Claudia Palma e Armando Aurich retomam parceria com Platô

iN SAiO Plato_foto Claudio Higa 12 pb

Corpos que se reencontram no tempo e no espaço. Trajetos que se acompanham por muito tempo, desviam e voltam a se tocar. Pensar as diferenças enquanto caminhos traçados. É no cruzamento da textura destes diversos discursos que delicadezas e memórias criam o desejo de outras perspectivas. Não se parte mais de onde parou. É preciso haver inversões, reversões, um outro tempo.

“É no cume da montanha que o percurso começa.” (Michel Serres)

Os bailarinos Claudia Palma e Armando Aurich, voltam a criar juntos depois de um hiato de quatro anos de separação artística em trajetórias distintas e apresentam “Platô”, projeto contemplado pelo ProAC – Programa de Ação Cultural – Governo do Estado de São Paulo – Secretaria de Cultura.

O ponto de partida para Platô é exatamente a possibilidade de estudo e criação corporal  proporcionada por esse reencontro, não de modo autobiográfico, mas como metáfora de trajetos que se transformam e propõem mutações. Tendo como forte referência o livro “Variações sobre o corpo”, do filósofo Michel Serres, que exibe logo em seu prólogo uma dedicatória a guias de montanhismo – seres obstinados e corajosos -, a pesquisa apoia-se em experiências corporais que acessam reflexões e propostas de ação, sem deixar de levar em conta que sentidos, sentimentos e imagens corporais integram e delimitam o mundo da vida.

Passando pelas companhias Cisne Negro, República da Dança e Balé da Cidade de São Paulo – Cia. 1 e Cia. 2 -, Claudia Palma e Armando Aurich tiveram aproximadamente 20 anos de cena, com muitas criações em conjunto, parceria interrompida apenas com a extinção da Cia 2. do Balé da Cidade. “Armando seguiu em direção a Vitória (ES), sua terra natal, onde passou a atuar como coordenador, professor e coreógrafo, e eu dei continuidade à direção da iN SAiO Cia. de Arte, em São Paulo, caminho pelo qual prossegui como criadora”, conta Claudia Palma. Com o retorno de Armando para São Paulo, ambos trouxeram o desejo do encontro para o resgate dessa parceria, porém, não para retomar trabalhos vivenciados no passado, mas com a vontade de deixar emergir novas possibilidades de experimentações e fruição.

Partem do pressuposto que dois pólos de ação podem ser complementares ou interdependentes entre si e percebem que estes caminhos que trilharam desenhos diferentes, depois de tanto tempo juntos, podem se reencontrar de forma resignificada. Ou seja, o ciclo não se repete tal qual já foi um dia, mas significa um outro estágio, uma mudança de Platô. “Se, conforme o princípio socrático, a dúvida é o que fortalece a verdade, este caminho possibilita um reconhecimento permeado por novas perspectivas, permitindo a configuração de uma terceira imagem: nem um nem outro; um novo”, expressa Claudia Palma.

Durante o processo de “Platô”, Claudia Palma e Armando Aurich contaram com Mariana Muniz e Rodrigo Vilalba como provocadores cênico e filosófico, respectivamente. A trilha sonora original e interpretada ao vivo é de Celso Nascimento; André Boll e Silviane Ticher respondem pela iluminação; e Lia Damasceno assina o figurino.

O espetáculo cumpre temporada de estreia na Sala Paissandu da Galeria Olido, de 24 a 27 de julho, segue para Guarulhos (Teatro Adamastor Centro), no dia 2/8, faz apresentações únicas em três CEUs (Centros Educacionais Unificados) da cidade – Alvarenga (dia 9/8); Aricanduva (16/8) e Quinta do Sol (17/8) e encerra esse ciclo em Mogi das Cruzes (30/8),  no Galpão Arthur Netto de Cultura e Cidadania.

