Com 70 atrações de 12 países Bienal Sesc de Dança acontece em Campinas

Crédito da foto: Young-Mo Choe | Cena de Dancing Grandmothers

De 12 a 22 de setembro, a unidade do Sesc e mais de dez outros endereços, entre instituições parceiras e espaços públicos de Campinas, irão receber um panorama de criações e debates que movimentam a dança contemporânea nos dias de hoje. A Bienal Sesc de Dança, uma realização do Sesc São Paulo com apoio da Prefeitura Municipal de Campinas e Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), chega a sua 11ª edição reafirmando seu compromisso com a difusão da produção artística nacional e estrangeira contemplando cerca de 50 ações cênicas, entre espetáculos, instalações e performances.

A maratona de dança tem início com o espetáculo Dancing Grandmothers (Avós Dançantes), da Coreia do Sul – dia 12 de setembro, às 20h, no Sesc Campinas. Com coreografia e direção de Eun-Me Ahn, conhecida como “a Pina Bausch de Seul”, a montagem traz os jovens bailarinos da companhia com 10 senhoras, a maioria estreante, que dançam juntos transformando o palco em uma enorme pista de dança numa mescla de folclore e contemporâneo, flores e bolas de espelhos.

Para Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc São Paulo, “na mesma semana em que a instituição completa 73 anos de atuação, a Bienal Sesc de Dança principia mais uma edição e convida seus públicos a fruir produções artísticas, nacionais e internacionais, bem como atividades formativas, voltadas a faixas etárias variadas”. Miranda complementa que “através de um panorama diversificado da cena atual da dança contemporânea, a Bienal oferece uma imersão na linguagem, instigando, desse modo, a reflexão acerca da presença da dança como expressão, movimento e também meio para composição de redes de sociabilidade para a vida em sociedade”.

Berço da mais tradicional graduação em Dança do Estado de São Paulo, na Unicamp, Campinas se estabeleceu como sede da Bienal em 2015, após oito edições na cidade de Santos (de 1998 a 2013), recebendo mais de 60 mil visitas de pessoas interessadas pela programação nas duas últimas edições (2015 e 2017). Nesse ano, a cidade receberá mais de 70 atrações, distribuídas entre espaços do Sesc Campinas e da Universidade, aparelhos culturais como Teatro Castro Mendes, Estação Cultura, Museu da Cidade, Armazém CIS Guanabara, além de áreas públicas como ruas, praças e até mesmo o terminal rodoviário municipal.

12 países e oito estados brasileiros

A curadoria do festival, formada por Cristian Duarte, Fabricio Floro, Silvana Santos, Rita Aquino e Luciane Ramos, selecionou os artistas/obras, em mais de mil inscritos, sempre com a proposta de apresentar a multiplicidade do universo da dança e seus hibridismos com outras expressões artísticas, fomentando a produção e ajudando no desenvolvimento de novas criações, enquanto estreita o relacionamento com o público e amplia seu acesso.

Com obras de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina, Bahia, Piauí, Rio Grande do Norte e Distrito Federal, a Bienal Sesc de Dança também apresenta espetáculos de países como Alemanha, Argentina, Áustria, Colômbia, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Portugal, Suíça e Uruguai.

A Bienal Sesc de Dança é um convite geral ao diálogo de corpos e de ideias, já que as manifestações artísticas, que têm o corpo como principal instrumento de trabalho, expõem e articulam de forma contundente questões contemporâneas políticas e sociais que ecoam no âmbito público e privado.

Instalação inédita de William Forsythe

Além do espetáculo de abertura da Coreia do Sul, estreiam também no Brasil obras como Happy Island, uma coprodução entre a companhia portuguesa Dançando com a Diferença e a coreógrafa espanhola La Ribot; Every Body Electric, da coreógrafa austríaca Doris Uhlich; Daimón, do artista colombiano Luis Garay e com performance da atleta argentina Maia Chigioni e Acto3 / Avasallar / Trilogía Antropofágica, da uruguaia Tamara Cubas.

Concebido e dirigido pela artista espanhola Paz Rojo, Eclipse: Mundo também integra a lista de estreias internacionais, ao lado de Normal, da companhia suíça Alias, dirigida pelo brasileiro Guilherme Botelho; e Monumentos em Ação, da argentina Lucía Nacht, que fará uma residência selecionando intérpretes locais para integrarem as apresentações.

Após a exposição William Forsythe: Objetos Coreográficos, realizada no Sesc Pompeia, em São Paulo, na qual onze obras ocuparam diferentes espaços da unidade, duas obras do artista desembarcam em Campinas. São elas Debut, São Paulo (2019), instalação recriada para a exposição na forma de um tapete de entrada com uma instrução, e Alignigung Nº 2 (2017), vídeo instalação inédito no Brasil que apresenta uma coreografia na qual os dançarinos Riley Watts e Rauf “RubberLegz” Yasit combinam seus corpos em uma constelação atada.

