Cia Corpocena circula pela cidade de São Paulo com o espetáculo #poéticasderesistência

O espetáculo #poéticasderesistência é um desdobramento do projeto Sobre Mulheres e Pássaros (2015-2016), que discute questões acerca do corpo feminino; da violência contra a mulher desde sempre naturalizada e da necessidade de se preservar o universo simbólico, como estratégia poética-política de resistência. A questão da opressão é uma resistência cotidiana para as mulheres, mas se desdobra na sociedade como um todo, principalmente por meio do consumo e das imagens criadas por uma política midiática perversa.

O espetáculo é um manifesto/denuncia do Brasil atual e se propõe a discutir várias formas de violências e opressões do corpo, desde aquelas em que um indivíduo exerce uma violência física combativa sobre o corpo do outro até as mais sutis e perversas, que são as violações simbólicas, as que operam na captura dos desejos e na manipulação da subjetividade até que não precisemos mais ser oprimidos pelo outro porque já introjetamos o opressor.

O projeto #poéticasderesistência Em Circulação, contemplado pela 23ª edição do Fomento à Dança, propõe 20 apresentações divididas entre as 4 regiões da cidade de São Paulo, (Norte, Sul, Leste e Oeste) e tem por desejo descentralizar e gerar acessibilidade à dança experimental em locais distantes do centro, em espaços não consolidados como sendo “espaços de/para a dança”, além de criar uma rede de discussão acerca da violência e da opressão sofrida pelos corpos e das possibilidades de resistência por meio do fortalecimento do universo simbólico. Sabemos que os espaços e contextos modificam as formas de violência e, portanto as possibilidades de resistência. O projeto prevê ainda a realização de três oficinas ministradas pela Cia e uma mesa de debate com o tema “dramaturgia e poéticas de resistência em dança”.

Sinopse

#poéticasderesistência é sobre a necessidade de se criar estratégias poético-políticas de resistência à manipulação de imagens e discursos; às relações de consumo que se apoderaram da vida; à padronização das ações e o empobrecimento dos universos simbólicos que geram metáforas cada vez mais superficiais e que reforçam os estereótipos nas relações sociais.

A Cia Corpocena

Fundada em 2007, pesquisa e cria dança, explorando seus limites com o teatro e a performance. A dramaturgia move a criação de forma interdisciplinar, colocando em diálogo textos de naturezas diversas na composição coreográfica.

Mais em: https://ciacorpocena.wixsite.com/ciacorpocena

Ficha técnica

Concepção, criação e performance: Cristiane Santos e Valquiria Vieira
Direção e dramaturgia: Valquiria Vieira
Trilha Sonora: Claudio Borici Junior
Figurinos: Patrícia Santos
Desenho de luz: Décio Filho

Crédito da foto: Letícia Pinto

Serviço

Cia Corpocena
#poéticasderesistência
Dia 11 de maio de 2018
Sexta, às 21h
Local: Teatro Municipal de Santana Alfredo Mesquita
Avenida Santos Dumont, 1770 – Santana – São Paulo/SP
Ingresso: Grátis
Duração: 55 minutos
Classificação: a partir de 14 anos
Estacionamento Gratuitos

Deixe uma resposta