“Aos vencedores, as batatas”, com Cia Fragmento de Dança

Aos vencedores, as batatas - foto Ligia Jardim

Cumprindo a proposta de circular com “Aos vencedores, as batatas” por vários espaços da cidade de São Paulo/SP, a Cia Fragmento de Dança, dirigida pela coreógrafa e bailarina Vanessa Macedo, começa a turnê de apresentações do espetáculo nos próximos dias 20 e 21 de março (sexta e sábado, às 20h), no Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes, extremo Leste da cidade. Depois disso, segue para duas apresentações no CEU Campo Limpo (dias 24 e 25/03 – terça, às 14h, e quarta, às 10h) e outras duas no CEU Três Lagos (dias 26 e 27/3 – quinta, 15h, e sexta, 20h), ambos na Zona Sul; e encerra este ciclo na Zona Norte (dias 9 e 10/4 – quinta, às 16h, e sexta, às 20h), no Centro Cultural da Juventude, na Vila Nova Cachoeirinha. Gratuitas, as apresentações fazem parte de projeto contemplado pelo 16º edital do Programa de Fomento à Dança para a Cidade de São Paulo.

“Aos Vencedores, as batatas” se constrói com cinco solos, disparados por temas que vieram à tona dentro da experiência pessoal de cada um dos intérpretes da companhia – Chico Rosa, Daniela Moraes, Maitê Molnar, Rafael Sertori e Rafael Edgar -, sobre o sentido da palavra ruptura. Em princípio sem ligação aparente – desconforto com o próprio tamanho, impossibilidade de choro, universo dos sonhos, isolamento e transformação –,as coreografias foram criadas com base nesses desejos e afetos individuais amalgamados às angústias universais do homem contemporâneo. “Os temas ganharam amplitude quando passaram a ser observados criticamente para além da subjetividade; e é na transposição da individualidade para o mundo, que acontece a conexão para a construção dramatúrgica”, reflete Vanessa Macedo.

Diferente de todas as criações da companhia – ao todo 12, em 12 anos de trajetória contínua – , “Aos vencedores…” traz o universo do humor, irônico e crítico, e aponta o dedo para nossos próprios fracassos quando tentamos subverter questões em que estamos por demais inseridos. Por isso, o título empresta a frase emblemática de personagem de Machado de Assis, no livro Quincas Borba, em que o autor critica os costumes de seu tempo e aponta a transformação do homem em objeto do próprio homem e a sua “coisificação”.

SINOPSE

Um show de talentos? Um espaço de testemunhos? Cinco solos desenvolvidos, cada qual com uma temática própria, partindo de um entendimento individual sobre a palavra “ruptura”. Os intérpretes trouxeram seus assuntos e a coreografia foi criada com base nesses desejos e afetos individuais conectados ao universo do homem contemporâneo. São as diferenças e não as semelhanças que buscam um espaço de conexões para a construção dramatúrgica. Concepção, coreografia e direção: Vanessa Macedo. Com Chico Rosa, Maitê Molnar, Jéssica Moretto, Rafael Sertori e Rafael Edgar.

FICHA TÉCNICA

Concepção, coreografia e direção: Vanessa Macedo
Assistente de direção: Maitê Molnar
Intérpretes criadores: Chico Rosa, Daniela Moraes, Maitê Molnar, Rafael Sertori e Rafael Edgar.
Figurino: Daíse Neves
Luz: Sandro Borelli
Técnico de luz: Jimmy Wong
Trilha: Gustavo Domingues
Preparação corporal: José Ricardo Tomaselli, Rodrigo Vieira e Vanessa Macedo
Produção Executiva: Iolanda Sinastra
Assistente de produção: Maria Basulto

SOBRE A CIA FRAGMENTO DE DANÇA

Com direção de Vanessa Macedo, a Cia Fragmento de Dança, sediada na cidade de São Paulo, desenvolve pesquisa e criação em dança contemporânea desde 2002. Na busca de uma dança teatralizada, preocupa-se com a construção de uma dramaturgia do corpo e da cena coerente com os temas pesquisados.

Suas criações são marcadas pela inspiração em artistas, obras e conteúdos especialmente confessionais. Discute, a partir daí, relações vividas pelo homem, enquanto ser social e ser solitário. Envolvida nessas questões, a Cia procura construir um vocabulário de movimento próprio, buscando uma estética dramatúrgica autoral.

Em seus últimos projetos – viabilizados por meio de prêmios e editais, principalmente o de Fomento à Dança para a cidade de São Paulo -, vem desenvolvendo ações que privilegiam a troca com profissionais de outros universos artísticos e de outras áreas de atuação. “Fomos percebendo que essas ações, que vão além dos limites da nossa prática artística diária, são possibilidades concretas de compartilhamento que ultrapassam o universo da dança. Criar pontes com outros espaços e pessoas não só enriquece o nosso fazer artístico, mas nos coloca em contato com campos de conhecimento diversos, capazes de nos afetar criativa e politicamente”, pondera a diretora da Companhia.

SERVIÇO

Aos vencedores, as batatas
Cia Fragmento de Dança
Ingresso: Grátis
Duração: 60 min.
Classificação indicativa: 14 anos

Dias 20 e 21 de março de 2015
Sexta e sábado, 20h
CFCCT – Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes – Teatro – 3º pavimento
Rua Inácio Monteiro, 6900 – Jardim São Paulo – Zona Leste – São Paulo – SP
Informações: (11) 2555.2840 / http://cfccidadetiradentes.wix.com/cfcct

Dias 24 e 25 de março de 2015
Terça-feira, 14h; quarta-feira, 10h
CEU Campo Limpo – Cardeal Dom Agnelo Rossi
Av. Carlos Lacerda, 678 – Pirajussara – Zona Sul – São Paulo – SP
Informações: (11) 5843.4837 | 5843.4841

Dias 26 e 27 de março de 2015
Quinta-feira, 15h; sexta-feira, 20h
CEU Três Lagos
Estrada Do Barro Branco, s/n – Jardim São Pedro – Zona Sul – São Paulo – SP
Informações: (11) 5976.5642 | 5976 5643

Dias 9 e 10 de abril de 2015
Quinta-feira, 16h; sexta-feira, 20h
Centro Cultural da Juventude – CCJ – Ruth Cardoso
Avenida Deputado Emílio Carlos, 3641 – Vila Nova Cachoeirinha – São Paulo – SP
Informações: (11) 3984.2466 / http://ccjuve.prefeitura.sp.gov.br/