Instalação Performática de Ana Vitória e Carolyna Aguiar, “Dsí”, inaugura novo espaço dentro do parque Jardim Botânico

dsi_instalacao-performatica_direcao-ana-vitoria_com-carolyna-aguiar_credito-renato-mangolin_m
Foto: Renato Mangolin/Divulgação

Dsí, Instalação Performática que inaugura no dia 02 de dezembro (dia 1º para convidados) a Sala Jobim, no elegante espaço cultural do Jardim Botânico, traz como marca o sujeito contemporâneo e a potência da sua gestualidade, que ao incorporar a obra de arte se reconhece e reconhece o outro. Dsí, palavra recuperada do texto chinês I Ging, simboliza o eterno continuum na busca de si mesmo, através da consciência e da experimentação na vida e que se dá no, e, através do corpo.

Para viver essa experiência primordial a coreógrafa Ana Vitória e a performer Carolyna Aguiar caminharam sob os deslizantes e, porque não, desestabilizantes terrenos das artes performativas, da dança marginal Butoh e dos relatos autobiográficos que potencializam o encontro da vida com a arte.

No jogo dessas ações, artistas propositores de outros modos de performatividade se alinham ao desejo dessas artistas para dar corpo e contorno ao ato performático; como a artista plástica mineira Lygia Clark (1920-1988) e sua radical posição de propositora, quando dá ao outro a autoria da obra de arte, não mais um produto, e sim um acontecimento que se dá entre, e a Mestra da dança também mineira Angel Vianna (1928-) ao destituir do corpo o lugar das fixações e engessamentos, fazendo-os projetar-se no espaço que o apoia e acolhe.

Doutora em artes cênicas, a coreógrafa Ana Vitória vem desenvolvendo sua pesquisa artística ao longo de 18 anos sobre memória e autobiografia na dança e desde 2009 dialoga intimamente com as ideias da artista Lygia Clark, criando a partir deste intensivo encontro suas obras performáticas, inaugurada com – Afinal, o que há por trás da coisa corporal? Para ela uma das mais intrigantes interrogações clarkiana.

Em DSÍ, a artista Carolyna Aguiar reúne parte da sua história afetiva, que também se distende do encontro com Clark e Vianna, para recuperar a memória do seu corpo e suas imagens primordiais, ritualizando seus gestos e integrando o outro, espectador deste acontecimento, na força de sua dança visceral.

FICHA TÉCNICA

Instalação Performática e Direção Geral: Ana Vitória
Performer: Carolyna Aguiar
Execução da Instalação: Sergio Marimba
Desenho de Luz: Aurélio de Simoni
Pesquisa musical: Ana Vitória
Trilha sonora: Antonia Adnet
Preparação Corporal (Dança Butoh): Alain Alberganti
Identidade Visual: Ana Carolina Montenegro
Fotografia: Renato Mangolin
Videos: Monica Prinzac
Assessoria de Imprensa: Daniella Cavalcanti
Produção: Ro Milani – Gam Produções
Idealização do Projeto: Carolyna Aguiar
Realização: 8 Tempos

SERVIÇO

Dsi – Instalação Performática
De Ana Vitória e Carolyna Aguiar
Temporada: de 02 a 18 de dezembro
Quintas, sextas e sábados, às 21h, e domingos, às 20h
Local: Sala Jobim
Parque Jardim Botânico – Rua Jardim Botânico, 1008 – Jardim Botânico – Rio de Janeiro/RJ
Informações: (21) 22747012
Ingressos: R$ 40,00
Bilheteria: de terça a domingo, das 14h até o horário de início da performance
Capacidade: 63 lugares
Duração: 50 minutos
Classificação etária: 16 anos