IV Congresso Dança Moderna

congresso_dmoderna_Paula_Lobo_ANDREARAW-2142

Já é quase um ritual: todo ano, estudantes de dança e bailarinos de diversas partes do Brasil se reúnem na cidade do Rio para participar de uma grande imersão de 5 dias em estudos e treinamentos de dança moderna: eles participam do Congresso Brasileiro de Dança Moderna, que em 2014 chega a sua quarta edição. O motivo do interesse crescente é a possibilidade única de aprender com profundidade as principais técnicas de moderno – Horton, Limón e Graham -, através de workshops práticos, teóricos e espetáculos, orientados por professores internacionais altamente qualificados, que vêm ao Brasil especialmente para o evento. Além disso, desde o ano passado, os participantes do evento podem concorrer a bolsas em escolas de NY, com tudo pago. Neste ano, ocorrerá de 23 a 27 de julho, dez dias após a final da Copa, no Centro Coreográfico do Rio de Janeiro, espaço de dança mais adequado da cidade para comportar e receber esse tipo de evento, com o patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro.

Todo ano, a produção do evento escolhe cuidadosamente cada professor integrante do congresso. Agora em 2014, Bradley Shelver, diretor artístico da Bradley Shelver Contemporary Dance Theater, além de membro de escolas como a Ailey School, ensinará Horton. Lecionou anteriormente em 2011e 2012, e virá novamente, para alegria dos que gostam do treinamento vigoroso da técnica. Maxine Steinman, outra conhecida dos assíduos no evento, que atualmente faz parte do corpo docente do Limón Institute, da Ailey School e da Marymount Manhattan College, ensinará o estilo Limón. Já Kenneth Topping, figura nova no evento, trabalhou como primeiro bailarino da Martha Graham Dance Company e já foi diretor artístico da Martha Graham School of Contemporary Dance, virá passar seu conhecimento da técnica de Graham. E, por fim, uma nova modalidade de aula entra na grade do Congresso, o ensino de Repertório de José Limón, que, à pedidos, será ministrado pela carismática professora Ryoko Kudo, ex-solista da Limón Dance Company, que ano passado deu aulas no evento.

Assim como no ano passado, haverá uma grande premiação para aqueles que tiverem uma boa performance durante as aulas: uma bolsa de estudos de dança moderna, na técnica escolhida (Horton, Limón ou Graham), por um mês, com tudo pago, em Nova York. Neste II Prêmio Dança Moderna, os 3 alunos que mais se destacarem durante o Congresso, terão a chance de embarcar para a capital da dança, e fazer aulas nas escolas Alvin Ailey, Martha Graham ou Limón Institute. Dentre os pré-requisitos para a participação estão: estar matriculados e frequentar 5 dias de aula de qualquer uma das técnicas (Horton, Limón, Graham), possuir passaporte e visto para os EUA. O prêmio é o mais completo concedido por um evento de dança no Brasil, pois, diferentemente da usual premiação com apenas bolsa de estudos, neste caso, os vencedores ganham também as passagens aéreas, a hospedagem para 4 semanas, alimentação, traslados locais, as aulas na instituição de ensino e ajuda de custo. No ano passado, 2 dos 3 vencedores do concurso conseguiram ampliar o tempo de estudos nas escolas escolhidas – Martha Graham School of Contemporary Dance e Ailey School -, após passarem no processo seletivo para o curso de aperfeiçoamento. Ana Luiza Favilla, vencedora da categoria de Horton, é uma que segue na Ailey School até hoje.

O Congresso cresceu e tomou uma proporção maior do que a esperada, tendo ultrapassado a meta de alunos estimada na sua 3ª edição, em 2013. Uma das metas desse ano é que o Congresso alcance também a América Latina, onde a organizadora do evento, Andrea Raw, enxerga outro grande potencial e uma demanda reprimida: “A dança moderna ainda é muito incipiente na América do Sul. A participação dos nossos vizinhos latinos fará com que esse ensino possa se expandir e, daqui a um tempo, se consolidar por toda a América Latina, formando profissionais mais qualificados como um todo”.

Além das aulas técnicas e práticas, outro grande ponto forte do evento são as atividades teóricas e complementares, como: música, debate, mesa redonda e espetáculos. Por conta do sucesso das aulas de música, este ano elas continuarão a fazer parte do cronograma, ensinando ritmo e percussão para ajudarem na contagem do tempo musical em coreografias, tarefa geralmente desafiadora para muitos bailarinos. O método de ensino será O Passo, o mesmo aplicado no ano passado. Em relação à mesa redonda, o tema será “A Formação em Dança No Brasil”, mediado pelo Prof. Paulo Murilo (Diretor Pedagógico do Congresso), ex-docente da Faculdade de Educação da UFRJ e terá nomes como Denise Acquarone, Luiz Nogueira e outros para debater sobre o assunto. Para encerramento das atividades do Congresso, será apresentado um espetáculo de dança, com a companhia Dança 3 e apresentações dos professores participantes do evento.

Assim como os demais Congressos realizados pela organização, o evento é uma grande oportunidade para se estar em contato com técnicas que podem ser encontradas nas escolas lá de fora, porém, por um preço muito mais acessível. A ideia é que cada vez mais brasileiros tenham contato com os principais métodos de dança moderna estudados até hoje, e adquiram uma formação compatível com os bailarinos estrangeiros, principalmente os americanos – cuja formação é bastante completa -, e assim possam expandir suas áreas de atuação de trabalho em companhias pelo Brasil e pelo mundo.

SERVIÇO

IV Congresso Dança Moderna
De 23 a 27 de julho de 2014
Centro Coreográfico do Rio de Janeiro
Rua José Higino, 115, Tijuca – Rio de Janeiro
Inscrições: www.congressodancamoderna.com.br / contato@dancamoderna.com.br / (21) 3593-8893 – (21) 99552-0505 – (21) 99747-0505
Contato: facebook.com/congresso.danca.moderna
twitter.com/cdancamoderna
youtube.com/user/CDancaModerna
instagram.com/cdancamoderna
pinterest.com/cdancamoderna

Contato assessoria de imprensa:
Ivo Setta: (21) 999-477-163 / isetta@terra.com.br
Vinicius Belo: (21) 976-346-444 / vinicius@staffcompany.com.br