TRAJETÓRIA SINGULAR

Em 1987, surgia uma parceria entre dois jovens promissores da dança paulistana: Claudia Palma e Armando Aurich.  Conheceram-se na Cisne Negro Cia. de Dança, lugar que proporcionou traçarem um inicio significativo para suas carreiras. Como dupla, conquistaram relevantes críticas e projeção para um futuro emblemático que faria de suas carreiras uma promissora trajetória. Juntos passaram por coreógrafos importantes no cenário da dança, que deixaram muitas informações registradas em seus corpos e os ajudaram a traçar o caminho onde se encontram hoje. Foram aproximadamente 20 anos de cena ininterruptas, passando pelas companhias Cisne Negro, República da Dança e Balé da Cidade de São Paulo – Cia. 1 e Cia. 2, tempo no qual surgiram muitas criações em conjunto.

Com a extinção da Cia 2. do Balé da Cidade, começaram a percorrer caminhos distintos.  Armando seguiu em direção à sua terra natal (Vitória/ES), onde passou a atuar como coordenador técnico, professor e coreógrafo, e Claudia deu continuidade à direção da iN SAiO Cia. de Arte, em São Paulo. Hoje, após quatro anos de separação artística e retorno de Armando para São Paulo, perceberam que muitas coisas mudaram nesse caminho, mas permanece o desejo da união, de compartilhar pensamentos sobre dança contemporânea, que é o que de fato os movimenta, de modo que novas paisagens possam surgir.

FICHA TÉCNICA

Direção e concepção: Claudia Palma
Intérpretes criadores: Armando Aurich e Claudia Palma
Trilha sonora original e ao vivo: Celso Nascimento
Figurino: Lia Damasceno
Iluminação: André Boll e Silviane Ticher
Provocação cênica: Mariana Muniz
Provocação filosófica: Rodrigo Vilalba
Audiovisual (processo): Tezvo
Fotografias: Claudio Higa
Designer gráfico: Tezvo
Produção: Dionísio Produção Cultural (Cristiane Klein)
Assistência de produção: Cristina Ávila
www.insaiociaarte.blogspot.com
www.facebook.com/insaio
www.youtube.com/insaiociadearte
Assessoria de imprensa: Elaine Calux

TEASER


SERVIÇO

Platô
iN SAiO Cia. de Arte

Dias 24 a 27 de julho de 2014
Quinta a sábado, 20h; domingo, 19h
Galeria Olido – Sala Paissandu
Av. São João, 473 – 2º andar – República – São Paulo/SP
Informações: (11) 3397.0170
Capacidade: 146 lugares.
Duração: 60 min. aproximadamente.
Classificação: Livre.
Entrada grátis.

Dia 02 de agosto de 2014
Sábado, 20h
Teatro Adamastor Centro
Avenida Monteiro Lobato, 734 – Macedo – Guarulhos/SP
Duração: 60 min. aproximadamente.
Classificação: livre
Entrada grátis.

Dia 09 de agosto de 2014
Sábado, 17h
CEU Alvarenga
Estrada do Alvarenga, 3752 – Balneário São Francisco – Zona Sul – São Paulo/SP
Informações: (11) 5672-2543 ou (11) 5672-2514)
Duração: 60 min. aproximadamente
Classificação: livre
Entrada grátis.

Dia 16 de agosto de 2014
Sábado, 17h
CEU Aricanduva – Profa. Irene Galvão de Souza
Rua Olga Fadel Abarca, s/n – Jardim Santa Terezinha – Zona Leste – São Paulo/SP
Informações: (11) 2723-7549 ou (11) 2723-7557
Duração: 60 min. aproximadamente
Classificação: livre
Entrada grátis.

Dia 17 de agosto de 2014
Domingo, 17h
CEU Quinta do Sol
Av. Luiz Imparato, 564 – Parque Císper – Zona Leste – São Paulo/SP
Informações: (11) 3396 3430
Duração: 60 min. aproximadamente
Classificação: livre
Entrada grátis.

Dia 30 de agosto de 2014
Sábado, 21h
Galpão Arthur Netto de Cultura e Cidadania
Av. Fausta Duarte de Araújo, 23 – Jardim Santista – Mogi das Cruzes/SP
Duração: 60 min. aproximadamente
Classificação: livre
Entrada grátis.