Entre os espetáculos nacionais, há a estreia de Eu Sou uma Fruta Gogoia, em Tendência Não Binária, uma remontagem da obra Eu Sou uma Fruta Gogoia em Três Tendências, da artista Thelma Bonavita, que se divide entre São Paulo e Berlim. Pela primeira vez em solo paulistano estão trabalhos como A Invenção da Maldade, do coreógrafo piauiense Marcelo Evelin, e Strip Tempo, dirigido pelo artista baiano Jorge Alencar.

Memória e liberdade

Com temas como a invisibilização de corpos marginalizados, a violência urbana, o diálogo com outras linguagens artísticas, como as artes visuais, entre outros, a Bienal Sesc de Dança apresenta espetáculos com temas urgentes e atuais. As criações também se arriscam a propor novas possibilidades de ocupar os espaços públicos e de enxergar o mundo e o outro por meio de experiências que rompem com a lógica embrutecedora vigente em grandes centros urbanos e convidam para outras formas de sentir, pensar e agir. A passagem do tempo, a memória, o futuro e a liberdade também têm espaço nas obras.

Prova disso é o espetáculo Bando: Dança que Ninguém quer Ver, da Cia. Giradança, que expõe situações que o grupo vive ou vivenciou em seus mais de dez anos de existência. Entre elas está a invisibilidade dos corpos de seus bailarinos tidos como diferentes daqueles geralmente vistos em obras de arte. Outro exemplo é A Boba, de Wagner Schwartz, que parte do quadro A Boba, de Anita Malfatti (1889-1964), para criar sua performance homônima. Em cena, Schwartz retira o quadro da parede. O peso da tela passa a influenciar no peso do corpo do artista e vice-versa.

Já a performance Trabalho Normal, de Claudia Müller e a instalação O Banho, de Marta Soares, lidam com a memória. Marta traz à cena a obra premiada pela Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA) em 2004 que ela revisita após 15 anos de criação e Claudia  partiu de projetos de artistas (Francis Alÿs, Marta Soares, Los Torreznos, Brígida Baltar e Tehching Hsieh), que discutem em algumas obras o paradoxo da inutilidade da arte, para criar sua performance.

Nomes atuantes na dança também marcam presença na programação com solos. É o caso, de Alejandro Ahmed com Z; Thiago Granato, que apresenta Trrr (com três indicações ao Prêmio APCA 2019 na categoria dança – espetáculo, coreografia e intérprete) e Vera Sala com Procedimento 2 para Lugar Nenhum.

Além dos espetáculos, há atividades reflexivas como ações formativas e pontos de encontros. A ideia é que público e artistas de diversas nacionalidades compartilhem experiências, pensamentos e vivências que possibilitem a expansão de questões estéticas e políticas pertinentes ao atual cenário da dança contemporânea. A programação contempla atrações para todas as idades, incluindo o público infantil.

Programação

Espetáculos Adultos

Crédito da foto: Sebastian Gabsh | Cena de Trrr

DANCING GRANDMOTHERS
Eun-Me Ahn (Coreia do Sul)

Dia 12, quinta-feira, às 20h | Dia 13, sexta-feira, às 21h30 | Galpão do Sesc Campinas | Duração: 90 minutos | Classificação etária: Livre | Ingressos: R$ 40,00; R$ 20,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 12,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Coreografia e direção artística: Eun-Me Ahn | Música: Young-Gyu Jang | Dançarinas: Chang Nang Ahn, Chunhee Kim, Donghun Go, Eun-Me Ahn, Jaeyun Lee, Jeeyeun Kim, Jihye Ha, Jum Re Jun, Junhwan Her, Hyekyoung Kim, Hyunwoo Nam, Kisook Ahn, Kyungja Kang, Mija Yoon, Nam Sook Kim, Seunghae Kim, Siko Setyanto, Suja Gong, Yeen Nim Kim e Yoo-Ok Jung | Produção/parceria: Doosan Art Center (DAC) e Eun-Me Ahn Company | Coprodução: Festival Paris Quartier d’Eté.

CANTO DOS MALDITOS
Marcos Abranches (São Paulo)

Dia 13, sexta-feira, às 20h | Dia 14, sábado, às 20h | Teatro do Sesc Campinas | Duração: 45 minutos | Classificação etária: 14 anos | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Direção geral, concepção e coreografia: Marcos Abranches | Orientação dramatúrgica: Sandro Borelli | Trilha sonora: Marcos Abranches | Direção de produção: Solange Borelli/Radar Cultural Gestão e Projetos.

