Cia Diversidança apresenta na Mostra de Artes Cênicas Estéticas das Periferias 2018

Tempo, espaço e linguagem se entrelaçam através da Mostra de Artes Cênicas Estéticas das Periferias 2018. A programação iniciou em Março de 2018 e vem atravessando os meses, trazendo uma série de apresentações de teatro, dança e circo, todas gratuitas, promovendo uma experiência que potencializa a troca entre quem faz e quem vê, abrindo espaço para os grupos de arte mostrarem o que estão produzindo, os temas discutidos e toda a diversidade estética explorada por eles. É em busca desta experiência extra cotidiana, praticada por estes grupos, que a programação da Mostra foi pensada e construída.

A Mostra apresenta produções de grupos de artes cênicas das periferias que nos desafiam a pensar formas de como pôr em prática a cidadania no Brasil, através de temas como o racismo, o machismo e a homofobia, sempre entrelaçados historicamente no processo de exclusão social.

Todos os grupos têm uma longa caminhada na construção de sua arte e estão na luta para realizar suas produções, com anos de atuação e sendo também referência em suas localidades e territórios. Esse compromisso é, de certa maneira, uma marca da linguagem das estéticas das periferias, em que promover arte e cultura para aqueles que estão à margem da participação no sistema social em que estamos inseridos não é uma escolha, é uma necessidade. Essa é a explicação de Gil Marçal, curador da mostra, que comemora a consolidação do evento como um espaço de experimentação, visibilidade e aprofundamento estético das produções cênicas realizadas pelos grupos de teatro, dança e circo das periferias. Marçal salienta que ao mesmo tempo que as apresentações exploraram diversos métodos e temáticas, a aproximação com o público, o desejo de encontro com as pessoas e a facilidade de acesso são características em comum de todos os participantes da mostra.

A programação de Maio tem como foca a linguagem da dança e a Cia Diversidança apresenta Manifesto para outros Manifestos – Resistir dançando por alguns cantos… que teve estreia em Outubro de 2017, circulando por diversos locais da cidade de São Paulo. Rodrigo Cândido, afirma que o trabalho só foi realizado graças ao apoio da 21ª Edição do Programa de Fomento à Dança, na qual a Cia foi contemplada, que possibilitou o aprofundamento da pesquisa para espaços urbanos que a Cia vinha experimentando desde 2015. O espetáculo será apresentado no dia 30 de Maio às 20h.

O Manifesto para outros Manifestos – Resistir dançando por alguns cantos… é um convite para celebração e reflexão sobre a dança. A intervenção é norteada por diversas perguntas, dentre elas: Por que você dança? Quais as conquistas, lutas e perdas da dança? O que temos contribuído pra dança na cidade? A dança pode mudar o seu mundo? Qual é o papel do artista da dança na sociedade? E sua proposta não perfaz somente pela sua relação com o espaço urbano/território, mas também, como a vivência estabelecida possa trazer experiência não apenas estética, mas também simbólica para aqueles que transitam pela cidade.

Além disso, o Manifesto para outros Manifestos – Resistir dançando por alguns cantos… reuniu depoimentos de diversos artistas que expressaram em contexto poético-político-social, convidados para relatarem partes de suas histórias, entrelaçadas com os dos próprios interpretes da Cia Diversidança, seus relatos servem como ponto de instigação para que os transeuntes/espectadores possam compartilhar seus modos de ser, sentir e pensar a dança.

Ficha Técnica

Direção Geral e Artística: Rodrigo Cândido
Assistência Artística/Ensaiadora da criação da intervenção: Daniele Santos
Preparação Corporal: Rodrigo Cândido
Produção: Simone Gonçalves e Rodrigo Cândido
Preparação Corporal para criação da intervenção/Convidados: Bergson Queiróz, Érika Moura e Luciana Bortoletto
Interpretes-Criadores: Alessandro Saldanha, Cintia Rocha, Felipe Santana, Iliandra Peluso, Márcio Vitorino, Rodrigo Cândido, Rosângela Alves e Vinicius Borges
Elenco/Interpretes-Pesquisadores: Alessandro Saldanha, Bárbara Santos, Felipe Santana, Rivaldo Ferreira e Rodrigo Cândido.
Trilha Sonora: Vitor Gonçalves
Operador de Som: Alessandro Mesquita
Figurino e Customização: A Cia
Fotografia: Gabriel Gomes
Assistente de Fotografia: Mariana Rodrigues
Captação e Edição de Vídeo: Leandro Caproni (Sem Cortes Filmes)
Arte de Divulgação: Rodrigo Cândido e Willian Santana
Depoimentos: Ana Bottosso, Andrea Soares, Andrey Alves, Cléia Varges, Cleber Vieira, Daniele Santos, Danilo Nonato, Felippe Peneluc, Lucimeire Monteiro, Ivan Bernardelli, Pedro Costa, Priscila Maria Magalhães, Nany Oliveira, Natália Siufi, Rivaldo Ferreira, Roni Diniz, Sandro Borelli, Silvana de Jesus Santos, Valeria Ribeiro, Vaneri Oliveira e Vinicius Francês

Crédito da foto: Stefany Famulak | Cena de Manifesto para outros Manifestos – Resistir dançando por alguns cantos… – Cia. Diversidança

Serviço

Mostra de Artes Cênicas Estéticas das Periferias 2018
Local: Ação Educativa
Rua General Jardim, 660 Vila Buarque – São Paulo/SP
Ingresso: Grátis
Informações: (11) 3151-2333 | acaoeducativa@acaoeducativa.org
Classificação: Livre
Duração: 70 minutos aproximadamente

Programação

30 de maio
Cia. Diversidança – “Manifesto para outros Manifestos – Resistir dançando por alguns cantos…”

21 de junho
Brava Companhia – “O show do Pimpão”

28 de junho
Cia. Humbalada – “Bixa Monstra Presidenta”

19 de julho
Trupe Lona Preta – “O Circo Fubanguinho”

26 de julho
Dolores Boca Aberta – “Rolezinho”

Deixe uma resposta