Núcleo Vênus Negra estreia espetáculo de dança sobre memórias de homem negro e migrante

nucleo-venus-negra_rede_credito_dalila-dcruz2_m
Foto: Dalila D’Cruz/DIvulgação

O Núcleo Vênus Negra realiza temporada de estreia do espetáculo Rede neste fim de semana. Em sua segunda obra, o grupo mergulha em referências dos universos da pesca artesanal, da migração e da sobrevivência em grandes cidades para tecer tramas corporais que unem memórias, afetos e narrativas.

Conduzido em formato solo pela artista Talita Bonfim, Rede nasce a partir de pesquisa sobre Aureliano Ferreira Campo, avô da intérprete. Mais do que alinhar recordações, o espetáculo apresenta uma rede narrativa não linear, corpórea, visual e sonora que aprofunda o olhar para a história e corpo deste homem negro, baiano, pescador, pedreiro, marido, pai de sete crianças, que se deslocou com sua família da Bahia para São Paulo, na década de 70.

NÚCLEO VÊNUS NEGRA

O Núcleo Vênus Negra é um coletivo de artistas de artes integradas, fundado em 2013, que a partir de diferentes linguagens (sobretudo, dança, música, teatro e artes visuais), investiga histórias e corporeidades de pessoas negras nas diásporas das Américas. O grupo é formado pelas artistas Deise de Brito, Talita Bonfim, Vânia Santos e Dalila D’Cruz.

FICHA TÉCNICA

Concepção: Núcleo Vênus Negra
Ideia Original: Talita Bonfim
Direção: Deise de Brito
Figurino: Vânia Santos e Gil Santos
Cenografia e Fotografia: Dalila D´Cruz
Pesquisa Sonora: Talita Bonfim
Produção: Núcleo Vênus Negra
Workshop de Corpo Urbano: Nitiren Queiroz
Workshop de música: Abhul Júnior
Assessoria de Imprensa: Lebá Comunicação
Núcleo Vênus Negra: Dalila D´Cruz, Deise de Brito, Talita Bonfim e Vânia Santos
Parceria (espaço de ensaio e residência): CRDSP – Centro de Referência da Dança da Cidade de São Paulo

SERVIÇO

Rede
Núcleo Vênus Negra
Até 30 de outubro de 2016
Sábado e domingo, às 19h
Local: Casa da Cultura Itaim Paulista
Av. Barão de Alagoas, nº 340 – Itaim Paulista
Ingresso: Grátis
Duração: 35 minutos
Classificação: 10 anos
Capacidade: 50 lugares