FIM
Grupo Vão (São Paulo)

Dia 13, sexta-feira, às 20h30 | Dia 14, sábado, às 20h30 | Ginásio do Sesc Campinas | Duração: 50 minutos | Classificação etária: 16 anos | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Direção: *Grupo VÃO | Criação e dança: Carolina Minozzi, Isis Andreatta, Juliana Melhado, Julia Viana e Patrícia Árabe | Colaboração dramatúrgica: Ana Maria Krein | Composição sonora: Gustavo Lemos | Operação de som: Tom Monteiro | Iluminação: Laura Salerno |  Assistência de iluminação e operação de luz: Fernando Melo | Espaço e figurino: Renan Marcondes | Cenotecnia: Cauê Gouveia e Marcus Melo.
*Carolina Minozzi participou da codireção deste espetáculo

HAPPY ISLAND
La Ribot e Dançando com a Diferença (Suíça e Portugal)

Dia 14, sábado, às 20h30 | Dia 15, domingo, às 18h | Teatro Castro Mendes | Duração: 70 minutos | Classificação etária: 12 anos | Ingressos: R$ 40,00; R$ 20,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 12,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Direção e coreografia: La Ribot | Bailarinos: Bárbara Matos, Joana Caetano, Maria João Pereira, Sofia Marote e Pedro Alexandre Silva | Assistente de coreografia: Telmo Ferreira | Realização do filme: Raquel Freire | Colaboração artística: Josep-María Martín | Músicas: Francesco Tristano, Jeff Mills, Archie Shepp, Oliver Mental Grouve, Atom™ e Raw C + Pharmakustik.

STRIP TEMPO – STRIPTEASES CONTEMPORÂNEOS – VOLUMES 1 E 2
Jorge Alencar (Bahia)

Dia 14, sábado, às 21h30 (Volume 1) | Dia 15, domingo, às 20h30 (Volume 2) | Galpão do Sesc Campinas | Duração: 75 minutos | Classificação etária: 18 anos | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Direção: Jorge Alencar | Diretor assistente: Neto Machado | Identidade visual e direção de arte: TANTO – criações compartilhadas (Daniel Sabóia, Fábio Steque e Patricia Almeida) | Criação e performance: Douglas Gibran, Fábio Osório Monteiro, Isaura Tupiniquim, Jaqueline Elesbão, João Rafael Neto, Jorge Oliveira, Leonardo França, Lia Lordelo, Neto Machado e Rainha Loulou | Produção: Dimenti Produções Culturais.

TRRR
Thiago Granato (Alemanha e Brasil)

Dia 17, terça-feira, às 18h e 21h30 | Ginásio do Sesc Campinas | Duração: 55 minutos | Classificação etária: 18 anos | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Concepção, direção, coreografia e performance: Thiago Granato | Coreógrafos “convidados” (presenças ficcionais): Pedra e Onça | Assistência de direção: Sandro Amaral | Conselho artístico: Jefta van Dinther | Treinamento físico: Daniela Visco | Conselho de dramaturgia: Laura Samy | Voz em off: Chrysa Parkinson.


Denise Stutz (Rio de Janeiro)

Dia 17, terça-feira, às 20h | Dia 18, quarta-feira, às 20h | Teatro do Sesc Campinas | Duração: 50 minutos | Classificação etária: 14 anos | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Texto, interpretação e direção: Denise Stutz | Colaboração: Inez Viana | Iluminação e direção técnica: Daniel Uryon | Idealização: Denise Stutz.

DAIMÓN
Luís Garay (Colômbia e Argentina)

Dia 17, terça-feira, às 20h | Dia 18, quarta-feira, às 20h | CIS Guanabara – Armazém Sala Preta | Duração: 65 minutos | Classificação etária: 14 anos | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Concepção: Luis Garay | Performance e cocriação: Maia Chigioni | Desenho de luz: Sylvie Melis | Desenho de som: Guillermina Etkin | Desenho de espaço: Vanina Scolavino e Luis Garay.

DE CARNE E CONCRETO – UMA INSTALAÇÃO COREOGRÁFICA
Anti Status Quo Companhia de Dança (Distrito Federal)

Dia 18, quarta-feira, às 17h | Dia 19, quinta-feira, às 17h | Casa do Lago (Unicamp) | Duração: 140 minutos | Classificação etária: 18 anos | Ingressos: Grátis – Retirada de ingressos limitados no local em cada dia a partir das 15h.

Ficha técnica
Direção artística, dramaturgia e conceito: Luciana Lara | Pesquisa e concepção: Luciana Lara em colaboração com bailarinos e artistas convidados | Elenco: Camilla Nyarady, Déborah Alessandra, João Lima, Luciana Matias, Marcia Regina, Maria Ramalho, Raoni Carricondo e Robson Castro | Artistas convidados colaboradores: Marcelo Evelin, Gustavo Ciríaco e Denise Stutz | Produção: Marconi Valadares e Luciana Lara.

Z
Alejandro Ahmed (Santa Catarina)

Dia 18, quarta-feira, às 18h30 | Dia 19, quinta-feira, às 18h30 | CIS Guanabara – Armazém Sala Branca | Duração: 60 minutos | Classificação etária: Livre | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Criação, direção e performance: Alejandro Ahmed | Direção compartilhada e ensaios: Mariana Romagnani | Iluminação, direção de montagem e interlocução para som: Hedra Rockenbach | Produção e interlocução para figurino:Karin Serafin.

