Coreógrafo e bailarino Arkadi Zaides ministrará workshop no 6º MITsp

Quando veio ao Brasil em 2015, com Arquivo, o coreógrafo e bailarino Arkadi Zaides esteve no Brasil em 2015 com o espetáculo Arquivo, parte da programação da MITsp. Surpreendeu o público ao dançar os movimentos dos colonos judeus nos territórios palestinos ocupados, partindo da mimese dos gestos e ações registrados em vídeo pela ONG israelense B’Tselem. Em seu retorno ao Brasil, para este workshop intitulado Eu, o espelho do outro, Arkadi partirá de cenas brasileiras para, com os participantes do laboratório, experimentar no corpo o poder e o contra poder, os movimentos que nos humanizam e aqueles que nos desumanizam.

Inscrição:

As inscrições devem ser realizadas através do site mitsp.org, devendo conter:

a) Nome completo, idade, cidade em que vive, e-mail e telefone para contato.
b) Breve currículo (em Word ou PDF).
c) Uma foto, de autoria própria ou da imprensa (de preferência, citar fonte), ou um link de vídeo, por meio da/o qual a/o candidata/o responda: no atual contexto brasileiro, quem personifica e performa o poder, a autoridade e a segurança? Quais são os gestos ou as posturas dessa “performance”?
d) Um parágrafo escrito (em Word ou PDF) em que a/o candidata/o expresse seu desejo de participar desse intercâmbio artístico.

Sobre Arkadi Zaides

Arkadi Zaides nasceu na Bielorússia, em 1979, e mudou-se para Israel em 1990, quando ingressou no grupo de dança contemporânea Batsheva Dance Company. Atualmente, vive e trabalha na França como coreógrafo independente. Seus espetáculos já percorreram Itália, Grécia, Alemanha, Suíça, Noruega, Canadá, Chile, Japão e China, entre outros países. Em 2013, apresentou Quiet no Festival Internacional de Teatro Palco & Rua de Belo Horizonte – primeira coreografia na qual reuniu bailarinos judeus e árabes. No mesmo ano, recebeu o prêmio The Emile Zola Chair for Human Rights. Como curador, Zaides desenvolve continuamente plataformas para promover a produção contemporânea, como o projeto Violência das Inscrições (2016), feito em parceria com a dramaturga e pesquisadora Sandra Noeth, que reúne artistas, pensadores e ativistas de direitos humanos para negociar o papel do corpo na produção, manutenção, legitimação, representação e estetização da violência estrutural. Em 2012, desenvolveu o projeto Movimentos sem Fronteiras, com o Instituto Goethe, que convidou coreógrafos internacionais de vanguarda para darem workshops e se apresentarem em Israel. Zaides trabalha com diferentes comunidades e setores da sociedade para aproximá-los, sempre buscando no corpo a fonte de material autêntico para o movimento.
http://arkadizaides.com/

Crédito da foto: Joeri Thiry, Stuk Kunstencentrum

Serviço

Workshop Eu, o espelho do outro
Arkadi Zaides
Residência: De 18 a 22 de fevereiro de 2019
Segunda a sexta, das 9h às 13h
Local: TUSP
Rua Maria Antônia, 294, Vila Buarque, Sâo Paulo – SP
Participantes: 12 artistas. Com seleção.
Público-alvo: bailarinas, bailarinos, performers, artistas visuais, atrizes e atores.
Inscrições: pelo site mitsp.org – de 30 de janeiro a 11 de fevereiro.
Resultado da seleção: 14 de fevereiro à tarde.

Deixe uma resposta