Corpo Sobre Tela, de Marcos Abranches, faz duas únicas apresentações no Sesc Consolação

Marcos Abranches_Corpo Sobre Tela_foto Arthur Wolkovier_m
Foto: Arthur Wolkovier

“A ordem é relativa e só é válida sob uma lógica geral da sensação.
De fato todos os aspectos coexistem.
Eles convergem na cor, em uma ‘sensação colorante’, que é auge desta lógica”
Gilles Deleuze (1981) “Francis Bacon: Logique de la Sensation”

Dias 18 e 19 de agosto, às 20h, o dançarino e coreógrafo Marcos Abranches apresenta Corpo Sobre Tela, no Espaço Beta, do Sesc Consolação. Inspirado no pintor Francis Bacon (1909-1992), o espetáculo utiliza elementos de dança, performance e artes plásticas e dá início à programação Performídias, que pretende levar para unidade trabalhos que promovam a troca entre linguagem artísticas.

Motivado pela vida e obra do pintor irlandês Francis Bacon, Abranches uniu passos ensaiados à movimentos involuntários – o artista é portador de coreoatetose, um estado patológico que se manifesta a partir de movimentos involuntários, intermitentes e irregulares da face e dos membros – e tintas de diversas cores, criando a cada apresentação um novo espetáculo.

“Mostrar as cores, assim como mostrar meu corpo, foge do simples olhar do ver. Minha proposta é de conjugar o caráter figurativo, ilustrativo e narrativo que as cores em meu corpo possam codificar”, explica Marcos Abranches, que a cada apresentação cria uma nova tela, resultado de sua performance no palco. Após o espetáculo, essa pintura se transforma em parte do cenário da apresentação seguinte ou, desde que um colecionador de artes fez questão de adquirir uma dessas obras, pode ser adquirida pelo público.

Reconhecido pelo Prêmio Denilto Gomes e vencedor na categoria Artes no Palco do Prêmio Acessibilidade, promovido pela SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, ambos em 2013, segundo seu criador, Corpo sobre Tela “denuncia os padrões anestesiados das sensações, vitimadas pela pobreza da alma imperfeita que limitam a subjetividade do ver”.

Marcos Abranches nasceu na cidade de São Paulo, em 25 de maio de 1977. É coreógrafo e dançarino portador de coreoatetose, deficiência física rara decorrente de uma lesão cerebral. Não é uma doença e sim um estado patológico que se manifesta a partir de movimentos involuntários, intermitentes e irregulares da face e dos membros. O profissional utiliza da própria deficiência como referência de estudo para a construção de sua linguagem artística corporal, sendo o único coreógrafo brasileiro com paralisia cerebral a propor um estudo sobre dança contemporânea.

Performídias destaca a performance e sua interface com as outras áreas e linguagens artísticas, tendo como ponto de aproximação sua associação às diferentes mídias, à cultura digital e às questões ligadas ao conceito de identidade explorado em diversas produções artísticas e científicas, tempos de corpos esteticamente modificados e mediados por tecnologias, evidenciando a recorrência da apresentação/representação do corpo associada a questões políticas, científicas e bioéticas.

Pretende discutir e investigar a importância e o significado do corpo na sociedade contemporânea, onde as noções de espaço público e privado, sujeito e objeto, real e virtual, digital e analógico são exploradas enquanto elementos estético, artístico e cultural.

FICHA TÉCNICA

Interpretação criação e direção – Marcos Abranches
Assistente de direção e produção – Alfredo Nora
Logística montagem – Cia. Vidança-SP e Alfredo Nora
Música – Aécio de Souza
Trilha Sonora – Cia. Vidança-SP
Sonoplastia – Aécio de Souza
Produção – Cristina Flória – A2.0 Produções Artísticas
Coprodução – Governo do Estado de São Paulo, APAA – Associação Paulista dos Amigos da Arte, Teatro Sérgio Cardoso e Secretaria da Cultura Estado de São Paulo

SERVIÇO

Corpo Sobre Tela
Marcos Abranches
Dias 18 e 19 de agosto de 2016
Quinta e sexta-feira, às 20h
Local: Sesc Consolação – No Espaço Beta, 3º andar.
Rua Doutor Vila Nova, 245 – Vila Buarque – São Paulo/SP
Ingressos: R$ 20,00. R$ 10,00 (meia-entrada: estudante, servidor de escola pública, +60 anos, aposentado e pessoa com deficiência). R$ 6,00 (credencial plena: trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes).
Informações: (11) 3234-3000
Classificação: Livre
Duração: 50 minutos.