ACTO3 / AVASALLAR / TRILOGÍA ANTROPOFÁGICA
Tamara Cubas (Uruguai)

Dia 18, quarta-feira, às 20h30 | Dia 19, quinta-feira, às 20h30 | Teatro Castro Mendes | Duração: 90 minutos | Classificação etária: 18 anos | Ingressos: R$ 40,00; R$ 20,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 12,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Direção: Tamara Cubas | Elenco: Santiago Turenne, Alina Folini, Rodolfo Opazo, Vera Garat, Tamara Gomez, Joaquin Cruz, Javier Olivera, Bruno Brandolino e Ihasa Tinoco | Desenho de espaço, figurino e iluminação: Leticia Skricky | Produção: Perro Rabioso | Coprodução: Teatro Municipal São Luis (Lisboa), Julidans Festival (Amsterdam) e Campo Abierto | Obra Digerida: “Pororoca”, de Lia Rodrigues | Distribuição: Key Performance.

EVERY BODY ELETRIC
Doris Uhlich (Áustria)

Dia 18, quarta-feira, às 21h30 | Dia 19, quinta-feira, às 21h30 | Galpão do Sesc Campinas | Duração: 50 minutos | Classificação etária: 16 anos | Ingressos: R$ 40,00; R$ 20,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 12,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Coreografia: Doris Uhlich | Dramaturgia: Elisabeth Schack | Criação e performance: Erwin Aljukic, Yanel Barbeito, Adil Embaby, Sandra Mader, Karin Ofenbeck, Thomas Richter, Vera Rosner, Danijel Sesar e Katharina Zabransky | Iluminação: Gerald Pappenberger | Som: Boris Kopeinig | Figurinos e produção: Christine Sbaschnigg | Distribuição: Something Great.

SISMOS E VOLTS
Leandro de Souza (São Paulo)

Dia 19, quinta-feira, às 19h | Dia 20, sexta-feira, às 19h | Sala de Múltiplo Uso 2 do Sesc Campinas | Duração: 30 minutos | Classificação etária: 16 anos | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Dança: Leandro Souza | Som: Thiago Salas | Luz: Eduardo Albergaria | Produção: Leandro Souza | Coprodução: Plataforma Exercícios Compartilhados (4ª e 6ª edições) | Apoio: Centro de Referência da Dança da Cidade de São Paulo (CRDSP) e Instituto de Artes da Unicamp.

A INVENÇÃO DA MALDADE
Marcelo Evelin / Demolition Incorporada (Piauí)

Dia 19, quinta-feira, às 20h30 | Dia 20, sexta-feira, às 20h30 | Ginásio do Sesc Campinas | Duração: 70 minutos | Classificação etária: 18 anos | Ingressos: R$ 40,00; R$ 20,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 12,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Conceito e coreografia: Marcelo Evelin | Criação e performance: Bruno Moreno, Elliot Dehaspe, Maja Grzeczka, Márcio Nonato, Matteo Bifulco e Sho Takiguchi | Design de som e direção técnica: Sho Takiguchi | Dramaturgia: Carolina Mendonça | Direção de produção: Regina Veloso/Demolition Incorporada (BR) | Difusão: CAMPO Arte Contemporânea (BR) + Materiais Diversos (PT).

DEIXA ARDER
Marcela Levi e Lucía Russo (Argentina e Brasil)

Dia 20, sexta-feira, às 20h | Dia 21, sábado, às 20h | CIS Guanabara – Armazém Sala Preta | Duração: 40 minutos | Classificação etária: 14 anos | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Desenho de Luz: Catalina Fernández e Tábatta Martins | Desenho de som: toda a equipe | Figurino: Levi e Russo | Realização artística e produção: Improvável Produções

BANDO: DANÇA QUE NINGUÉM QUER VER
Giradança (Rio Grande do Norte)

Dia 20, sexta-feira, às 21h30 | Dia 21, sábado, às 21h30 | Espaço Arena do Sesc Campinas | Duração: 60 minutos | Classificação etária: 14 anos | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Concepção e direção coreográfica: Alexandre Américo | Bailarinos criadores: Alexandre Américo, Álvaro Dantas, Jânia Santos, Joselma Soares, Thaise Galvão, Marconi Araújo, Ana Carolina Vieira, Iego José e Wilson Macário | Residentes: Leandro Berton (SP), Edu O. (BA), Mathieu Duvignaud (FR) e Marcos Bragato (SP) | Trilha sonora: Toni Gregório | Criação cenográfica: Mathieu Duvignaud.

EU SOU UMA FRUTA GOGOIA, EM TENDÊNCIA NÃO BINÁRIA
Thelma Bonavita (Brasil e Alemanha)

Dia 21, sábado, às 18h30 | Dia 22, domingo, às 18h30 | CIS Guanabara – Armazém Sala Branca | Duração: 50 minutos | Classificação etária: 12 anos | Ingressos: R$ 40,00; R$ 20,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 12,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Partitura coreográfica, visualidade e orientação do processo: Thelma Bonavita | Material coreográfico e autobiográfico e performance: Pedro Galiza | Iluminação: Mirella Brandi | Produção: Dora Leão/PLATÔproduções.

