Cia de Dança Siameses estreia Rubedo, com duas únicas apresentações, no Sesc Consolação

siameses_rubedo_foto_celso_doni1_m
Foto: Celso Doni

Nos dias 23 e 24 de setembro, sexta e sábado, às 21h, o Sesc Consolação recebe a estreia de Rubedo, a mais nova criação coreográfica da Companhia de Dança Siameses, sob a direção de Maurício de Oliveira.

O espetáculo encerra a trilogia alquímica da transformação da matéria em forma de dança, inspirada na pesquisa dos escritos de James Hillman (1926-2011), o criador da psicologia arquetípica, que a companhia iniciou em 2012, com o espetáculo Nigredo, seguido por Albedo, em 2014.

Rubedo representa a conciliação do corpo com a redescoberta do seu espaço interior. Trata-se de um despertar: da escuridão gélida do esquecimento à brancura fria da revelação. Agora o corpo descobre-se vazio diante da intensidade daquilo que o cerca. O corpo mergulha nessa jornada, despindo-se pouco a pouco de todas as dúvidas. Olhar a sombra, comungar com ela, tomá-la pelos braços. Aquecê-la a ponto de fundi-la ao corpo como extensão preciosa no reconhecimento da arte de fabricação de sonhos.

“Rubedo é o momento do encontro da pedra filosofal, o corpo assumindo a sua alma e entendendo a sua função e sua existência. É o ponto de arremate da trilogia, mas também o indicativo para um novo percurso, a instauração de um novo corpo criativo, de um outro jeito, com outra linguagem e outro vocabulário”, afirma Maurício de Oliveira.

Sobre a Companhia de Dança Siameses

Criada em 2005 na cidade de São Paulo, a Companhia de Dança Siameses procura uma linguagem ímpar com o objetivo o entendimento do aparato físico e mental do artista, de forma a provocar no espectador uma reverberação imediata, fazendo-o repensar a sua própria estrutura, bem como a interação e a ressonância de seus atos no meio em que vive.

Com direção do bailarino, coreógrafo e artista plástico, Maurício de Oliveira a companhia baseia-se em fundir informações provenientes do estudo da Hatha Yoga (Iyengar), do balé clássico e de outras técnicas corporais que favoreçam a apreensão dos mecanismos de funcionamento da estrutura de integração corpo e mente. O desenvolvimento do hábito do pensar filosófico fez com que a reflexão fosse parte integrante e fundamental dos processos criativos.

Entre seus trabalhos da estão “Jardim Noturno” (2005), “Olhar Oblíquo” (2006), “Objeto Gritante” (2011), além da trilogia Alquímica Nigredo (2012) – vencedor do prêmio Bravo de melhor espetáculo do ano de 2012, Albedo (2014) e Rubedo (estreia em 23/9/2016).

FICHA TÉCNICA

Concepção e Direção: Maurício de Oliveira
Dramaturgia: Maurício de Oliveira e Bergson Queiroz
Coreografia: Maurício de Oliveira e Elenco
Intérpretes/ Criadores: Ivan Bernardelli, Liliane de Grammont, Rodrigo Rivera e Vinícius Francês
Intérprete Aprendiz: Graziele Perdiz
Pesquisador convidado: Clayton Santos Guimarães
Pesquisa Sonora: Maurício de Oliveira
Criação de Trilha: Arthur Decloedt
Edição e Mixagem: Vinicius Francês
Projeto de Luz e Operação: Aline Santini
Assistente de Iluminação: Ronei Novais
Figurino: Adriana Hitomi
Kimonos: Pedro Ivo Costa
Vídeo mapping: Cibele Appes e Eduardo Alves – Fuzuê Filmes
Criação de Objetos manipuláveis: André Mello e Duda Paiva
Criação de Adereços: André Mello
Fotografia: Celso Doni
Projeto Gráfico, Produção e Revisão de texto: Clayton Santos Guimarães
Produção: Radar Cultural Gestão e Projetos – Solange Borelli
Equipe de Produção: Marcela Horta e Pedro Borelli
Este espetáculo integra as atividades que compõem o projeto contemplado pelo 18º Edital de Fomento à Dança na Cidade de São Paulo

SERVIÇO

Rubedo
Cia de Dança Siameses
Dias 23 e 24 de setembro
Sexta e sábado, às 21h
Local: SESC Consolação – Teatro Anchieta
Rua Doutor Vila Nova, 245 – São Paulo/SP
Ingresso: R$ 20,00, R$ 10,00 e R$ 6,00
Informações: (11) 3234-3000
Duração: 50 minutos
Capacidade: 280 lugares
Classificação: Não recomendado para menores de 16 anos