Cia Diversidança faz nova temporada de Por que Danço? Manifesto Poético

Cia Diversidança_Por que Danço Manifesto Poético_Vinicius Borges_M
Foto: Vinicius Borges

Relatos poéticos, políticos, sociais e biográficos são a base da obra “Por que danço? Manifesto Poético” da Cia. Diversidança. As apresentações acontecem dia 18 de março, na Biblioteca Paulo Duarte, dia 20 de março, no Parque Raul Seixas e 27 de abril, no Biblioteca Affonso Taunay.

Com o intuito de manifestar a importância que a dança exerce no cotidiano dos artistas e espectadores, o enredo foi construído por diversos depoimentos, que são entrelaçados com a trilha sonora e a coreografia. “Esses relatos contribuem para nossa reflexão, nos alimenta e inspira enquanto estamos em cena. São intérpretes de diferentes gerações, lugares e linguagens”, revela Rodrigo Cândido, diretor da Cia.

O espetáculo, que estreou em maio de 2015 na Mostra de Artes Cênicas – Estéticas das Periferias, é parte do projeto “Ensaios Cartográficos” da Cia Diversidança, que visa ocupar espaços da cidade com apresentações de dança ao mesmo tempo em que proporciona reflexões. Trata-se de uma meditação dos bailarinos sobre seu próprio ofício a partir da pergunta “Por que você dança?”.

O diretor conta que a ideia surgiu da vontade de explorar as possibilidades de produzir dança em espaços públicos e difundi-la pela cidade. O projeto ainda problematiza o desenvolvimento dessa arte, suas conquistas e perdas, os direitos trabalhistas para a classe, a aquisição de recursos, as fronteiras entre territórios e as diferentes linguagens.

“Estar na rua dançando é um ato político. É a forma que encontramos de mostrar para a sociedade que há dança e que ela pode ser potência política e reflexiva”, pondera Rodrigo. “O público pode esperar, além de uma experiência estética, uma vivência simbólica, na qual transeuntes e apreciadores também podem ser artistas”, finaliza.

Fonte: Prefeitura de SP | Texto por: Fernanda Matricardi

SERVIÇO

Por que Danço? Manifesto Poético
Cia Diversidança
Temporada: Dias 18 e 20 de março, e 27 de abril de 2016
Ingressos: Grátis

18/03, sexta, às 15h
Local: Biblioteca Paulo Duarte
R. Arsênio Tavolieri, 45 – Jabaquara – São Paulo/SP – CEP: 04321-030

20/03, domingo, às 16h
Local: Parque Raul Seixas
R. Murmúrios da Tarde, 211 – Conj. Res. Jose Bonifacio – São Paulo/SP

27/04, quarta, às 15h
Local: Biblioteca Affonso Taunay
R. Bresser, s/nº – Belenzinho – São Paulo/SP

Deixe uma resposta