PESO BRUTO
Jussara Belchior (Santa Catarina)

Dia 21, sábado, às 19h | Dia 22, domingo, às 19h | Sala de Múltiplo Uso 2 do Sesc Campinas | Duração: 35 minutos | Classificação etária: 16 anos | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Criação, produção e dança: Jussara Belchior | Interlocução: Soraya Portela | Dramaturgia: Anderson do Carmo | Trilha sonora: Dimitri Camorlinga | Figurino: Joana Kretzer Brandenburg | Iluminação e design gráfico: Marcos Klann.

A BOBA
Wagner Schwartz (Brasil e França)

Dia 21, sábado, às 20h | Dia 22, domingo, às 19h | Teatro do Sesc Campinas | Duração: 50 minutos | Classificação etária: 12 anos | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Concepção e performance: Wagner Schwartz | Colaboração dramatúrgica: Ana Teixeira e Elisabete Finger | Direção técnica e iluminação: Juliana Vieira | Produção: Gabi Gonçalves/ Corpo Rastreado | Coprodução: Corpo Rastreado/MITsp | Apoio: Casa Líquida | Apoio cultural: Instituto Anita Malfatti.

ÉGUA
Josefa Pereira e Patrícia Bergantin (São Paulo)

Dia 21, sábado, às 20h30 | Dia 22, domingo, às 19h30 | Ginásio do Sesc Campinas | Duração: 50 minutos | Classificação etária: 18 anos | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Concepção, direção e performance: Josefa Pereira e Patrícia Bergantin | Desenho e operação de luz: Aline Santini | Desenho sonoro: Luisa Puterman | Operação de som: André Teles.

NORMAL
Guilherme Botelho / Cia. Alias (Suíça)

Dia 21, sábado, às 20h30 | Dia 22, domingo, às 18h | Teatro Castro Mendes | Duração: 60 minutos | Classificação etária: Livre | Ingressos: R$ 40,00; R$ 20,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 12,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Coreografia: Guilherme Botelho | Iluminação: Jean-Philippe Roy | Trilha sonora original: Fernando Corona/Murcof | Bailarinos: Arnaud Bacharach, Eve Bouchelot, Erica Bravini, Gabriel Simoës, Louis Bourel e Veronica Garcia | Bailarina assistente: Victoria Hoyland | Produção: Cia Alias | Coprodução: Théâtre Forum Meyrin e Théâtre du Crochetan | Apoio: Corodis, Loterie Romande. A Cia Alias recebe um subsídio conjunto da cidade de Genebra, da comuna de Meyrin (cantão de Genebra), e da Pro Helvetia – Fundação Suíça para a promoção da cultura. Nesta produção, a companhia é apoiada pela Fondation Meyrinoise du Casino, Fondation Ernst Göhner e Fondation Sophie e Karl Binding.

ECLIPSE: MUNDO
Paz Rojo (Espanha)

Dia 21, sábado, às 21h30 | Dia 22, domingo, às 20h30 | Galpão do Sesc Campinas | Duração: 65 minutos | Classificação etária: 12 anos | Ingressos: R$ 40,00; R$ 20,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 12,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Concepção e direção: Paz Rojo | Intérpretes: Oihana Altube, Arantxa Martínez, Jaime Llopis, Paz Rojo e Ricardo Santana | Trilha Sonora: Fran MM Cabeza de Vaca | Iluminação: Carlos Marquerie | Figurino: Jorge Dutor | Assistência e técnica: David Benito | Produção: Mariana Novais – Ventania Cultural.

Espetáculo Infantil

Crédito da foto: Clarice Lima | Cena de Supernada EP01

SUPERNADA EP01
Clarice Lima (Ceará)

Dia 14, sábado, às 11h | Dia 15, domingo, às 11h | Praça Carlos Gomes | Duração: 30 minutos | Classificação etária: Livre | Ingressos: Grátis.

Ficha técnica
Direção, coreografia e criação: Clarice Lima | Assistente de direção: Aline Bonamin | Criação e dança: Aline Bonamin, Chico Lima, Ísis Andreatta, José Artur Campos, Manuela Aranguibel, Marcela Costa, Maurício Alves, Natália Mendonça, Patrícia Árabe e Rafaela Sahyoun | Contrarregra: Leandro Berton | Produção: Clarice Lima & gente fina elegante e sincera | Coprodução: Lote

Performances

Crédito da foto: Pedro Napolitano Prata | Cena de Boas Garotas

RIR – INTERVENÇÃO SEGUNDO MOVIMENTO
Key Zetta e Cia. (São Paulo)

Dia 13, sexta, às 11h | Dia 14, sábado, às 11h | Largo do Rosário | Duração: 45 minutos | Classificação etária: Livre | Ingressos: Grátis.

