CORPOS NôMADES IN CONCERT encerra as atividades de 2016 no Espaço Cênico O LUGAR

Solo Korina Kordova

Cia. Corpos Nômades finaliza as atividades do ano de 2016 no Espaço Cênico O LUGAR com apresentações da Companhia, de seus integrantes e dos artistas residentes no dia 17/12 (sábado) às 20h.

A programação inclui “Dr. Faustroll – Work-in-progress”- Cia. Corpos Nômades, com João Andreazzi, Gervásio Braz e Korina Kordova e os músicos especialmente convidados Alexandre Rosa, Guizado e Ricardo Bigio; o solo “Vomain/Mamvoin” – Gervásio Braz; o solo “Depois de Curvas Perigosas” – Korina Kordova e o LUGARIZAÇÃO 2016 – Apresentação dos residentes artísticos Juliana Maia e Vagner Cruz.

PROGRAMAÇÃO

Corpos Nômades – “CORPO UM LUG@R NÔMADE – Work in progress / Dr. Faustroll”

Neste “work in progress”, a Cia. Corpos Nômades apresentará trechos que mesclam coreodramaturgrafias, improvisação com texturas sonoras e provocações musicais ao vivo. Estas conexões surgiram do encontro feito entre as ações realizadas no Espaço Cênico O LUGAR em 2016: LAB DE CRIAÇÃO/ CORPO UM LUG@R NÔMADE e com alguns dos músicos que participaram do P-LUGAR (Evento destinado à música experimental). A Poética escolhida esta conectada com o projeto que utiliza o texto de Alfred Jarry, como um dos fios condutores da nova criação, que a Cia. Corpos Nômades preparará para 2017.

Ficha Técnica: Concepção, Direção e Coreografia: João Andreazzi. Elenco: Gervasio Braz, Korina Kordova e João Andreazzi . Músicos ao Vivo: Alexandre Rosa, Guizado e Ricardo Bigio Iluminação: Décio Filho Figurino: David Schumaker Assessoria Poética: Claudio Willer e Eclair Antonio Almeida Filho Agradecimentos: Aos participantes do Lab de Criação Corpos Um Lug@r Nômade. * “Projeto Cidade Surrealista – Corpo Patafísico Faustrólico em Pintura Metafísica”, conta com o XX Programa Municipal de Fomento À Dança de São Paulo.

Korina Kordova – “Depois de Curvas Perigosas”

O solo “After Sinuous Curves – Depois de Curvas Perigosas” é uma experiência vivenciada por um corpo em transição. É um estudo do (des)equilíbrio e da vulnerabilidade de um corpo tomado por impulsos incompatíveis. Um corpo estrangeiro, percorrido por energia que lhe é estranha, que elabora perguntas e busca conteúdo sensorial durante uma trajetória inevitável.

Ficha Técnica: Coreografia e Interpretação: Korina Kordova iluminação: Łukasz Kędzierski (PL) / Korina Kordova Obs.:Desenvolvido a partir do solo ‘on 8th boulevard. right after sinuous curves’, criado sob a orientação de Bush Hartshorn durante o programa de residência artística Solo Project 2013, Art Stations Foundation by Grażyna Kulczyk, Polônia. apoio: Center in Motion, Varsóvia, Polônia , Duração: 30 minutos.

Gervásio Braz – “VoMain / Mamvoin”

Percurso entre os mundos do mais belo ao mais tenebroso da vida de uma mulher que no inicio é mãe e envelhece pela falta de sua cria que foi perdida no mundo.

Solo de dança-teatro, conta a história de uma grande mulher no desespero da vida em busca de sua constante maternidade dilacerada. O cru é posto para fora em um corpo masculino que carrega dentro de si esta memória feminina, busca que está contida em figuras maternas como Bisavó, Avó e Mãe. É um possível encontro com suas ancestrais femininas e outras que estão presentes num imaginário coletivo de seres.

Ficha técnica: Concepção, criação e dramaturgia: Gervásio Braz; Orientação: Raimundo Branco e Patrícia Costa; Sonoplastia: Korina Kordova Duração: 20 minutos.

LUGARIZAÇÃO 2016 (Residências Coreográficas) Apresentações dos resultados.

Juliana Maia – “BICHO”

O projeto Bicho é uma tentativa de estabelecer uma ponte entre a condição humana, civilizada e dotada de diversas inteligências cognitivas, e sua pulsão de bicho, no que se refere a capacidade imagética, sensível e intuitiva. Esta pesquisa de dança recorre à ideia de um indivíduo preenchido não por um mas por vários seres imaginários, que surgem, minguam e florescem ao longo de nossas experiências humanas. Trazer a tona formas do corpo, dialogar entre pulsões, tornar imagética a experiência a partir do sensível. Estes são alguns caminhos percorridos neste solo de dança.

Ficha técnica: Concepção, Coreografia e Interpretação: Juliana Maia, Figurino: Eliana Assumpção e Juliana Maia. Trilha Sonora: Shen Ribeiro. Duração: 20 minutos.

Faixa Um – “Um corpo sem cabeça e sua hostil crina sombria derrama um mar”

É uma proposta solo de dança que dá continuidade ao trabalho de grupo ”F4- Cicatrizes”, onde foi colocado em cena situações atreladas a um ser humano por vezes impulsivo e por vezes maquinal, que se comunica com o seu meio, buscando uma conformidade com as necessidades tecnológicas de sobrevivência do mundo. Já agora, há Charles Baudelaire, com “Flores do Mal”, e uma instalação sonora com trechos de musicas de Dorival Caymmi, que provoca modificações na paisagem criada anteriormente, impulsionando um corpo-mítico potente e envolvente.

Ficha técnica: Direção, Concepção, Coreografia e Interpretação: Vagner Cruz Colaboração: João Andreazzi, Figurino: Ana Cristina e Vagner Cruz, Fotografia e Vídeos: Gal Oppido, Agradecimentos: Adriana Podestá, Alberto Magno, Alex Martins, Ana Cristina, Bergson Queiroz, David Schumaker, Débora Podestá, Eleilson Rodrigues, Gal Oppido, Gio Lacal, Helena Yambanis, Italo Caminhoto, João Andreazzi, Lenine Modesto, Livio Lima, Maria Mercês, Maria Dias, Marialva Dias, Paulo Uras, Kanzelumuka, Rosa Hercoles, Rosana Boccia, Talita Ribeiro, Vladimir Lênin, Cia. Corpos Nômades e alunos de fotografia do MAM. Duração: 30 minutos

SERVIÇO

CORPOS NôMADES IN CONCERT
Cia. Corpos Nômades
Dia 17 de dezembro de 2016
Sábado, às 20h
Local: Espaço Cênico O LUGAR
Rua Augusta, 325 – Consolação – São Paulo/SP
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia – estudantes, classe artística e terceira idade)
Reservas e informações: (11) 3237-3224 – ciacorposnomades@gmail.com
Classificação: 14 anos.