Gestos Coreográficos 1, 2, 3 e 4 serão apresentados na Funarte SP

No dia 08 de junho de 2019, a partir das 17h, serão apresentados os quatro Gestos Coreográficos na Sala Renée Gumiel, no Complexo Cultural Funarte SP (Al. Nothmann, 1058, Campos Elíseos, SP), com entrada gratuita.

O primeiro Gesto Coreográfico, Konstituição em Segunda Instância, foi dirigido por Sandro Borelli em parceria com o Grupo Ca.Ja e o Núcleo EntreTanto e apresentados de 15 a 17 de fevereiro, no Kasulo – Espaço de Cultura e Arte. O segundo, Pulsar, Pulsar Zero, Pulse, RePulso, é a resultante do encontro entre o Zumboboys (Marcio Greyk e David Xavinho) e o Coletivo Autônomo Temporário, apresentados de 21 a 23 de março na Oficina Cultural Oswald de Andrade. O terceiro, Paisagens de Passagem, foi dirigido por Helena Bastos em parceria com o Núcleo Enxertia, apresentado de 03 a 05 de maio, e o quarto gesto, GESTUS 4.13, é a resultante do encontro entre Daniel Kairoz e o Núcleo KASA, com apresentações que aconteceram de 03 a 05 de junho, no Centro de Referência da Dança – CRD.

Sobre Situações Coreográficas#Variação3: Uma Coisa Muda

“Acreditamos que, se existe uma conexão entre arte e política, ela deve ser colocada em termos de dissenso, no sentido de que dissenso produz ruptura de hábitos e comportamentos. Virar do avesso, sacudir o consenso empoeirado, encontrar as contra potências, os contragolpes, novas desordens que a suposta ordem (totalitária) totalizada encobrem.” (Wellington Duarte)

Foi a partir dessa relação (arte-política) e outros questionamentos que Wellington Duarte pensou o projeto Situações Coreográficas#Variação3: Uma Coisa Muda, do Núcleo EntreTanto, contemplado pela 24ª edição do Programa Municipal de Fomento à Dança para a Cidade de São Paulo. O projeto busca instaurar um caráter insurgente no corpo a fim de construir situações coreográficas em suas potências políticas. Nelas o binômio dança-política é pensado através de uma invocação direta do corpo e suas capacidades, do corpo e suas potências cuja função é a de perturbar nossa formatação cega de gestos, hábitos e percepções.

O projeto agregou quatro Gestos Coreográficos – assim denominados por seu caráter emergencial, interventivo e provocador – além de apresentar a criação de uma nova peça coreográfica Situação de Atrito#variação 3: uma coisa muda com direção de Wellington Duarte, de 20 a 29 de julho de 2019, na Oficina Cultural Oswald de Andrade.

O texto “PARA OS QUE ESTÃO NO MAR…”, de Marie-José Mondzain, do livro Levantes, do filósofo francês Georges Didi-Huberman, foi eleito como principal disparador da criação desses Gestos Coreográficos. Segundo Didi-Huberman, “o levante seria, então, o gesto pelo qual os sujeitos desprovidos de poder manifestam – fazem surgir ou ressurgir – em si mesmos algo como uma potência fundamental (…) Levantes são, portanto, potências de ou na ausência de poder. São potências nativas, potências nascentes, sem garantias de seu próprio fim e, por isso, sem garantias de poder.”

Ficha Técnica

Coordenação geral do projeto: Wellington Duarte
Assistente de Direção do Projeto: Rafael Costa | Produção: MoviCena Produções | Fotos: Keiny Andrade | Arte Gráfica: Fagus | Assessoria de Imprensa: Canal Aberto

Konstituição em segunda instância
Direção: Com Sandro Borelli (Carne Agonizante) e grupo Ca.Ja | Intérpretes: Aline Brasil, Bia Rangel, Camila Bosso, Donizeti Mazonas, Gustavo Muliterno, Luann Dias, Maria Basulto, Rafael Costa, Victor Pessoa e Vinicius Santi.

Pulsar, Pulsar Zero, Pulse, RePulso
Direção: Marcio Greyk e David Xavinho (Zumb.boys) com Coletivo Autônomo Temporário | Intérpretes: Felipe Lwe, João Pedro Ribeiro, Rafael Carrion e Vinicius Santi (Coletivo Autônomo Temporário), De Paiva e Gustavo Muliterno (Intérpretes Convidados), Aline Brasil e Maria Basulto (Núcleo EntreTanto).

Paisagens de Passagem
Direção: Helena Bastos com o Núcleo Enxertía | Intérpretes: Bia Rangel, Fernando Sagawa, Franco Galvão (Núcleo Enxertía), Beto Amorim, Caroline Lucena, De Paiva, Erika Malavazzi, Gustavo Muliterno, Layla Bucaretchi, Sylvia Aragão, Tertulina Alves, Thais Ponzoni, Thiago Soares e Victor Pessoa (Intérpretes Convidados), Aline Brasil, Maria Basulto, Wellington Duarte, Donizeti Mazonas e Rafael Costa (Núcleo EntreTanto).

GESTUS 4.13
Coreógrafo: Daniel Kairoz | Intérpretes: Karina Ka Pinheiro, Juliana Celeguim e Richard Reis (Núcleo KASA), Caroline Lucena, Erika Malavazzi, Fábio Paiva, Flora Barros, Gustavo Muliterno, João Pedro Ribeiro, Luann Dias, Sylvia Aragão (Intérpretes Convidados), Aline Brasil, Maria Basulto e Rafael Costa (Núcleo EntreTanto).

Crédito da foto: Keiny Andrade

Serviço

Gestos Coreográficos 1, 2, 3 e 4
Dia 08 de junho de 2019 de 2019
Sábado, às 17h
Local: Complexo Cultural Funarte SP
Al. Nothmann, 1058, Campos Elíseos, São Paulo – SP
Ingresso: Grátis (Os ingressos serão distribuídos 1h antes do início do espetáculo)
Informações: (11) 3662-5177
Classificação: Livre
Capacidade: 50 lugares

Deixe uma resposta