Ficha técnica
Concepção e direção: Key Sawao e Ricardo Iazzetta | Criação e dança: Beatriz Sano, Carolina Minozzi, Key Sawao, Maurício Flórez e Ricardo Iazzetta | Figurinos: Alex Cassimiro | Produção: Corpo Rastreado.

PROCEDIMENTO 2 PARA LUGAR NENHUM
Vera Sala (São Paulo)

Dia 13, sexta-feira, às 20h | Dia 14, sábado, às 20h | CIS Guanabara – Armazém Sala Preta | Duração: 50 minutos | Classificação etária: 12 anos | Ingressos: R$ 40,00; R$ 20,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 12,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Concepção e direção geral: Vera Sala | Arquitetura e luz: Hideki Matsuka | Estímulo à autopercepção do movimento: José Antonio Lima | Cenotecnia: Wanderley Wagner da Silva | Assistente de produção: Marcelo Leão | Direção de produção: Dora Leão – PLATÔproduções.

TUDO QUE PASSA E FICA
OEFEHÁ (São Paulo)

Dia 14, sábado, às 11h | Dia 15, domingo, às 11h | Centro de Convivência | Duração: 180 minutos (sábado) e 120 minutos (domingo) | Classificação etária: Livre | Ingressos: Grátis.

Ficha técnica
Performance: Oefehá | Produção: Camilla Torres.

BOAS GAROTAS
Clarissa Sacchelli (São Paulo)

Dia 14, sábado, às 19h | Dia 15, domingo, às 19h | Sala de Múltiplo Uso 2 do Sesc Campinas | Duração: 70 minutos | Classificação etária: 14 anos | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

Ficha técnica
De: Clarissa Sacchelli Em criação com: Carolina Callegaro, Luisa Puterman e Renan Marcondes | Coreografia e performance: Carolina Callegaro e Clarissa Sacchelli | Pensamento visual: Renan Marcondes | Trilha sonora: Luisa Puterman | Voz (trilha sonora): Hwa Young Lee Lucy e Han Ah Lum | Iluminação: Laura Salerno | Coordenação técnica: Marcus Garcia | Obra comissionada pela Associação Cultural Videobrasil para a 1ª  Temporada de Dança Videobrasil.

VIDA ENORME
Emmanuelle Huynh/ Plateforme Múa (França)

Dia 15, sábado, às 107h | CIS Guanabara – Gare | Duração: 60 minutos | Classificação etária: 14 anos | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

TRABALHO NORMAL
Claudia Müller (Rio de Janeiro)

De 15 a 19, domingo a quinta-feira, das 10h às 19h | Área de Convivência do Sesc Campinas | Duração: 8 horas por dia | Classificação etária: Livre | Ingressos: Grátis.

Ficha técnica
Concepção, criação e performance: Cláudia Müller | Colaborações: Clarissa Sacchelli e Renan Marcondes | Programação visual: Theo Dubeux | Produção executiva: Bebel de Barros | Produção: Cais Produção Cultural | Apoio:Adelina Instituto Cultural, Azala Espacio de Creación, Graner – Centro de Creación de Danza y Artes Vivas, Iberescena – Fundo de Ajuda para as Artes Cênicas Ibero-americanas.

DENTRO
Coletivo Qualquer (Brasil e Espanha)

Dia 16, segunda-feira, às 11h e 16h | Dia 17, terça-feira, às 11h e 16h | Dia 18, quarta-feira, às 11h e 16h | Estação Cultura | Duração: 60 minutos | Classificação etária: 12 anos | Ingressos: Grátis – Retirada de ingressos limitados no local com duas horas de antecedência.

Ficha técnica
Criação, coreografia e texto: Coletivo Qualquer (Luciana Chieregati e Ibon Salvador) | Performance: Aline Bonamin, Luciana Chieregati, Ibon Salvador e Tom Monteiro | Criação sonora: Tom Monteiro | Produção: Asociación Artístico Cultural Luciernaga.

ARRASTÃO
Cia. Etra de Dança (São Paulo)

Dia 17, terça-feira, às 16h | Dia 18, quarta-feira, às 16h | Largo do Rosário | Duração: 50 minutos | Classificação etária: 14 anos | Ingressos: Grátis.

Ficha técnica
Direção: Edvan Monteiro | Elenco: Angélica Evangelista, Ariadne Filipe, Bruno Henrique, Caio Rodrigues, David Soares, Diez, Felipe Faustino, Gabriel Rosário, Gisele Prudêncio, Lucas Onofre, Rodney Cardoso e Tamara Tanaka | Produção:Ariadne Filipe.

