Abertura do processo de criação Utopias to everyday life no SESC Consolação

Foto: Mayra Azzi

Dias 03, 06 e 07 de fevereiro, a diretora, performer e dramaturga, Carolina Bianchi (SP) e bailarina e coreógrafa, Flávia Pinheiro (PE), abrem para o público o processo de criação de Utopias to everyday life, como parte da programação Performídias, do Sesc Consolação.

Utopias to everyday life, segundo as artistas, são ideias, reinvenções dos modos de vida, pequenas ficções coletivas construídas na tentativa de incorporação do presente e dos mistérios futuros. É triste e maravilhoso. Busca por procedimentos utópicos de transformação da realidade” e para criar a performance que levará este nome, desde o início do ano elas estão no Espaço Beta, do Sesc Consolação, desenvolvendo um workshop com 20 artistas, entre bailarinos, atores e performers.

Com a proposta experimentar as possibilidades do corpo, por meio de suas metodologias, além de compartilhar inspirações e excitações para juntos criarem uma dança a partir dessa residência artística. Para que o público acompanhe esse processo de criação, que resultará em Utopias to everyday life, serão promovidos três encontros abertos, cada dia com convidados diferentes.

A partir das 19h, o público pode entrar, permanecer, sair, voltar, circular no mesmo espaço em que as artistas estarão performando, durante 3 horas ininterruptamente, tentando incorporar as dinâmicas, sensações, imagens, atravessamentos e principalmente os encontros que aconteceram durante o período de ocupação do Espaço Beta.

A proposta é que a performance apresentada a cada dia seja única, uma experiência daquele dia com aquele público e os convidados, que no dia 3 de fevereiro será o músico, compositor e multinstrumentista Lucas Vasconcellos, dia 6 é a vez dos residentes que as acompanham no processo criativo performarem com Flávia e Carolina e, no dia 7 de fevereiro, quem as acompanha é o baterista Pedro Gongon.

Performídias destaca a performance e sua interface com as outras áreas e linguagens artísticas, tendo como ponto de aproximação sua associação às diferentes mídias, à cultura digital e às questões ligadas ao conceito de identidade explorado em diversas produções artísticas e científicas, tempos de corpos esteticamente modificados e mediados por tecnologias, evidenciando a recorrência da apresentação/representação do corpo associada a questões políticas, científicas e bioéticas.

Pretende discutir e investigar a importância e o significado do corpo na sociedade contemporânea, onde as noções de espaço público e privado, sujeito e objeto, real e virtual, digital e analógico são exploradas enquanto elementos estético, artístico e cultural.

SERVIÇO

Abertura de processo: Utopias to everyday life
Dias 03, 06 e 07 de fevereiro
Sexta, segunda e terça, às 19h
Local: Sesc Consolação – Espaço Beta
Rua Doutor Vila Nova, 245 – 3º andar – Vila Buarque – São Paulo/SP
Ingresso: Grátis
Informações: (11) 3234-3000
Classificação: 16 anos
Duração: 180 minutos