Centro de Referência da Dança leva JAM e dois espetáculos à Cartografia do Possível

Primeira edição de uma série, que teve início semana passada com “LadiEX”, de Cristiane Paoli Quito e “Um Solo’Intervalo”, de Letícia Sekito, “Cartografia do Possível” se pretende permeável às possibilidades dos artistas e grupos independentes, interessados em participar do projeto “Novo Circuito de afetos”, contemplado em edital público no final de agosto, para dar sequência à proposta de gestão compartilhada do Centro de Referência da Dança – CRDSP –, com a Secretaria Municipal de Cultura, agora sob responsabilidade da Associação Corpo Rastreado.

Três ações ocupam o Centro de Referência da Dança de São Paulo esta semana, dentro da programação “Cartografia do Possível”, um espaço que acolhe propostas dos próprios artistas da dança, com o pensamento de potencializar suas contribuições e colaborar com o desenvolvimento e a difusão da produção artística, abrangendo as mais diversas fronteiras da cidade.

Na quinta-feira, 26/10, às 16h, Chico Lima, integrante da Cia. de Teatro Acidental, que também integra o Grupo NUA de dança e voz, convida para a JAM “Junta de Afetos Motores”. A proposta é simples e direta: dançar juntos e experimentar de onde vêm os motores do movimento enquanto se percebe quais são os elementos que afetam e atravessam o corpo que move. Algumas estruturas e dispositivos básicos, sugeridos logo no início do experimento aos dançantes, ficam afixados em um cartaz durante a jam, para que as pessoas que ingressarem depois de começada a atividade possam se guiar.​

A T.F.Style Cia de Dança faz, na sexta, 27/10, às 19h, ensaio aberto de “Carne Urbana”, peça coreográfica que lida com a solidão e o silêncio de cada um em meio ao caos da existência nos limites da vida urbana, e a eterna busca por alívio para livrar-se da dor de existir. Em fluxo intermitente de trocas entre corpo e cidade, o novo trabalho quer, para além da pele, chegar à carne como forma de refletir sobre a fisicalidade e as transformações dos corpos urbanos, revelando percepções ora silenciadas internamente, ora escancaradas no bando. Dirigida por Igor Gasparini e Frank Tavantti, a T.F.Style Cia de Dança concentra-se em descobrir novas possibilidades corporais a partir de técnicas de diferentes danças urbanas, que vão transformando suas bases e modificando suas referências.

Com “Ladrão”, o grupo Zumb.boys encerra a programação da semana no sábado, dia 28, também às 19h. O espetáculo, dirigido por Marcio Greyk, reflete sobre o comportamento humano e como todas as ações se originam na mente – criatividade, engenhosidade, medo, potencial, lealdade, entusiasmo, arrependimento. Ao focar nos momentos de impasse entre o racional que trama e a irracionalidade de fazer algo fora dos padrões de conduta, “Ladrão” traz como elemento de criação cênica o espaço íntimo do indivíduo, suas emoções, sentimentos e inquietações, condicionados às circunstâncias do viver em sociedade. Com 10 anos de estrada, o Zumb.boys tem, na associação entre as danças urbanas e as técnicas de dança contemporânea, importante ponto de partida e inspiração para a formação da identidade do grupo.

Todas as apresentações são gratuitas

Crédito da foto: Beto Assem

Serviço

Cartografia o Possível

26/10, 16h
J.A.M._Junta de Afetos Motores
Com Chico Lima
Sala Plural
Classificação indicativa: livre
Duração: 60 minutos
Grátis

27/10, 19h
Ensaio Aberto – Carne Urbana
Com T.F.Style Cia de Dança
Sala Ivonice Satie
Classificação indicativa: Livre
Duração: 60 minutos
Grátis

28/10 | 19h
Ladrão
Com Grupo Zumb.boys
Sala Ivonice Satie
Classificação indicativa: 10 anos
Duração: 45 minutos
Grátis

Local: Centro de Referência da Dança de São Paulo – CRDSP
Baixos do Viaduto do Chá, s/n – República – São Paulo/SP
(acesso pela Rua Formosa (próximo às estações República, São Bento e Anhangabaú do Metro))
Informações: 32143249 | 953013769

Deixe uma resposta