SUMO
Júlia Rocha (São Paulo)

Dia 17, terça-feira, às 19h | Dia 18, quarta-feira, às 19h | Sala de Múltiplo Uso 2 do Sesc Campinas | Duração: 40 minutos | Classificação etária: Livre | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Concepção e voz: Júlia Rocha | Colaboração e dança: Isabel Ramos Monteiro, Joana Ferraz e Teresa Moura Neves | Música: Gustavo Galo | Luz: Laura Salerno | Produção: Isabel Ramos Monteiro e Caio César.

ESCUTA!
Companhia Híbrida (Rio de Janeiro)

Dia 18, quarta-feira, às 14h | Dia 19, quinta-feira, às 14h | Terminal Rodoviário | Duração: 30 minutos | Classificação etária: Livre | Ingressos: Grátis.

Ficha técnica
Direção geral, concepção e coreografia: Renato Cruz | Assistente de direção e preparação corporal: Aline Teixeira | Direção de produção: Steffi Vigio | Intérpretes criadores: Daniel Oliveira, Duly Omega, Fábio Max, Jefte Francisco, Luciana Monnerat, Luidy Trindade e Mailson de Morais.

MONUMENTOS EM AÇÃO
Lucía Nacht (Argentina)

Dia 19, quinta-feira, às 11h | Dia 20, sexta-feira, às 11h | Praça Rui Barbosa | Duração: 60 minutos | Classificação etária: 14 anos | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Concepção e direção: Lucía Nacht | Produção: Carolina Goulart | Assistente de direção: Ana Borré | Intérpretes: Agustina Mass, Marina Serruya e intérpretes locais.

BOLA DE FOGO
Fábio Osório Monteiro (Bahia)

Dia 19, quinta-feira, às 17h | Dia 20, sexta-feira, às 17h | Estação Cultura | Duração: 45 minutos | Classificação etária: Livre | Ingressos: Grátis.

Ficha técnica
Criação, direção, texto e performance: Fábio Osório Monteiro | Codireção: Leonardo França | Colaboração: Jorge Alencar e Neto Machado | Intérprete de Libras: Cintia Santos | Produtor assistente: Gabriel Pedreira.

CANCIONEIRO TERMINAL
Grupo MEXA (São Paulo)

Dia 19, quinta-feira, às 19h30 | Dia 20, sexta-feira, às 19h30 | Museu da Cidade | Duração: 60 minutos | Classificação etária: 16 anos | Ingressos: Grátis – Retirada de ingressos limitados no local em cada dia a partir das 17h30.

Ficha técnica
Com: Alessandro Lins dos Anjos, Anita Silvia, Anne Dourado, Barbara Brito, Daniela Pinheiro, Dudu Quintanilha, Eterno Work in Progress, Fabíola Dummond, Giulianna Nonato, João Turchi, Kristen Oliveira, Luisa Cavanagh, Lu Mugayar, Maya Schneyder, Patrícia Borges, Suzy Muniz, Tatiane de Campobello, Vitória dos Santos de Assis e Yasmin Bispo.

VIOLENTO.
Preto Amparo, Alexandre de Sena, Grazi Medrado e Pablo Bernardo (Minas Gerais)

Dia 19, quinta-feira, às 20h | Dia 20, sexta-feira, às 20h | Teatro do Sesc Campinas | Duração: 50 minutos | Classificação etária: 16 anos | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Atuação: Preto Amparo | Direção: Alexandre de Sena | Dramaturgia: Alexandre de Sena e Preto Amparo | Produção: Grazi Medrado | Registro em foto e vídeo: Pablo Bernardo | Assessoria dramatúrgica: Aline Vila Real | Preparação corporal: Wallison Culu/Cia. Fusion de Danças Urbanas | Assessoria para trilha sonora: Barulhista.

QUEM SEGUE AS SETAS
Núcleo Tríade (São Paulo)

Dia 21, sábado, das 9h30 às 18h | Dia 22, domingo, das 9h30 às 18h | Área de Convivência do Sesc Campinas | Classificação etária: Livre | Ingressos: Grátis.

Ficha técnica
Concepção e Direção: Adriana Macul e Mariana Vaz | Criação: Adriana Macul, Julia Francisca, Mirella Marino e Mariana Vaz | Produção: Carolina Goulart.

ACORDO
Alice Ripoll / Cia. REC (Rio de Janeiro)

Dia 21, sábado, às 14h | Dia 22, domingo, às 14h | Estação Cultura | Duração: 30 minutos | Classificação etária: 14 anos | Ingressos: Grátis – Retirada de ingressos limitados no local em cada dia a partir das 12h.

Ficha técnica
Direção: Alice Ripoll | Criação e performance: Alan Ferreira, Leandro Coala, Rômulo Galvão e Tony Ewerton | Assistência: Anita Tandeta | Produção: Natasha Corbelino.

Instalações

Crédito da foto: Cris Lyra | Cena de O Peixe

ALIGNIGUNG Nº 2 E DEBUT, SÃO PAULO
William Forsythe (Estados Unidos e Alemanha)

De 12 a 22, de terça a sexta-feira, das 9h às 20h e sábado e domingo, das 9h30 às 18h | Galpão do Sesc Campinas | Classificação etária: Livre | Ingressos: Grátis.

