Cia Artesãos do Corpo faz duas últimas apresentações de ‘Estranhos seres nebulosos e ilusórios’

A Cia Artesãos do Corpo faz, nesta sexta-feira (2/6), às 11h e às 18h, as duas últimas apresentações de “Estranhos seres nebulosos e ilusórios”, no vão livre da Praça das Artes, espaço que acolheu e serviu de residência artística ao núcleo durante o processo investigativo da criação. Grátis.

Livremente inspirado na série de fotografias “Escultura do Inconsciente”, do fotógrafo japonês Tatewaki Nio, “Estranhos seres nebulosos e ilusórios” interroga comportamentos, formas de habitar e co-existir nas cidades contemporâneas. Perda e permanência ocupam o mesmo tempo-espaço criando um ambiente de constante conflito, negociação e movimento e colocando em cheque conceitos de pertencimento, preservação e vizinhança.

Os sete intérpretes – Ederson Lopes, Fany Froberville, Gisele Ross, Leandro Antonio, Maira Yuri, Rodrigo Caffer e Mirtes Calheiros – buscam um corpo cênico que dialogue com as idéias de demolição, implosão, desconstrução, ocupação, despejo e deslocamento, em uma paisagem impermanente feita de memórias, sombras, vestígios e ausências. “A proposta é fazer refletir sobre questões relacionadas com a crise que enfrentamos nas grandes cidades, onde o poder individual (e financeiro) prevalece sobre o interesse coletivo, demolindo lembranças e impedindo a construção de cartografias afetivas e a criação de vínculos entre a história, os cidadãos e o espaço urbano”, expressa Mirtes Calheiros, que dirige o espetáculo e a companhia.

Parte do projeto ‘Tempo Suspenso’, contemplado pelo 18a edição do Programa Municipal de Fomento à Dança para Cidade de São Paulo, o trabalho conta com Carlos Gaucho na Luz, a sonoplastia de Marcelo Catelan, colaboração dos artistas e pesquisadores Diogo Soares, Julia Maykot, Ronaldo Zaphas e Dawn Fleming, orientação de Michiko Okano e consultoria artística de Tatewaki Nio.

Cia. Artesãos do Corpo

Criada em 1999, pela bailarina e socióloga Mirtes Calheiros, a companhia é formada por bailarinos, performers, atores e pesquisadores de artes cênicas, em criações pensadas para provocar a sensibilidade e a consciência para temas de interesse no mundo contemporâneo. Utilizando o palco e locais não convencionais como espaços de atuação, a companhia investiga a diluição das fronteiras entre dança-teatro-performance e os processos de influência, alteração e diálogo entre o corpo e a cidade. Atualmente, o núcleo dedica-se à pesquisa de estados físicos e meditativos que estimulem o intérprete à criação cênico-coreográfica, a partir de situações de presença e sua posterior ressignificação para a cena, com diferentes abordagens de treinamento, especialmente de percepção corporal oriental (aikido, yoga, tai chi, chi kung, sei-tai-ho).

SERVIÇO

Estranhos seres nebulosos e ilusórios
Cia Artesãos do Corpo – Direção: Mirtes Calheiros
Dia 02 de junho de 2017
Sexta, às 11h e 18h
Local: Praça das Artes – vão livre
Av. São João, 281 – térreo – São Paulo/SP
(metrô Anhangabaú / República / São Bento)
Ingresso: Grátis
Duração: 50 minutos
Classificação: livre