Bolshoi Confidencial – Os segredos do balé russo desde o regime tsarista até os dias de hoje

Em uma noite gelada de janeiro de 2013, um homem encapuzado atirou ácido no rosto do diretor artístico do Balé Bolshoi. Planejado por um proeminente bailarino solista, o crime escandalizou o mundo. Instituição mais ilustre da Rússia, o Teatro Bolshoi foi uma joia da coroa no reinado dos tsares e um emblema do poder soviético durante o século XX. Com Putin, no XXI, foi chamado a preservar este legado artístico inestimável e a refletir as ambições neoimperiais russas. O ataque e suas consequências nefastas ressaltaram a importância do Bolshoi para a arte do balé na Rússia e no mundo.

O episódio violento ressoou tanto na infraestrutura política russa quanto no cerne da história singular do Bolshoi. É o que demonstra o renomado musicólogo Simon Morrison neste relato de fôlego. Com acesso a arquivos governamentais e fontes exclusivas, Morrison nos conduz pela história do balé e descreve a carreira dos artistas no palco e nas coxias. Traça os laços políticos que unem a instituição aos diferentes regimes russos e detalha o nascimento de alguns dos balés mais amados do repertório do teatro.

Em 2015, quando esteve em Pequim apresentando sua versão de Romeu e Julieta, o coreógrafo Yuri Grigorovich comentou, com um alçar de ombros desalentado: “Havia censura; e ainda há”.

Desde o seu início infame, em 1776, pelas mãos de um charlatão faustiano, o Bolshoi foi motivo de orgulho do império tsarista após a derrota de Napoleão, em 1812. Com a Revolução, Moscou se transformou em uma capital global e o Teatro Bolshoi se tornou em um lugar de poder. As reuniões do Partido Comunista ocorriam lá, e a criação da União Soviética foi endossada no seu palco. Durante o período soviético, os artistas enfrentaram uma censura corrosiva, que fez com que o balé se juntasse aos campeonatos de xadrez e à exploração do espaço símbolo do orgulho nacional das disputas da Guerra Fria. Recentemente, uma restauração de 640 milhões de dólares devolveu ao Bolshoi a sua glória, embora alguns talentos premiados tenham ido embora.

Como Morrison revela, o teatro foi bombardeado, minado com explosivos e reforçado com cimento. Seus bailarinos sofreram tormentos físicos inimagináveis na escalada para a fama, às vezes em troca de tão pouco dinheiro que criavam vacas em casa para vender o leite e comprar comida. Mas o Bolshoi transcendeu a tensão de sua própria história e sobreviveu a 250 anos de rebeliões artísticas e políticas para definir não só a cultura russa, mas o próprio balé. Neste relato arrebatador e definitivo, Morrison deixa claro que a história do Balé Bolshoi caminha lado a lado com a da própria Rússia.

Introdução

CLIQUE AQUI e leia a introdução deste livro.

Onde Comprar

O valor do livro varia entre R$ 39,90 e R$ 70,00, por isso, pesquise bem antes de comprar o seu.

Serviço

Título: Bolshoi Confidencial
Autor: Simon Morrison
Ano de lançamento: 2017
Editora: Record
Páginas: 490
ISBN: 9788501109187

 

Deixe uma resposta