ballet de fim de ano de todo o mundo, quanto pelo significado e resultado que este ballet traz consigo”, diz Silvio Viegas, Maestro Titular da Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal.

A PRODUÇÃO

A grandiosa produção envolve números expressivos. As mudanças dos quatro cenários completos que compõem a montagem são todas feitas em cena aberta por uma equipe de 65 técnicos. Um total de 123 bailarinos – sendo 71 do BTM e 52 alunos da Escola de Dança, Artes e Técnicas do Theatro Municipal Maria Olenewa – se reveza nas cenas do prólogo e nos dois atos do ballet. Somam-se a isto 89 músicos da Orquestra Sinfônica e 44 coristas do Coro do Theatro Municipal, totalizando 256 pessoas trabalhando diretamente. Para se ter uma ideia do que envolve uma produção deste porte, são usados 60 rolos de esparadrapo e 400 pares de sapatilhas, desde os ensaios até o fim da temporada.

“A história lúdica de O Quebra-Nozes ganha um brilho especial com a concepção e a coreografia de Dalal Achcar, que fez uma encantadora versão da criação original dos grandes coreógrafos Marius Petipa e Lev Ivanov”, comenta Sergio Lobato, diretor do BTM.

SOBRE O BALLET

O ballet conta a história da menina Clara, que ganha do padrinho um quebra-nozes em formato de soldadinho e se encanta pelo presente. Ela fica desolada, no entanto, quando um de seus irmãos, que fica enciumado toma-lhe o brinquedo, atira-o ao chão e bate-lhe com o pé, quebrando-o. O padrinho a consola e conserta o brinquedo. Ela vai dormir e, a partir daí, a magia toma conta do ballet: Clara sonha que um exército de ratos está invadindo o salão. O boneco quebra-nozes adquire vida e ataca os ratos, comandando um exército de soldadinhos de chumbo. O “Rei dos Ratos” fere o boneco que, desarmado, está prestes a perder a batalha, quando Clara o salva, atirando seu sapato na cabeça dele. A menina sente a presença do padrinho, que, num passe de mágica, transforma o boneco em um belo príncipe.

O príncipe a conduz ao “Reino das Neves” e depois ao “Reino dos Doces”, onde vive a “Fada Açucarada”, que homenageia a menina com uma grande festa, com danças típicas da Espanha, China, Rússia, entre outras, e com um pas-de-deux da “Fada Açucarada”. O espetáculo continua com uma sucessão de danças de diversas regiões do planeta, e outras que simbolizam o café, os chocolates, as flores e, por fim, o pas-de-deux entre a fada e o príncipe. Ao final, todos dançam a valsa de despedida para Clara e o Príncipe, que retornam para casa. Será que Clara sonhou?

FICHA TÉCNICA

Ballet O Quebra-Nozes
Ballet, Orquestra Sinfônica e Coro do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
Música: Piotr Ilitch Tchaikovsky
Regência: Silvio Viegas
Concepção, Coreografia e Mise-en-Scène: Dalal Achcar
(Com base na criação original de Marius Petipa e Lev Ivanov)
Cenários e Figurinos: José Varona
Diretor do Corpo de Baile: Sergio Lobato
Participação especial: Alunos da Escola de Dança, Artes e Técnicas do Theatro Municipal Maria Olenewa
Direção: Maria Luísa Noronha

SOLISTAS (Fada Açucarada e Príncipe Quebra-Nozes):

Márcia Jaqueline e Moacir Emanoel (dias 13, 14, 17, 18 e 20/12)
Karen Mesquita e Filipe Moreira (dia 19/12)
Karen Mesquita e Cícero Gomes (dias 21 e 26/12)
Claudia Mota e Moacir Emanoel (dias 27, 28 e 29/12)

SERVIÇO

O Quebra-Nozes
Ballet, Orquestra Sinfônica e Coro do Theatro Municipal do Rio de Janeiro
Até 29 de dezembro de 2014
Sábado, às 20h30, domingo, às 17h, quarta a sexta e segunda, às 19h
Theatro Municipal do Rio de Janeiro
Praça Floriano s/n° – Centro – Rio de Janeiro – RJ
Ingressos: R$ 50,00 a R$ 600,00 (inteiras)
Classificação: Livre
Duração: 2 horas (com intervalo)

Fonte: Midiorama