Giradança faz apresentações do espetáculo Sem Conservantes em São Paulo e Santos

Crédito da foto: Artur Abrantes

São mais de 14 anos de existência na plenitude de uma dança que vem abrindo oportunidades para novos corpos e novos olhares para a arte da formação e transformação. Assim a companhia Giradança se firma como uma referência nacional e internacional na sua característica de buscar essa linguagem própria com corpos com e sem deficiência na dança contemporânea.

Com atividade ininterruptas a Companhia Giradança segue para São Paulo para uma série de apresentações do espetáculo Sem Conservantes, que foi criado em 2015 , que conta com a direção e coreografia de Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira com a colaboração dos bailarinos Marconi Araújo, Álvaro Dantas, Ana Vieira, Jânia Santos e Wilson Macário. A direção artística e geral é de Alexandre Américo.

Sem Conservantes

Foi no ano de 2011, durante o Festival Move Berlim que os grupos Gira Dança e Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira se encontraram pela primeira vez. A convite de Ana Catarina, o bailarino e fundador do grupo, Roberto Moraes, participou de um workshop que a dupla realizou durante o festival em Berlim, e desde então, surgiu o desejo de compartilharem suas experiências artísticas. Durante cinco anos aguardaram por uma chance onde pudessem transformar o desejo de estarem juntos, em realidade. Depois cinco anos, a Companhia Gira Dança terá dois resultados deste compartilhamento, que será composto por uma trilogia.

Neste primeiro resultado, a dupla optou por trabalhar com seus processos e metodologias de criação que foram criados ao longo de seu percurso de 15 anos de trabalho. Para isso, Ângelo e Ana dividiram seus processos e cada um ficou responsável por uma parte, para que depois, o que eles nomeiam de “material recolhido” fosse organizado em uma coreografia. A dramaturgia desenvolvida por Ângelo e Ana Catarina, têm como principio estabelecer “relações”; entre os materiais recolhidos. Ficam as questões: – O que se relaciona com o que?. Trabalhar com o desapego e o abandono faz parte de uma obra intitulada de “Sem Conservantes”.

Trata-se de fragmentos da memória. A memória presente nas fotografias dos processos anteriores de Ângelo e Ana Catarina. Não são fotografias de registro de espetáculos. São fotografias tiradas dos vídeos dos trabalhos: “Somtir” (2003), “Outras Formas” (2004) e “Clandestino” (2006), fotos em posições especificas e escolhidas para se tornarem marcas da linguagem da dupla, essas fotografias geram os materiais a partir dos corpos que também possuem uma memória, e nesta mistura de “memórias”; geram-se os resultados coreográficos. Neste processo podemos observar o desenvolvimento do bailarino como um observador das imagens que resultam no aparecimento da linguagem da dupla. Neste momento, podemos ver, o que os coreógrafos e pesquisadores chamam de “corpo fotográfico”, a partir de sua relação com a fotografia, com o que o outro está construindo, e a partir de uma imagem-ação. São memórias-espelho de processos de pesquisa. Está é a atual forma adotada por Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira para a transmissão de sua linguagem.

Ficha Técnica

Direção Artística, Coreografia e pesquisa de linguagem: Ângelo Madureira e Ana Catarina Vieira.
Direção Artística: Alexandre Américo
Figurino: criação coletiva e colaborativa
Iluminação: David Costa
Bailarinos: Álvaro Dantas, Jânia Santos, Marconi Araújo, Ana Vieira e Wilson Macário.
Edição e gravação de trilha sonora: Ângelo Madureira
Direção Financeira: Cecília Amara
Direção Administrativa: Roberto Morais
Produção Executiva: Celso Filho
Consultoria de projetos: Ana Paula Medeiros
Fotografia: Artur Abrantes

Serviço

São Paulo – SP

Sem Conservantes
Companhia Giradança
Dias 26, 27 e 28 de julho de 2019
Sexta e sábado, às 20h, domingo, às 17h
Local: Sesc Belenzinho – Sala de espetáculos II
R. Padre Adelino, 1000 – Belenzinho, São Paulo – SP
Ingressos: R$ 6,00 a R$ 20,00
Vendas on-line: Portal Sesc

Santos – SP

Sem Conservantes
Companhia Giradança
Dia 01 de agosto de 2019
Quinta, às 20h
Local: Sesc Belenzinho – Sala de espetáculos II
R. Padre Adelino, 1000 – Belenzinho, São Paulo – SP
Ingressos: R$ 6,00 a R$ 20,00
Vendas on-line: Portal Sesc

Deixe uma resposta