Cartografia do Possível apresenta Corpo Crustáceo

No primeiro ‘Cartografia do Possível’ de dezembro, sábado (1/12), o Centro de Referência da Dança apresenta “Corpo Crustáceo”, criação de Michele Carolina Silva inspirada no ensaio “O mito de Sísifo” (1941), de Albert Camus, que defende a felicidade como a maior rebeldia diante das limitações e absurdos da condição humana. Remete também ao estudo, no âmbito da imaginação poética, dos devaneios e sonhos da ‘obra noturna’ do também francês Gaston Bachelard.

A partir do questionamento sobre quais fronteiras separam o humano da terra e por meio de tensionamentos de dilatação e aceleração do tempo, “Corpo Crustáceo” expõe o movimento perene de transformação da matéria para comunicar esteticamente o nexo indissociável entre a vida orgânica e inorgânica em seus múltiplos fluxos de interpenetrabilidade.

Desenvolvido em residência artística no próprio CRD e no núcleo de Estudos Práticos da Coordenação Motora, sob orientação de Lu Favoreto (Cia Oito Nova Dança), o trabalho conta com Juliana Morimoto e Monica Cristina Bernardes no som e luz, e Rafael Frazão na captação das imagens em vídeo.

A entrada é gratuita.

Crédito da foto: Rafael Frazão

Serviço

[Cartografia o Possível]
Corpo Crustáceo
Com Michele Carolina Silva
Dia 1 de dezembro de 2018
Sábado, 19h
Local: Centro de Referência da Dança de São Paulo – CRDSP – Sala Cênica Ivonice Satie
Baixos do Viaduto do Chá, s/n – Centro, São Paulo – SP
(A0 lado do Theatro Municipal – próximo às estações República, São Bento e Anhangabaú do Metro)
Ingresso: Grátis
Informações: (11) 3214-3249 | 95301-3769
Classificação indicativa: 16 anos
Duração: 40 minutos

Deixe uma resposta