Bailarino Adilso Machado apresenta dois espetáculos no Sesc Vila Mariana

Com trabalhos simultâneos no Brasil e em Glasgow (Escócia), o coreógrafo e bailarino Adilso Machado desenvolve suas obras com uma pesquisa focada na abordagem física rigorosa. Dois dos seus mais recentes trabalhos poderão ser conferidos no Sesc Vila Mariana: SOLIDÃO PÚBLICA, um solo inspirado no livro O Estrangeiro, de Albert Camus, que se apresenta dia 20 de abril, sexta-feira, às 20h30 e IMINÊNCIA DO AGORA, onde assina a direção e também está no palco com os integrantes do grupo Circar, com sessões dias 21 e 22 de abril, sábado às 21 horas e domingo às 18 horas.

O coreógrafo catarinense traz para o público paulista as montagens SOLIDÃO PÚBLICA, um solo inspirado no livro O Estrangeiro, de Albert Camus e IMINÊNCIA DO AGORA, do grupo Circar, onde atua e dirige, além da oficina Dramaturgia do Risco

De que forma a solidão, o vazio e a angústia se manifestam no corpo? Como esses sentimentos são elaborados em uma sociedade hiperconectada por celulares e redes sociais? Foi a partir dessas questões e inspirado pelo romance O Estrangeiro, de Albert Camus, que o bailarino catarinense Adilso Machado criou o espetáculo solo SOLIDÃO PÚBLICA, um dos espetáculos da programação da Bienal Sesc de Dança 2017. A trilha eletrônica de Tom Monteiro, executada ao vivo, e a iluminação de Leonardo Roat, que alterna sombras e luminosidade sobre um fundo púrpura, criam uma atmosfera de tensão para os movimentos sincopados do bailarino, que criou um espetáculo de grande intensidade dramática, transpondo para os palcos sentimentos e sensações que, de certa forma, definem nossa época.

Ex-integrante da companhia alemã Toula Limnaios, ex-membro da Cena 11 Companhia de Dança, Adilso Machado também teve sua formação em técnicas circenses, tendo integrando durante três anos o Circo-teatro Girassol, de Porto Alegre. Com essa bagagem denominou o núcleo criativo que fundou em 2016 em Florianópolis, de Circar, com a intenção de redescobrir o circo como verbo. O trabalho criativo do grupo vai além do circo e inclui a dança, linguagem artística de formação de seus integrantes. Sobre essa influência o grupo pesquisa a relação do corpo com o circo e do circo que se faz corpo.

Sacolas de supermercado

O espetáculo IMINÊNCIA DO AGORA convida o público a experienciar o risco na ação de seus artistas, que se movimentam em um picadeiro delimitado por sacolas de supermercado, manipulando e interagindo com uma barra de madeira. O trabalho propõe relações entre o circo e a dança, corpo e objeto e tradição e contemporaneidade.

Para Adilso Machado, IMINÊNCIA DO AGORA sugere um suspender no tempo, sem espaço para projeções temporais, mas para o momento em que cada ação acontece. “Com isso, o espetáculo nos faz olhar para o outro, para nos perceber, além de falar sobre tempos caóticos e nos convidar a olhar de forma crua para a realidade dos nossos dias”, explica ele.

Oficina

Voltada para profissionais e amadores do circo e da dança, Adilso Machado ministra a oficina A Dramaturgia do Risco no dia 21 de abril, sábado, das 13 às 15h30. A oficina visa discutir e ampliar as questões dramatúrgicas que envolvem o risco como potencialidade de produção de sentido das ações cênicas, bem como desenvolver capacidades físicas, habilidades acrobáticas e aperfeiçoar a relação do corpo junto aos instrumentos circences (malabares, trapézios, tecidos, liras e trampolins), utilizando elementos do circo e da dança contemporânea.

Ficha técnica

Solidão Pública
Concepção e Performance: Adilso Machado.
Interlocução: Wagner Schwartz.
Música: Tom Monteiro.
Iluminação: Leonardo Roat.
Produção: Karin Serafin.

Iminência do agora
Direção Artística: Adilso Machado.
Elenco e Criação: Adilso Machado, Bianca Vieira, Diogo Vaz Franco, Eduardo Grillo, Felipe Quérette, Hanna Luiza Feltrin e Roberto Bacchi.
Design de Luz: Irani Burnner.
Consultoria de Figurino: Karin Serafin.
Projeto Gráfico: Felipe Quérette e Diogo Vaz Franco.
Registro de Imagens: Cristiano Prim e Gabriel Stella.
Produção: Karin Serafin.

Crédito da foto: Cristiano Prim | Cena de Iminência do Agora

Serviço

Solidão Pública
Adilso Machado
Dia 20 de abril de 2018
Sexta-feira, às 20h30
Local: Auditório do Sesc Vila Mariana
Rua Pelotas, 141 – Vila Mariana – São Paulo/SP
Ingressos: R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (meia) e R$ 6,00 (credencial plena).
Duração: 60 minutos
Classificação: 12 anos

Iminência do Agora
Adilso Machado com o Grupo Circar
Dias 21 e 22 de abril de 2018
Sábado, às 21h, e domingo, às 18h
Local: Teatro do Sesc Vila Mariana
Rua Pelotas, 141 – Vila Mariana – São Paulo/SP
Ingressos: R$ 25,00 (inteira); R$ 12,50 (meia) e R$ 7,50 (credencial plena)
Duração: 60 minutos
Classificação: 12 anos

Oficina A Dramaturgia do Risco
Com Adilso Machado.
Dias 21 de abril de 2018
Sábado, às 13h
Local: Sala Corpo & Artes do Sesc Vila Mariana.
Rua Pelotas, 141 – Vila Mariana – São Paulo/SP
Inscrições: R$ 17,00 (inteira); R$ 8,50 (meia) e R$ 5,00 (credencial plena)
Duração: 150 minutos.
Classificação: Recomendado para maiores de 16 anos.

Sigam-me

Tarcísio Cunha

Idealizador, criador e diretor geral do site Agenda de Dança. É formado em Comunicação Digital, pela UNIP, e em Ballet Clássico, pela ReveranCCe Núcleo de Dança. Atualmente é integrante do grupo que representa a escola ReveranCCe Núcleo de Dança. Atua como professor de ballet clássico na ReveranCCe e Prefeitura Municipal de Osasco.
Sigam-me

Deixe uma resposta