Espaço Cênico O LUGAR e Cia. Corpos Nômades recebe neste fim de semana a I Mostra Só Solos

Cia Corpos Nomades_I Mostra Só Solos_Foto Elói Corrêa_m
Foto: Elói Corrêa

O Espaço Cênico O LUGAR e a Cia. Corpos Nômades receberão no sábado, 27 de agosto, espetáculos solos de dança e teatro, que mostrarão diferentes maneiras e modos de abordar a existência humana.

A Cia. Corpos Nômades realiza desde 2007, em sua sede, diversas Mostras, com o primordial motivo de proporcionar aos artistas/criadores um espaço para difundirem seus trabalhos e suas pesquisas nas areas de dança, teatro, performance e música.

Há com esta primeira edição, a ideia de agregar em uma mesma programação quatro diferentes maneiras/modos de criação em artes cênicas, os artistas convidados serão: Camila Venturelli, Leticia Rodrigues, Rodolfo Lima e Patricia Pina Cruz.

A Petrobras é a patrocinadora da manutenção da Cia. Corpos Nômades.

Os projetos selecionados para comporem a programação da noite do sábado dia 27 de agosto, foram:

“Segredo de Lindonéia” – Camila Venturelli

O processo parte do desejo de reimaginar a obra “A Bela Lindonéia ou Gioconda do Subúrbio” (1966), de Rubens Gerchman, em uma escrita de dança. Investiga uma corporeidade feminina que habita uma moldura de espelho. Quem é esse rosto que me olha, ao mesmo tempo em que me reflete? No avesso do espelho, o livro de receitas da tataravó. Receitas de gerações, escritas de afeto e um segredo entre pratos de farinha desencadeiam o manuseio da grafia do corpo de uma mulher, fermento, açúcar o quanto adoce, ovos o quanto baste.

Camila Venturelli é artista e pesquisadora do corpo, graduada em Comunicação das Artes do Corpo na PUC, e desenvolve uma pesquisa autoral a partir do estudo do gesto na dança.

Ficha Técnica:

Criação e atuação: Camila Venturelli
Testemunha de Processo: Candice Didonet
Testemunha Poética: Sandra Lessa
Manuseio Coreográfico: Lu Favoreto
Manuseio Dramatúrgico: Tatiana Schunck
Instalação Sonora e Trilha Original: Gregory Slivar
Cenografia: Amanda Venturelli
Cenotécnico: Zito Rodrigues
Figurino: Marina Reis
Criação de Luz: Fabricio Licursi
Designer Gráfico: Josefa Pereira
Duração: 30 minutos.
Foto: Micaela Wernicke

“Casulo” – Letícia Rodrigues

Cria-se a partir do diálogo entre dança, música ao vivo e mitologia ioruba e, explora, através de imagens e sensações internas, três metamorfoses do/no corpo – híbridas, inumanas, andróginas e múltiplas.

Letícia Rodrigues é bailarina-intérprete-criadora, Mestra em Educação (UNICAMP), Bacharel e Licenciada em Dança (UNICAMP). Tem interesse nas poéticas do corpo e na criação através da relação entre dança e música.

Ficha Técnica:

Bailarina-intérprete-criadora: Letícia Rodrigues
Orientação: Adilson Nascimento
Criação e Interpretação musical: Gustavo Infante e Livia Carolina
Desenho de luz: Airton Oliveira
Operação de luz: Raquel Pereira
Confecção e co-criação de figurinos: Kátia Riccardi e Marjoly
Lino Produção: Letícia Rodrigues.
Duração: 20 minutos

“Réquiem para um rapaz triste” – Rodolfo Lima

É uma adaptação das personagens femininas do autor Caio Fernando Abreu, protagonizada por Rodolfo Lima, que interpreta Alice uma mulher solitária, que apoiada no cigarro, dialoga com o público sobre suas escolhas, reverberando em temas como o amor, a falta, a solidão e a procura. A peça tem uma proposta realista, o público adentra o cômodo em que a personagem vive, para juntos, vivenciarem o drama daquela mulher. A peça estreou oficialmente em 2004 e desde então já passou por diversos estados (BA, PR, CE, PE, RS e RN) bem como diversos locais da capital paulista.

Rodolfo Lima é ator e jornalista, mestrado em Divulgação Cientifica e Cultural, mantêm dois blogs ativos escritossobreaausencia.wordpress.com e ilusoesnasalaescura.wordpress.com e possui um trabalho artistico com intersecção entre literatura e questões de gênero.

Ficha Técnica:

Inspirado nas personagens femininas de Caio Fernando Abreu.
Adaptação e interpretação: Rodolfo Lima
Direção: Ivania Davi
Figurino e ambientação cênica: Teatro do Indivíduo.
Fotos: Thais Moura e Elói Corrêa
Duração: 40 minutos

“Z . I . G . O . T . O” – Patricia Pina Cruz

A performance solo work in progress, busca tensionar no público igualdade de importância na existência. questionamentos sobre o poder dos gêneros, luta de forças entre os sexos, supremacia de um perante o outro, dissociar padrões comportamentais impostos a cada gênero por meio da sociedade.

Patricia Pina Cruz: Bailarina, performe e pesquisadora em dança, Pernambucana radicada em São Paulo se profissionalizou em Dança em Recife no ano de 2003 . Integrou entre os anos de 2003 e 2015 a Dante Cia. de Dança e Teatro, Cia. Vias da Dança e Grupo Experimental em Recife e na Cia. Taanteatro em São Paulo.

Ficha Técnica:

Performer: Patrícia Pina Cruz
Concepção e Cenário: Patrícia Pina Cruz
Figurino: Patrícia Pina Cruz e Brechó Xodó
Trilha Sonora Original: Dj Selva
Luz: Marcelo Pessoa
Assistência de Criação Imagem e Foto: Ilda Silvério
Duração: 20 minutos.

SERVIÇO

I Mostra Só Solos
Direção Artística e Concepção: Cia. Corpos Nômades e João Andreazzi.
Dia 27 de agosto de 2016
Sábado, às 22h30
Local: Espaço Cênico O LUGAR
Rua Augusta, 325 – São Paulo/SP
Ingressos: R$ 20,00 e R$ 10,00 (meia entrada)
Informações e reserva: 11-32373224 ou 11-992314457 – e-mail: ciacorposnomades@gmail.com
Duração: 110 minutos
Classificação: 16 anos
Estacionamento: Rua Augusta, 108 (R$9,90 para 6 horas)