Debut, São Paulo: William Forsythe. 1949, Nova York (EUA) – Frankfurt am Main (ALE). Cortesia do artista, 2019.

Alignigung Nº 2: William Forsythe. 1949, Nova York (EUA) – Frankfurt am Main (ALE). Cortesia do artista, 2017. Conceito coreográfico: William Forsythe e Rauf “Rubberlegz” Yasit | Realização coreográfica: Riley Watts e Rauf “RubberLegz” Yasit | Música: Op.1 (para 9 cordas), composta por Ryoji Ikeda©.

Ficha técnica
Direção estúdio William Forsythe: Julian Gabriel Richter | Direção geral Forsythe Produções: Alexandra Scott | Articulação internacional: Paula Macedo Weiss | Produção no Brasil: prod.art.br | Realização técnica: Julio Cesarini | Coordenação audiovisual: Rodrigo Gava | Direção de produção: Ricardo Muniz Fernandes e Ricardo Frayha.

AUTOPOIESE | Ricardo Alvarenga (Minas Gerais)

Dia 13, sexta-feira, às 20h | Dia 14, sábado, às 20h | Casa de Vidro | Duração: 180 minutos | Classificação etária: 16 anos | Ingressos: Grátis – Retirada de ingressos limitados no local em cada dia a partir das 18h.

Ficha técnica
Concepção e performance: Ricardo Alvarenga | Fotografias: Peruzzo | Produção: Vanessa Garcia.

O BANHO
Marta Soares (São Paulo)

Dia 14, sábado, às 18h30| Dia 15, domingo, às 18h30 | CIS Guanabara – Armazém Sala Branca | Duração: 50 minutos | Classificação etária: 18 anos | Ingressos: R$ 30,00; R$ 15,00 (estudante com carteirinha e aposentado) e R$ 9,00 (credencial plena).

Ficha técnica
Concepção, direção e performance: Marta Soares | Desenho de som: Lívio Tragtenberg | Desenho de luz: Wagner Pinto | Câmeras: Hélio Ishii, Marta Soares e Nelson Enohata | Edição e finalização do vídeo: Leandro Lima | Coordenação técnica: Cristiano Pedott | Produção: Beto de Faria, Cais Produção Cultural e José Renato de Fonseca Almeida.

O PEIXE
Érica Tessarolo (São Paulo)

Dia 17, terça-feira, às 17h | Dia 18, quarta-feira, às 17h | Casa de Vidro | Duração: 120 minutos | Classificação etária: Livre | Ingressos: Grátis – Retirada de ingressos limitados no local em cada dia a partir das 15h.

Ficha técnica
Concepção e performance: Érica Tessarolo | Paisagem sonora: Daniel Dias | Gravação e masterização de áudio: Nelson Pinton | Iluminação: Lui Seixas e Renan Marcondes | Figurino e design gráfico: Renan Marcondes | Provocação da pesquisa: Carolina Callegaro | Produção: Daniel Dias.

Serviço

Bienal SESC de Dança
De 12 a 22 de setembro de 2019
Sesc Campinas
Rua Dom José I, 270/333 – Bonfim, Campinas -SP
Informações: (19) 3737-1500) e outros espaços da cidade.
Programação completa no site sescsp.org.br/bienaldedanca.

Locais das apresentações

Sesc Campinas
Rua Dom José I, 270/333 – Bonfim. Telefone (19) 3737-1500.

Teatro Municipal José de Castro Mendes
Rua Conselheiro Gomide, 62 – Vila Industrial. Telefone (19) 3272-9359.

Estação Cultura
Praça Marechal Floriano Peixoto, s/n° – Centro (entrada de público). Rua Francisco Teodoro, 1.050 Vila Industrial (estacionamento). Telefone (19) 3705-8000.

Unicamp – Casa do Lago
Cidade Universitária Zeferino Vaz, s/n° – Barão Geraldo. Telefone (19) 3521-7000.

Terminal Rodoviário de Campinas Ramos de Azevedo
Rua Dr. Pereira Lima, 60-140 – Vila Industrial. Telefone (19) 3731-2930.

CIS Guanabara
Armazém/ Gare – Rua Mário Siqueira, 829 – Botafogo. Telefone (19) 3233-7801.

Centro de Convivência
Praça Imprensa Fluminense, s/n° – Cambuí.

Praça Rui Barbosa
Rua 13 de maio, s/nº – Centro. Atrás da Catedral Metropolitana de Campinas.

Largo do Rosário
Largo do Rosário, s/n° – Centro.

Praça Carlos Gomes
Avenida Irmã Serafina, s/n° – Centro.

Museu da Cidade
Avenida Andrade Neves, 33 – Centro. Telefone (19) 3231-3387.

Casa de Vidro
Avenida Dr. Heitor Penteado, 2.145 – Lago do Café. Telefone (19) 3231-3387.

Deixe uma resposta