Exercício P, de Pororoca e Piracema com os alunos do Núcleo de Formação da Escola Livre de Dança da Maré estreia nesta quinta

Exercício P, de Pororoca e Piracema é um mergulho de 11 jovens alunos do Núcleo 2 – Núcleo de Formação Continuada da Escola Livre de Dança da Maré no repertório, especialmente nos espetáculos Pororoca (2009) e Piracema (2011), e em procedimentos de pesquisa e criação da Lia Rodrigues Companhia de Danças. Contemplado pelo Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2014, Exercício P, de Pororoca e Piracema estreia no dia 25 de maio, no Centro de Artes da Maré. A temporada segue até 11 de junho, de quinta a domingo, com entrada franca.

A coreógrafa Lia Rodrigues, sua assistente Amália Lima e os artistas da Companhia desenvolveram uma série de estratégias para que esse grupo de jovens experimentassem o material coreográfico e sobre este deixassem suas marcas. Como resultado, nasceu Exercício P, de Pororoca e Piracema, uma parte fundamental da formação em dança – atravessar uma experiência de pesquisa e criação.

O primeiro “exercício” criado por Lia Rodrigues e os alunos do Núcleo 2 foi Exercício M, de Movimento e de Maré, que estreou em 2013, também no Centro de Artes da Maré, foi apresentado em diversos espaços no Rio de Janeiro e chegou até a Ecoles Artistiques Municipales de Vitry-sur-Seine, em Paris, na França, com o apoio do Théâtre Jean Vilar.

Escola Livre de Dança da Maré

O encontro, em 2003, da coreógrafa Lia Rodrigues com a Redes de Desenvolvimento da Maré abriu novos horizontes para a consolidação das experiências de dança, democratização e ampliação do acesso à arte aos moradores da Maré. O estreitamento desta parceria possibilitou a abertura, em 2009, do Centro de Artes da Maré, sede da Lia Rodrigues Companhia de Danças e da Escola Livre de Dança da Maré, criada em 2011. Desde o início das suas atividades, mais de quatro mil pessoas assistiram aos eventos da programação do CAM e, anualmente, cerca de 300 alunos se inscrevem nas oficinas de dança e teatro.

A Escola, que é dirigida pela dramaturga e professora Silvia Soter e pela diretora e coreógrafa Lia Rodrigues, realiza um trabalho de caráter continuado, além de diversas atividades gratuitas, articulando dança, ações de formação e sócio educativas em torno de dois núcleos: um aberto à todos os moradores da Maré, de todas as idades, que oferece oficinas diversas frequentadas por mais de 200 pessoas por ano; e outro, o Núcleo 2, de formação continuada em dança que oferece a 15 jovens, selecionados através de uma audição, uma formação diária, prática e teórica, junto da Lia Rodrigues Companhia de Danças.

Lia Rodrigues Companhia de Danças

Criada em 1990, no Rio de Janeiro, a Companhia se mantém em atividade durante todo o ano com aulas, ensaios e apresentações do repertório, pesquisa e criação de novos espetáculos. Nestes 27 anos de trabalho, foram criadas performances e 19 espetáculos, entre eles os premiados Aquilo de que somos feitos (2000), Formas Breves (2002) e Encarnado (2005), a trilogia Pororoca (2009), Piracema (2011) e Pindorama (2013), e, mais recentemente, Para que o céu não caia (2016). A Companhia já se apresentou em todas as regiões do Brasil e em países da Europa, Ásia, Américas do Norte e Sul.

FICHA TÉCNICA

Direção e criação: Lia Rodrigues
Assistente de direção e criação: Amalia Lima
Intérpretes e criadores: Andrey da Silva Pereira, Diego Farias Alves da Cruz, Jeniffer Rodrigues da Silva, Karolline da Silva Pinto, Larissa Lima da Silva, Luciana Barros Ferreira, Luyd de Souza Carvalho, Marllon dos Santos Araújo, Raquel Alexandre, David Silva, Ricardo de Araújo Xavier
Colaboração: Clara Cavalcante, Gabriele Nascimento, Glaciel Farias, Felipe Vian, Francisco Thiago Cavalcanti, Leonardo Nunes, Luana Bezerra
Professora: Amália Lima
Realização: Lia Rodrigues Companhia de Danças
Este projeto foi contemplado pelo Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2014
Apoio: Centro de Artes da Maré e Redes da Maré
Patrocínio: Ministério da Cultura, Fundação Nacional de Artes

SERVIÇO

Exercício P, de Pororoca e Piracema
Núcleo de Formação da Escola Livre de Dança da Maré
De 25 de maio a 11 de junho de 2017
Quinta, às 18h, sexta, sábado e domingo, às 19h
Local: Centro de Artes da Maré
Rua Bittencourt Sampaio, 181, Nova Holanda – Maré – Rio de Janeiro/RJ
(terceira rua à direita depois da passarela 9 da Av. Brasil, sentido Centro-Zona Oeste)
Ingresso: Grátis
Duração: 60 min.
Classificação: Livre
Lotação: 120 pessoas